Luteína – O que é, Para que serve, Fontes, Benefícios e Efeitos Colaterais!

Revisado por

Bioquímica Farmacêutica pela USP

Especialista do Dicas de Saúde

Luteína – O que é, Para que serve, Fontes, Benefícios e Efeitos Colaterais. Além disso, os benefícios da luteína são muitos e é chamada de vitamina carotenoide. Ela está relacionada com beta-caroteno e vitamina A. Alimentos ricos em luteína incluem brócolis, espinafre, couve, milho, pimenta laranja, kiwi, uva, suco de laranja, abobrinha e abóbora. É absorvida melhor quando é tomada com uma refeição rica em gordura.

Muitas pessoas pensam na luteína como “a vitamina do olho ”. Elas a usam para prevenir doenças oculares, incluindo degeneração macular relacionada à idade (DMRI), catarata e retinite pigmentosa.

fontes de luteina

Algumas pessoas também o utilizam para prevenir câncer de cólon, câncer de mama, diabetes tipo 2 e doença cardíaca. Muitas multi vitaminas contêm porcentagem dessa vitamina. Eles geralmente fornecem uma quantidade relativamente pequena de 0,25 mg por comprimido.

O que é luteína?

A luteína e seu parente próximo, a zeaxantina, são pigmentos chamados carotenóides que estão relacionados ao beta-caroteno e ao licopeno. O nome dessa vitamina vem da palavra latina, lutea, que significa amarelo.

Em concentrações normais em alimentos, é um pigmento amarelo, mas pode aparecer laranja ou vermelho em alta concentração. Foi feita apenas pelas plantas, de modo que os animais normalmente as comem comendo plantas. As maiores concentrações são encontradas em vegetais folhosos verde-escuros como couve, espinafre, acelga suíça, mostarda e nabo.

Embora esses nutrientes também sejam encontrados em uma variedade de outros vegetais (veja a tabela abaixo). Essa vitamina adicionada ao alimento de galinha intensifica a cor amarela das gemas.

luteina

Para que Serve a Luteína:

Uma doença ocular chamada degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Estudos populacionais sugerem que as pessoas que consomem maiores quantidades da vitamina em sua dieta têm um risco reduzido de desenvolver DMRI.

No entanto, dependendo para que serve a vitamina na dieta pode não reduzir o risco de DMRI em pessoas que já têm uma alta ingestão de luteína . Tomar suplementos dessa vitamina por até 12 meses pode melhorar alguns sintomas da DMRI, mas não parece impedir que a DM se torne pior.

Pesquisas sobre o uso da luteína juntamente com outros ingredientes mostram resultados conflitantes. Alguns estudos sugerem que a ingestão de quantidades mais elevadas da vitamina pode diminuir o risco de desenvolver catarata. Além disso, pesquisas recentes sugerem que a ingestão da vitamina três vezes por semana, por até dois anos. Pode melhorar a visão em pessoas idosas com catarata.

alimentos ricos em luteina

Como a Luteína Age:

A luteína e a zeaxantina podem ajudar a proteger os olhos das ondas de luz nocivas e de alta energia, como os raios ultravioletas da luz solar. Estudos sugerem que um alto nível de ambos no tecido ocular está relacionado com uma melhor visão, especialmente na penumbra ou onde o brilho é um problema.

Dietas ricas nesses dois nutrientes podem ajudar a evitar doenças oculares relacionadas à idade. Por exemplo, um estudo descobriu que pessoas que comem alimentos ricos em zeaxantina – pense que “verduras verdes” como espinafre, couve e brócolis podem ter metade da probabilidade de ter catarata.

Outro mostrou que se você tem degeneração macular, que causa danos no meio da retina e pode tirar sua visão central, os suplementos com essa vitamina podem retardar seu progresso.

Fontes de Luteína:

Embora a luteína e a zeaxantina sejam responsáveis ​​pelas cores brilhantes de muitas frutas e vegetais, elas são encontradas em maior quantidade em vegetais verdes folhosos, confira abaixo a tabela dos alimentos ricos em Luteína:

Alimentos Ricos em LuteínaPorçãoQuantidade de LuteínaCalorias
Bife de Fígado de Vaca Grelhado100 g14 574 mcg225 kcal
Cenoura Crua100 g1 326 mcg34 kcal
Cenoura Cozida Fatiada100 g900 mcg30 kcal
Manteiga Sem Sal100 g672 mcg754 kcal
Espinafre Cozido100 g621 mcg67 kcal
Ovo Cozido100 g500 mcg146 kcal
Couve Manteiga Refogada100 g384 mcg90 kcal
Óleo de Peixe100 g300 mcg900 kcal
Batata Doce Assada100 g298 mcg77 kcal
Queijo Minas Fresco100 g270 mcg243 kcal

beneficios da luteina

Benefícios da Luteína:

A luteína é um tipo de carotenoide, um composto natural encontrado em vegetais e outras plantas. Embora seja amarelo, é especialmente abundante em vegetais de folhas verdes escuras, como couve.

