Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Alimentos Saudáveis Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Anemia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Anemia é um distúrbio nada mais é do que uma doença do sangue, caracterizado pela dificuldade na produção de hemoglobina, uma substância essencial na formação dos glóbulos vermelhos. Além disso, A Anemia é uma doença de causas bem variadas. Normalmente, a Deficiência de ferro, Ácido fólico ou Vitamina B12 pode causar diferentes tipos da doença, que é a diminuição do número de hemoglobinas (células vermelhas) e, consequentemente, diminuição da oxigenação das células do corpo, o que é sério.

Quando esses nutrientes essenciais estão em pouca quantidade no organismo, significa que o indivíduo não está ingerindo-os nas quantidades corretas ou que a absorção está prejudicada. Para obter o diagnóstico correto, é necessário fazer um exame laboratorial, além de prestar atenção aos sinais que o próprio corpo oferece abaixo:

anemiaSintomas da Anemia: Os sinais e sintomas da anemia por carência de ferro são inespecíficos, necessitando-se de exames laboratoriais (sangue) para que seja confirmado o diagnóstico de Anemia Ferropriva. Os principais sinais e sintomas da anemia por carência de ferro são:

  • Fraqueza.
  • Falta de apetite.
  • Palidez de pele e mucosas (parte interna do olho, gengivas).
  • Menor disposição para o trabalho.
  • Dificuldade de aprendizagem nas crianças.
  • Apatia (crianças muito “paradas”).
  • Desânimo.

Os Sintomas mais Graves de Anemia: O paciente pode sofrer com alguns incômodos sérios se o tratamento da anemia não for realizado corretamente.

  • Palidez cutânea e nas mucosas,
  • Cansaço,
  • Falta de memória,
  • Tonturas,
  • Fraqueza,
  • Dores musculares,
  • Sonolência,
  • Falta de ar ou respiração muito curtam palpitação e
  • Taquicardia.

Os Tipos de Anemia: Tendo como consequência mais grave a diminuição ou perda da eficiência dos órgãos, a anemia, pode ser de vários tipos. Além disso, Existem inúmeras variações do distúrbio: ferropriva, macrócítica primeiramente telassemia e falciforme. Ela é diagnosticada primeiramente por sinais clínicos e confirmada por exame de sangue. A seguir, é possível saber quais são as manifestações mais comuns da doença:

Anemia adquirida: neste caso, a falta do mineral ferro na alimentação é a causadora do distúrbio, que tem o nome de anemia ferropriva. Além disos, O ferro auxilia no armazenamento e transporte de oxigênio dentro da célula. A deficiência de ferro na dieta pode levar à anemia ferropriva. As fontes de ferro disponíveis em maior quantidade incluem carne de gado, frango, peixe e gema de ovo.

Anemias hereditárias: Existem dois tipos, nos quais o fator genético é o responsável pelo desencadeamento no indivíduo:

Talassemia: Existente em três graus diferentes (menor, intermediário e maior), é causada por um gene transmitido pelos pais, que dificulta a produção de hemoglobina, podendo, dependendo do caso, levar até mesmo à anemia profunda

Falciforme: Também é transmitida pelos pais e, se manifesta em sua forma mais grave, pode modificar a formação dos glóbulos vermelhos (responsáveis por transportar o oxigênio pelo corpo). Sendo assim, com a oxigenação prejudicada, os vasos sanguíneos podem sofrer obstruções.

Tratamento Para Anemia: Além de ter as atividades do dia a dia prejudicadas, o portador da anemia deve se preocupar com outros riscos que podem acometer a saúde. Por isso, o tratamento deve ser seguido rigorosamente, obedecendo à risca todas as recomendações médicas. Dependendo do grau no qual a doença se encontra, o tratamento pode ser específico para cada paciente, porém, algumas recomendações básicas sempre serão indicadas, tais como a reeducação alimentar necessária, que deverá a reposição de ferro no organismo.

Porém, o especialista poderá indicar uma suplementação de nutrientes, que nunca deve ser feita por conta própria. Além disso, Recomenda-se o aumento do consumo de Alimentos Fontes de Ferro. Melhores fontes de ferro (melhor absorção em função de conter ferro): costela de porco, vitela, cordeiro, fígado, peixe, ovos, outros tipos de carnes. Já as fontes de ferro com origem vegetal são: Feijão, cereais, Lentilha, Damascos, frutas secas, entre outros.

Anemia-AnemiaRecomendações Básicas: Pensando nas pessoas que já possuem anemia ferropriva (aquela causada pela Deficiência de Ferro), A seguir algumas dicas especiais para serem seguidas no dia a dia.

– É aconselhável não beber chá preto, mate e café durante e após as refeições, pois eles contêm substâncias fenólicas, como tanino e polifenóis que agem como inibidoras da absorção de nutrientes.

– Se possível, consumir diariamente pelo menos três porções de frutas ricas em Vitamina C, como Laranja, tangerina, Kiwi, Acerola, Suco de limão e banana-maçã.

– O Cálcio é o principal bloqueador da absorção de ferro, por isso, não é indicado que se consuma nenhum tipo tipo de complemento de ferro com leite ou iogurte e derivados, principalmente junto com o almoço e o jantar

– É possível substituir o feijão por outras leguminosas que também são fontes de proteínas e de ferro, como Ervilha, grão-de-bico e Lentilha.

– A carne, além de ser uma excelente fonte de ferro ainda melhora a sua absorção na mistura feijão com arroz. A carne de boi é a que oferece a melhor biodisponibilidade de ferro. A maneira mais adequada de prepará-la é o cozimento, sendo indicado que se utilize também o caldo de seu preparo para o consumo.

– O fígado de galinha também é uma fonte importante de ferro, que permite absorção de 20% desse nutriente em pessoas deficientes, enquanto nos peixes e aves essa mesma absorção é menor.

– Apesar de gema de ovo conter ferro, o ideal é evitar consumi-la com fontes como as carnes, já que algumas substâncias do ovo podem prejudicar a absorção do ferro da carne.

– Refrigerantes não devem ser consumidos, pois, além de serem inadequados para a alimentação (repleto de calorias vazias), contêm polifenóis, que diminuem a absorção de ferro.

– Alimentos congelados não alteram a biodisponibilidade do ferro. Contudo, o descongelamento inadequado de carnes pode diminuir o teor do mineral.

– Alimentos ricos em fibras dietéticas e tanino devem ser consumidos com moderação. São eles: alimentos preparados com farinhas integrais, farelo de trigo e farelo de aveia.

– Para adoçar, dê preferência ao açúcar masacavo, pois ele contém ferro.

– Até na hora de temperar a refeição também é possível potencializar a presença de ferro. Os temperos que contêm o mineral são: cheiro-verde, Coentro, Salsa, Açafrão, Hortelã e Cominho.

– O preparo da alimentação em panelas de ferro resulta em um enriquecimento desse mineral na alimentação, aproveitável pelo organismo.

– Indica-se também a utilização de caldos dos preparos, pois existe uma transferência do ferro para este.

O ferro é um nutriente essencial para a vida, e atua principalmente na síntese das células vermelhas do sangue e no transporte do oxigênio para todas as células do corpo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

7 Comentários

  1. Pedro disse:

    Passei um bom tempo da minha vida com anemia mas graças a Deus hoje estou curado, boa sorte a todos que estão com essa doença repugnante.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.