Benefícios dos Óleos

Óleo de Krill: Para que Serve, Benefícios, Malefícios e Como Usar!

Óleo de Krill: Para que Serve, Benefícios, Malefícios e Como Usar!

Revisado por

Óleo de Krill: Para que Serve, Benefícios, Malefícios e Como Usar!
4.7 (94.44%) 18 votos

Óleo de Krill: Para que Serve, Benefícios, Malefícios e Como Usar! Além disso, o Óleo de Krill é rico em vitaminas e minerais essenciais à saúde.

Está pretendendo perder alguns quilos, melhorar a pele ou manter seu cérebro afiado? Você pode tomar Óleo de Krill. Rico em ácidos graxos ômega 3 e antioxidantes, os benefícios potenciais do Óleo de Krill são bastante impressionantes.

O Óleo de Krill ganhou ampla popularidade nos últimos anos como uma alternativa segura e saudável ao óleo de peixe. Os benefícios do Óleo de Krill versus óleo de peixe são quase idênticos, mas o Óleo de Krill é mais biodisponível, mais sustentável e menos provável de ser contaminado por mercúrio ou metais pesados.

Então, de que é feito o Óleo de Krill, como isso pode afetar a saúde e como acrescentá-lo à sua rotina diária? Vamos dar uma olhada.

Óleo de Krill

Óleo de Krill

Óleo de Krill o Que é? 

A pesca comercial de krill é datada na década de 1970 e o Óleo de Krill foi originalmente aprovado como suplemento nutracêutico, na agência de alimentos e remédios americana, há quase 20 anos, em 1999. Ainda assim, o Óleo de Krill só ganhou força nos últimos anos como uma alternativa sustentável ao óleo de peixe.

O krill antártico é uma das espécies animais mais abundantes na Terra, com cientistas estimando que existem cerca de 500 milhões de toneladas encontradas no Oceano Antártico. Krill feminino pode colocar até 10.000 ovos de cada vez e pode botar ovos várias vezes a cada estação.

O krill também é incrivelmente resiliente. Durante o inverno, quando a comida é escassa, eles conseguem encontrar outras fontes de alimento, como as algas que crescem sob a superfície do gelo, no fundo do mar ou até mesmo em outros animais. Em tempos difíceis, o krill pode sobreviver até 200 dias sem comida.

No entanto, o krill também é uma parte essencial da nossa comunidade ecológica. Assim como muitas outras espécies dependem do krill para sobreviver, organizações ajudam na sustentação do equilíbrio delicado do ecossistema do oceano, estabelecendo limites de captura do krill para evitar a sobrepesca.

Para que Serve o Óleo de Krill? 

Óleo de Krill é um suplemento extraído de uma espécie de krill antártico, que é um pequeno crustáceo semelhante ao camarão encontrado no Oceano Antártico. Situado no fundo da cadeia alimentar, o krill se alimenta principalmente de fitoplâncton ou de algas marinhas microscópicas.

O Óleo de Krill contém uma quantidade altamente concentrada de ácidos graxos ômega-3, que têm sido associados a uma extensa lista de benefícios para a saúde, desde a redução da inflamação até um risco reduzido de doença crônica. Além dos ácidos graxos ômega-3, o Óleo de Krill também contém ácidos graxos derivados de fosfolipídios, bem como astaxantina, um potente carotenoide reverenciado por suas propriedades antioxidantes.

Dê uma olhada em qualquer um dos comentários sobre o Óleo de Krill online e verá o poderoso efeito que este suplemento pode ter na saúde. Os benefícios do Óleo de Krill incluem desde fortalecimento de ossos e articulações até o aumento da saúde do cérebro e muito mais.

Benefícios do Óleo de Krill para Saúde: 

Benefícios do Óleo de Krill para Combater a Inflamação: 

A inflamação aguda é uma resposta imunológica normal que pode ajudar na proteção do seu corpo contra invasores estrangeiros. Inflamação crônica, por outro lado, pode contribuir para uma série de problemas de saúde, incluindo obesidade, diabetes, doenças cardíacas e até mesmo câncer.

O Óleo de Krill é rico em ácidos graxos ômega 3, como o ácido docosahexaenóico (DHA) e o ácido eicosapentaenóico (EPA), que demonstraram ter propriedades anti-inflamatórias.

De acordo com um estudo da Universidade de Teerã, no Irã, a suplementação com ácidos graxos ômega-3 por apenas oito semanas foi capaz de reduzir significativamente os níveis de marcadores inflamatórios no sangue.