A luteína tem recebido muita atenção por sua capacidade de ajudar a reduzir a incidência de degeneração macular relacionada à idade e catarata, duas das principais causas de cegueira. Portanto, esses benefícios surgem da capacidade da vitamina de fornecer suporte estrutural para o pigmento da mácula, protegendo o olho dos estresses oxidativos causados ​​pela exposição à luz e ao oxigênio. Também ajuda a reduzir a inflamação.

Pesquisadores de um centro de pesquisas sobre envelhecimento, levantaram a hipótese de que esses mecanismos de ação também poderiam tornar a luteína benéfica para a saúde cardio metabólica, já que o estresse oxidativo e a inflamação desempenham um papel tanto nas doenças cardiovasculares quanto nas metabólicas.

Neste tipo de estudo, chamado de revisão sistemática e meta-análise, os pesquisadores revisam vários estudos sobre um único tópico e combinam as descobertas matematicamente para análise. Os resultados desses tipos de estudos têm o potencial de fornecer fortes indicadores de evidência clínica.

E, de fato, os resultados desse estudo em particular foram tão impactantes que puderam abrir a porta para novos benefícios terapêuticos da vitamina. Em vez de ser vista apenas como um nutriente que salva a visão, a luteína pode ser vista como uma que aumenta a saúde e a longevidade do corpo total.

fontes de luteina-1

A Luteína é Segura?

Apesar dos grandes benefícios da luteína para saúde, algumas pessoas podem ter reações adversas? Confira abaixo:

  • Com base na falta de efeitos colaterais relatados nos estudos que foram feitos, até 20 mg por dia de um suplemento dessa vitamina deve ser seguro para adultos;
  • Não há evidências disponíveis para determinar uma dose segura de suplemento de luteína em crianças;
  • Tal como acontece com muitos outros medicamentos e suplementos, não há informações sobre a segurança em mulheres grávidas ou lactantes;
  • Doses muito grandes de carotenóides, como essa vitamina, podem causar carotenodermia uma descoloração da pele amarelo-alaranjada. Além disso, pode parecer icterícia, mas a cor da pele anormal pode ser removida com uma compressa embebida em álcool.

Dosagem da Luteína:

Atualmente, não há ingestão dietética recomendada da vitamina. Além do mais, a quantidade de luteína e zeaxantina requer o seu corpo pode depender da quantidade de estresse que perdura. Por exemplo, os fumantes podem precisar de mais fontes dessa vitamina, pois tendem a ter níveis mais baixos de carotenóides, em comparação com os não fumantes.

Estima-se que os americanos consumam em média 1 a 3 mg da vitamina em sua rotina diária. No entanto, você pode precisar de muito mais do que isso para reduzir o risco de degeneração macular relacionada à idade (DMRI). De fato, 6 a 20 mg de luteína por dia estão associados a um risco reduzido de condições oculares.

Pesquisas descobriram que 10 mg da vitamina. Causaram uma redução significativa na progressão para degeneração macular relacionada à idade avançada. Da mesma forma, a suplementação com 10 mg de luteína pode melhorar o tom geral da pele.

luteina-1

Efeitos Colaterais da Luteína:

Parece haver muito poucos efeitos colaterais associados aos suplementos da vitamina. Um estudo em grande escala sobre os olhos não encontrou efeitos adversos. Dos suplementos de luteína e zeaxantina ao longo de cinco anos. O único efeito colateral identificado foi o amarelecimento da pele que não foi considerado prejudicial.

No entanto, um estudo de caso encontrou desenvolvimento de cristal nos olhos de uma mulher idosa. Que suplementou com 20 mg por dia e também consumiu uma dieta rica na vitamina por oito anos. Uma vez que ela parou de tomar o suplemento, os cristais desapareceram em um olho, mas permaneceram no outro. Essa vitamina possui um excelente perfil de segurança.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Byanca Sttefany

Sou graduada em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), com pós graduação em Fármaco e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (USP) mestrado também pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Tecnologia Bioquímica Farmacêutica e Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Farmácia Fisiopatologista e Toxicologia. Atualmente Trabalho na área de Análise Clínicas, e também atuo no Instituto de Pesquisa de Ciência, tecnologia e Qualidade (ICTQ) e exerço a função de Editor no site "Dicas de Saúde".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

vitamina f alimentos

Vitamina F – O que é, Benefícios, Alimentos e Efeitos Colaterais

Antioxidantes

Antioxidantes – O que São, Benefícios, Alimentos e Deficiência