Dieta e Nutrição

6 temperos que curam e seus principais benefícios!

Os temperos que curam e seus principais benefícios são importantes, pois, utilize para deixar suas refeições ainda mais gostosas e nutritivas. Se prato está colorido, leve e saudável, um bom tempero não pode falta, certo? No entanto se você utiliza condimentos industrializados, talvez seja hora de deixar esse habito de lado. É verdade que eles são muitos práticos e eficazes na hora dar sabor as refeições, mas sabia que eles podem ser prejudiciais á saúde.

A maioria dos temperos prontos possuem conservantes, sem contar que são muito calóricos e contem uma quantidade muito alta de Sódio. Por traz da praticidade, existem características que tiram os seus méritos. A cada dia que passa, somos surpreendidos com uma diversidade enorme dessas combinações criativas e saborosas de novos temperos, mas não podemos deixar que eles façam parte do nosso cardápio diário.

temperos que curam

As opções naturais, além de evitarem a ingestão de substancia prejudicial elevam a os valores nutritivos da receita, já que abrigam propriedades benéficas à saúde. Utilizar temperos naturais é ótimo, já que eles melhoram as características sensórias das refeições e, assim resultam no menor uso de sal. Além disso, vários desses temperos possuem ações benéficas para organismo.

Temperos que curam e seus principais benefícios:

Alecrim:

O alecrim é um dos principais temperos que curam. Além de dar aroma e sabor marcantes aos pratos, fornece muito nutrientes ao organismo. Ele é utilizado contra má digestão, asma, bronquite, tosse, reumatismo e problemas cárdicas. O alecrim proteger o fígado, reduz a formação de gases e alivia cólicas menstruais.

Contraindicações: diabéticos, hipertensos, gravidas e pacientes com doenças inflamatórias da pele. Em dose elevadas, o chá de alecrim pode causar gastrite e inflamações no rim.

Alho:

O Alho faz bem ao coração e acaba com o inchaço, por isso, é considerado um dos temperos que curam. Além disso, são muitos os benefícios desse tempero. O bulbo é rico em Selênio e Zinco que auxiliam na prevenção de doença cardíaca e são antioxidantes. Além disso, o Alho é considerado diurético na eliminação de toxinas e reduzindo o inchaço. E não para por ai: o Alho ainda ajuda na prevenção de câncer e atua como anticoagulante.

Contraindicações: pessoas com úlcera gástrica, gestantes, lactantes, crianças e pessoas no período pré e pós-operatório.

Cebola: 

Um dos melhores temperos que curam é a Cebola, pois a Cebola fortalece sua saúde e combate inflamações com as propriedades desse alimento.

Você já chorou ao picar uma cebola? Sabia que os mesmo compostos responsáveis pela ardência dos olhos e pelo gosto ardido do alimento são os que agem como anti-inflamatório. A Cebola combate doenças cárdicas, reduz o risco de câncer e tem ações antibacteriana e antiviral. No entanto, tais substancias só são aproveitadas ao ingerir o alimento cru. Portanto, saladas e lanches são ótimas opções de receitas.

Cebolinha: 

Além de ser um dos principais temperos que curam, a Cebolinha dá um toque de sabor e de saúde para os seus pratos! Junto com a salsinha, ela forma o chamado “cheiro-verde”: um dos itens, mais procurado na feira. Um dos grandes trunfos da Cebolinha é seu fácil plantio. Ela pode ser cultivada em pequenos vasos, já que ocupa pouco espaço.

O uso diário de Cebolinha nas refeições ajuda a controlar a pressão arterial a reduzido o risco de infarto. Entre outras vantagens da Cebolinha, há as propriedades antioxidante que auxilia e organismo a se livrar das toxinas.

Chá verde: 

O Chá Verde é um dos melhores temperos que curam, além de ajudar a eliminar aquelas gordurinhas extras. Por ter ação termogênica o Chá Verde é bastante utilizado para auxiliar na perda de peso. O que poucas sabem é que essa erva também é rica em substancias antioxidante, cafeínas, vitamina e minerais.

Contraindicações: por conter cafeína em sua composição, quem sofre de hipertensão, arritmia e insônia deve evitar.

Erva doce: 

Por ser um dos temperos que curam, Erva doce, é uma ótima opção para cuidar da saúde do estomago. Além disso, a Erva doce é ótima para o tratamento contra má digestão, a Erva doce também atua contra a prisão de ventre, gases e tem ação diurética. A planta ainda possui em sua composição óleo que estimula as glândulas e a musculatura do tudo digestivo.

Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Drª. Wanessa Matos Dermatologista formou-se em Medicina na Unicamp e na mesma instituição realizou sua residência em Dermatologia, obtendo o título de especialista. Atua nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e estética. Além disso, é sócio titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com registro no Conselho Regional de Medicina e Associação Médica Brasileira.

Deixe um comentário