O Óleo de Krill também contém astaxantina, um pigmento natural que pode combater os radicais livres que causam inflamação crônica.

Além de reduzir o risco de doenças crônicas, as propriedades anti-inflamatórias do Óleo de Krill podem ter benefícios de longo alcance que se estendem a quase todos os aspectos da saúde, desde a redução do envelhecimento até a proteção contra certos problemas autoimunes.

Benefícios do Óleo de Krill para Saúde do Coração:

Caso esteja querendo diminuir seus níveis de colesterol ou simplesmente manter seu coração em forma perfeita, o Óleo de Krill pode ajudar. Esse óleo é repleto de ácidos graxos ômega 3, que têm sido associados à redução da inflamação, diminuição do risco de doenças cardíacas e melhora da função cardiovascular.

Um estudo realizado em 2015 salientou os benefícios do Óleo de Krill para saúde do coração em pessoas com diabetes. Os pesquisadores descobriram que tomar mil miligramas de Óleo de Krill reduziu vários fatores de risco para doenças cardíacas e até aumentou os níveis de colesterol HDL.

Enquanto isso, outros estudos mostraram que os ácidos graxos ômega-3 encontrados no óleo de krill podem reduzir a frequência cardíaca e a pressão sanguínea, diminuir os triglicérides elevados e diminuir o risco de doença coronariana. Claramente, o conteúdo de ômega-3 desempenha um papel enorme nos benefícios do óleo de krill para o coração.

Benefícios do Óleo de Krill para Saúde da Pele: 

Da acne à dermatite, a inflamação está na origem de muitas doenças comuns da pele. Um dos principais benefícios do Óleo de Krill para saúde da pele é a sua quantidade de ácidos graxos ômega-3, que têm a capacidade de aliviar a inflamação e manter a pele brilhante.

Em um estudo na Coréia do Sul, a suplementação com ácidos graxos ômega-3 foi constatada para reduzir a acne inflamatória em 42% dos casos.

Outro estudo em animal também mostrou que DHA e EPA, dois tipos de ácidos graxos ômega-3 encontrados no Óleo de Krill, foram capazes de bloquear a produção de uma molécula específica envolvida na inflamação, auxiliando no tratamento de problemas como dermatite atópica.

O Óleo de Krill também contém astaxantina, que pode melhorar ainda mais a saúde da pele. De acordo com um estudo de 2009, a suplementação oral juntamente com a aplicação tópica de astaxantina reduziu as manchas e rugas da idade, melhorando a textura e o teor de umidade da pele.

Benefícios do Óleo de Krill

Benefícios do Óleo de Krill

Óleo de Krill X Óleo de Peixe:

Tanto o Óleo de Krill quanto o óleo de peixe são ricos em ácidos graxos ômega-3 benéficos, incluindo EPA e DHA. Portanto, os benefícios do Óleo de Krill versus óleo de peixe para colesterol, artrite, saúde da pele e outras condições são bastante comparáveis.

O principal benefício do Óleo de Krill sobre o óleo de peixe é a sua capacidade de absorção. De fato, uma infinidade de estudos comparou a biodisponibilidade do óleo de peixe versus o óleo de krill ao longo dos anos.

Uma grande revisão fora da Noruega, por exemplo, compilou os resultados de 14 estudos e mostrou que o DHA e o EPA, encontrados no Óleo de Krill, estavam mais biodisponíveis do que o óleo de peixe.

Além disso, o Óleo de Krill contém o bônus adicional de astaxantina, um carotenoide encontrado em uma variedade de alimentos com poderosas propriedades antioxidantes.

Também conhecido como “o rei dos carotenoides”, a capacidade da astaxantina de combater os radicais livres é estimada em 6.000 vezes maior que a vitamina C, 550 vezes maior que a vitamina E e 40 vezes maior do que o beta-caroteno.

Acredita-se também que o Óleo de Krill seja mais puro, com níveis mais baixos de mercúrio e metais pesados que o óleo de peixe. Como o krill consome algas, é muito menos provável que acumulem quantidades elevadas desses contaminantes do que outros tipos de peixes.

Finalmente, o Óleo de Krill é considerado uma fonte mais sustentável de ácidos graxos ômega-3 do que o óleo de peixe. Isso porque o krill antártico é uma das espécies animais mais abundantes na Terra.

A opção por óleo de krill em vez de óleo de peixe pode ajudar a garantir que você não esteja contribuindo para práticas insustentáveis e prejudiciais, como a sobrepesca.

