Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Beleza e Estética Dicas de Saúde Dicas Para Pele

Micose na Virilha- Sintomas, Causas e Tratamentos

Antes de ler o Artigo, Curta-nos Abaixo!

Micose na Virilha- Sintomas, Causas e Tratamentos. Além disso, a micose na virilha ou prurido é uma infecção da virilha causada por um fungo ou alergia que pode afetar homens e mulheres. Saiba mais sobre o tratamento, possíveis complicações, sintomas, testes e exames de diagnóstico necessários. Calor, uso de roupas apertadas, suor, roupas úmidas e má higiene pessoal são alguns dos fatores de risco para a micose da virilha.

A micose na virilha, chamada em medicina de tinea cruris, é uma das infeções fúngicas da pele mais comuns. A tinea cruris costuma atingir as regiões inguinal (virilhas), coxas e nádegas, causando placas avermelhadas e intensa coceira. Então, confira Micose na Virilha- Sintomas, Causas e Tratamentos.

O Que é Tinea Cruris: As micoses na virilha superficiais da pele são chamadas de dermatofitoses ou tinea. Os fungo dermatófitos, isto é, que provocam dermatofitoses, são os dos gêneros Trichophyton, Microsporum ou Epidermophyton. As dermatofitoses podem acometer diversas áreas do corpo, como couro cabeludo (chamada de tinea capitis), pés (tinea pedis), barba (tinea barbae), unhas (tinea unguium) ou tronco e membros (tinea corporis).

A infecção fúngica que acomete a região genital e inguinal (virilhas) é chamada de tinea cruris. A micose da virilha é a segunda dermatofitose mais comum, perdendo apenas para a tínea pedis, a micose dos pés, popularmente conhecida como frieira.

Sintomas da Micose na Virilha: Os Sintomas óbvios da micose na virilha são irritação, mancha e coceira na virilha, acompanhada por vezes também na região anal, e nas coxas. Poderam detetar-se algumas Manchas avermelhadas, salientes, e manchas escamosas que poderam mais tarde transformar-se em bolhas. Estas manchas por vezes têm visualmente, bordas agudamente definidas e são mais vermelhas do lado de fora com o tom de pele normal na região centro.

Tratamento da Micose na Virilha: O tratamento da micose na virilha pode ser feito com pomadas antifúngicas, muitas delas vendidas sem necessidade de receita médica. As pomadas indicadas são as que contêm um dos seguintes antifúngicos:

  • Terbinafina
  • Naftifina
  • Cetoconazol
  • Miconazol
  • Tioconazol
  • Clotrimazol
  • Oxiconazol

As cinco últimas substâncias têm ação contra dermatófitos e cândida. Cremes ou pomadas à base de nistatina servem para candidíase, mas não para dermatofitoses, não sendo indicadas para o tratamento da tinea cruris. Deve-se evitar pomadas que contenham corticoides na sua fórmula, tais como betametasona ou triancinolona, pois estas substâncias podem atrapalhar o tratamento e mascarar os sintomas.

Em casos de pacientes imunossuprimidos, ou quando o tratamento com pomadas não dá resultado, medicamentos por via oral, como griseofulvina, fluconazol ou terbinafina podem ser prescritos. Como a tinea pedis (frieira) e onicomicose (micose de unha) são fatores de risco para a tinea cruris, é importante também tratar as duas condições para diminuir o risco de recorrência da micose na virilha.

Prevenção Para Micose na Virilha: Para prevenir a micose na virilha e importante a aplicação diária de talco na região inguinal para manter a área seca ajuda a prevenir recorrências. Os pacientes devem ser aconselhados a evitar banhos quentes e roupas apertadas. Os homens devem usar cuecas largas, de preferência boxers (cueca samba-canção). Mulheres devem usar calcinha de algodão e evitar calças apertadas isso provoca micose na virilha. Após o banho, a área inguinal deve ficar bem seca. Sugere-se separar uma toalha para secar a área infectada e outra para o resto do corpo. Não use a mesma roupa interior após o banho.

Quais São as Causas Micose na Virilha: O corpo normalmente hospeda uma variedade de microorganismos, incluindo bactérias e fungo , alguns dos quais são úteis ao organismo, enquanto outros podem se multiplicar rapidamente e avançarem com algumas infecções. A micose na virilha ocorre quando um determinado tipo de fungo cresce e se multiplica nesta região. Esta comichão é uma doença de pele que ocorre principalmente em homens adultos e às vezes pode acompanhar o Pé de atleta e a dermatofitose, também conhecida como impingem ou micose na virilha.

O fungo , vírus ou bactéria que causa este tipo de coceira prospera em zonas com ambientes quentes, mornos, e áreas do corpo húmidas, causando assaduras que também originam o problema. A micose na virilha pode ser também provocada pelo atrito das roupas e pela umidade prolongada da pele na região da virilha (como a da transpiração).

Esta complicação pode ser contagiosa, transmissível e espalhar-se de uma pessoa para outra através do contato direto da pele ou pelo contato com objetos como roupas por exemplo. A micose na virilha é geralmente limitada na zona da dobra da coxa e normalmente não se alastra para os testículos, pênis ou ânus.

A micose na virilha que causa a coceira na virilha tem o nome de tinea cruris na medicina, e é uma das infecções mais comuns da pele. E embora seja uma micose na virilha menos problemática que outras infecções provocadas por outros fungos, esta pode durar muito mais tempo devido á sua localização, a virilha, e espalhar-se para as dobras das pernas perto da vagina, nádegas e ânus, causando coceira intensa e desconforto anal.

Outras Causas Possíveis de Micose na Virilha: neurodermatite circunscrita (líquen simples crônico), consequência do ato de coçar ou esfregar a pele intensamente e repetitivamente, eczema piolhos púbicos , conhecidos por o Piolho-da púbis, irritação química. Os nomes alternativos para esta patologia são: Infecção da virilha, infecção fúngica na virilha, coceira jock, Micose na virilha, Tinea barbae (coceira do barbeiro), Tinea cruris (tinha da virilha, prurido de jóquei) e Pitiríase versicolor.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.