Onde Encontrar e Como Usar o Óleo de Krill?

O Óleo de Krill está amplamente disponível na maioria das farmácias, lojas de produtos naturais e varejistas on-line, geralmente ao lado do óleo de peixe e outros suplementos de ácidos graxos ômega-3.

Compre de uma marca confiável e respeitável, e procure por suplementos que contenham uma grande quantidade de EPA e DHA com o mínimo de ingredientes adicionados para garantir que consiga o melhor suplemento de Óleo de Krill.

Ao começar, inicie com uma dose baixa de Óleo de Krill e aumente lentamente o seu consumo ao longo dos próximos dias para avaliar a sua tolerância e minimizar quaisquer potenciais efeitos secundários negativos.

Tomar o Óleo de Krill com uma refeição também pode reduzir alguns dos sintomas negativos, como arrotos ou o gosto de peixe. Você pode consumi-lo em qualquer hora do dia, mas muitas pessoas preferem tomá-lo na primeira hora da manhã ao lado de um café da manhã saudável.

Posologia do Óleo de Kril:

Quer saber quanto precisa para maximizar os benefícios do Óleo de Krill? A maioria dos estudos usa uma dose de 1.000 à 3.000 miligramas de Óleo de Krill por dia, embora essa quantidade possa variar amplamente com base na quantidade de EPA e DHA presentes no seu suplemento.

Em geral, no entanto, a maioria das organizações de saúde parecem concordar que doses mais baixas, de 250 a 500 miligramas combinados com EPA e DHA, podem ser benéficas para a maioria dos problemas de saúde.

Olhe atentamente para o rótulo do seu suplemento para verificar a quantidade de EPA e DHA; mesmo que um suplemento contenha 1.000 miligramas de Óleo de Krill, a quantidade de EPA e DHA pode ser muito menor.

Além disso, comece com uma dose menor e aumente o ritmo. Isso não somente garante que seja capaz de tolerar o Óleo de Krill, mas também pode reduzir o risco de sintomas desagradáveis, como arrotos e náuseas.

Malefícios do Óleo de Krill:

Os ácidos graxos ômega-3 encontrados no Óleo de Krill podem retardar a coagulação do sangue. Caso tome anticoagulantes como varfarina, converse com seu médico antes de tomar Óleo de Krill, pois isso pode interferir na eficácia de seus medicamentos.

Além disso, pode ser necessário interromper o uso de Óleo de Krill pelo menos duas semanas antes de se submeter à cirurgia para evitar efeitos colaterais.

Caso seja alérgico a crustáceos ou frutos do mar, você definitivamente não deve usar o Óleo de Krill. Caso tenha alergia a moluscos, você também deve evitar tomar Óleo de Krill até conversar com seu médico.

Cuidado com os sintomas de alergia alimentar, como dor abdominal, inchaço, comichão ou urticária, e relate quaisquer efeitos colaterais para um profissional de saúde confiável.

Os efeitos colaterais comuns do Óleo de Krill incluem azia, náusea, mau hálito, indigestão, desconforto estomacal, arroto e gosto de peixe. Esses problemas são especialmente comuns no inicio da ingestão de Óleo de Krill e diminui gradualmente com o tempo.

Para minimizar os sintomas, opte por um Óleo de Krill de grau farmacêutico de alta qualidade, tome com uma refeição, comece com uma dose baixa e aumente o consumo lentamente.

Óleo de Krill

Óleo de Krill

Considerações Finais sobre o Óleo de Krill:

O Óleo de Krill é extraído de uma espécie de krill antártico, um crustáceo semelhante ao camarão encontrado em abundância em todo o Oceano Antártico.

Além de ser carregado com ácidos graxos ômega-3, o Óleo de Krill também é rico em ácidos graxos derivados de astaxantina e fosfolipídios, que ajudam no fornecimento de uma série de benefícios para o Óleo de Krill.

Os benefícios do Óleo de Krill incluem redução da inflamação, melhorias na saúde do coração, pele e cérebro, ossos e articulações mais fortes e aumento da perda de peso. Também pode estar associado a um menor risco de certos tipos de câncer.

Comparado ao óleo de peixe, o óleo de krill é mais absorvível, menos provável de ser contaminado por metais pesados e considerado mais sustentável.

Para conseguir melhores resultados, procure obter entre 250 e 500 miligramas de EPA e DHA diariamente, seja a partir de Óleo de Krill, óleo de peixe ou alimentos integrais.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.