Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Doenças Respiratórias

Bronquite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

A Bronquite é Caracterizada pela inflamação das principais passagens de ar para os pulmões, a bronquite pode ser dividida em dois tipos: a aguda e a crônica. A primeira tem curta duração, já a segunda permanece por mais tempo e tem alta recorrência. O quadro agudo de uma bronquite pode ser viral ou por uma infecção respiratória, desenvolvendo tosse, catarro, ou secreção. Ela também pode ser descadeada por uma exposição a uma fumaça irritante, como a poluição, o ar seco, ou a um incêndio, por exemplo, onde são liberadas substâncias tóxicas. Já para a crônica, a causa mais comum é o tabaco, ou seja, o hábito de fumar.

Bronquite-sintomasSintomas de Bronquite: Os sintomas da bronquite, tanto aguda quanto crônica, são:

  • Tosse com presença de muco.
  • Ronco ou chiado no peito.
  • Fadiga.
  • Dificuldade para respirar e falta de ar.
  • Febre e calafrios.
  • Desconforto no peito.
  • Mesmo após o desaparecimento da bronquite aguda, você ainda pode ter uma tosse seca e incômoda que se estende por várias semanas.

Outros sintomas de bronquite crônica consistem em:

  • Inchaço nos tornozelos, pés e pernas.
  • Lábios roxos devido ao nível baixo de oxigênio.
  • Infecções respiratórias frequentes, como resfriados ou gripes.

Bronquite-BronquiteDiagnóstico da Bronquite: a avaliação clínica levando em conta os sintomas e o histórico do paciente é a principal forma de detectar a doença, mas o médico também pode pedir exames como raio-x do tórax e testes de funcionamento pulmonar. Além disso, Procure um especialista se:

  • Tossir quase todos os dias ou tiver tosse que vai e volta com frequência.
  • Estiver tossindo sangue.
  • Tiver febre ou calafrios.
  • Tiver febre baixa por três dias ou mais.
  • Apresentar muco espesso e esverdeado, especialmente se tiver mau cheiro.
  • Sentir falta de ar ou dor no peito.
  • Se você tiver uma doença crônica subjacente, como doença cardíaca ou pulmonar.


Tratamento para Bronquite:
Na bronquite aguda, o problema persiste por cerca de uma a duas semanas. Quando é desencadeada por algum vírus, desaparece sozinha. Se for motivada pela ação de alguma bactéria, talvez exija o uso de antibióticos – inclusive, para que os micro-organismos não se proliferem rumo a outros pontos do sistema respiratório. Além de evitar o contato direto com os agentes causadores, medidas como se hidratar, adotar um vaporizador para o ambiente e tomar medicamentos analgésicos e descongestionantes já ajudam bastante, além de muito repouso.

Quando o problema se manifesta por três meses ou mais durante dois anos seguidos, a bronquite já pode ser classificada como crônica, mais perigosa pelo risco de se transformar em uma pneumonia quando não devidamente tratada. Como a fumaça do cigarro é a principal causa, não fumar é um passo decisivo (assim como evitar lugares onde as pessoas estejam fumando, para que você não seja um fumante passivo). Sempre vale lembrar que o cigarro também está relacionado com outras doenças, entre elas o câncer.

Prevenção da Bronquite: Para evitar que as crises de bronquite ocorram, é essencial eliminar a origem do problema. No caso da aguda, evitar a exposição ao cheiro de agentes químicos, tais como perfume e tinta, já é um excelente começo. Além disso, quem tem contrato no trabalho com produtos químicos, que causam irritação, por exemplo, não pode abrir mão de utilizar os devidos equipamentos de segurança, para prevenir a exposição a esse agente.

Em casa, é preciso fazer uma higienização para prevenir mofos, poeira e o acúmulos de pelos de animais. No caso da bronquite crônica, a melhor forma de evitar o problema é abandonar o cigarro. Além disso, Hoje existe uma série de remédios e terapias alternativas para tentar cessar o tabagismo, é , Se as crises forem frequentes, é preciso procurar o médico, pois provavelmente você está sendo mal medicado. Isso é um sinal de alerta.

Alimentos pra bronquiteAlimentos que Ajudam a Melhorar da Bronquite: Adicionar alguns alimentos específicos no cardápio pode ajudar (e muito!) no combate as incômodas crises. Isso porque eles possuem ação anti-inflamatória, levando o problema para bem longe.

Brócolis: Presente tanto em pratos quentes quanto frios, a verdura possui sulforafano, uma substância que ajuda a eliminar bactérias que afetam os pulmões. É função destes órgãos repelir pequenas partículas de pó, assim como bactérias estranhas que entram por meio do ar. Pessoas que têm a capacidade pulmonar prejudicada – caso dos fumantes asmáticos – não conseguem desempenhar essa função muito bem, desta forma, consumir brócolis é uma ótima pedida para suprir essa necessidade.

Frutas cítricas: A Laranja, Limão, Kiwi, entre outras frutas igualmente Ricas em Vitamina C, são recomendadas para quem sofre de asma ou bronquite. A Vitamina C é um nutriente que consegue regular de maneira mais eficaz a liberação de histamina, um dos precursores da crise. Além disso, quem tem essas patologias possui deficiência dessa vitamina.

Fontes de vitamina A: Presentes em alimentos como Cenoura, Abóbora, Espinafre, Agrião, Manga, entre outros, a Vitamina A impede os danos causados pelos radicais livres, além de ajudar no tratamento de asma e bronquite. Além disso, Ela ajuda na regeneração do tecido respiratório quando ele é lesionado. Esse nutriente também auxilia na regulação da produção de muco, uma substância que, acompanhada do movimento ciliar presente no interior do pulmão, promove a limpeza do órgão, eliminando ameaças como vírus e bactérias.

Fontes de vitamina D: Encontrada em castanhas, gérmen de trigo e até em alguns peixes, como o bacalhau, a Vitamina D pode ser, em um futuro próximo, a esperança de muitos asmáticos. Um artigo publicado no Journal of Allergy and Clinical Immunology mostrou que a vitamina ajudou a diminuir os sintomas da doença. Em outra pesquisa, realizada pela King’s College, de Londres, apontou baixos índices de vitamina D em pacientes asmáticos. Outra forma de garantir o nutriente é por meio da exposição ao sol. No entanto, esse contato deve acontecer de manhã até às 10 horas ou à tarde, após às 16 horas, por cerca de 15 minutos.

Cebola: De gosto e cheiro forte, a Cebola é um alimento que deve ser incluído no cardápio de quem tem asma ou bronquite. O tempero dificulta a ação das bactérias, pois fortalece o sistema imunológico. Além disso, a cebola alivia a inflamação das membranas e facilita a transpiração e a respiração.

Ricos em Ômega 3: A Linhaça, canola e peixes como Sardinha, Atum e Salmão são fontes de ômega 3, gordura que promove vários benefícios ao organismo. Além disso, O ômega 3 tem uma importante função de reduzir a produção de substâncias chamadas prostaglandinas, que possuem ação vasoconstritora, ou seja, reduzem o diâmetro dos brônquios, um dos sinais da crise asmática. Também é um excelente antioxidante, o que ajuda a combater os radicais livres resultantes do processo inflamatório.

Os Alimentos que são os Vilões da Bronquite:

Industrializados: Cheios de corantes e conservantes, os alimentos industrializados (refrigerantes, massas e temperos prontos) podem causar alergias, agravantes para quem sofre de asma ou bronquite. Outro problema decorrente do consumo destes alimentos é o excesso de sódio, açúcar e outros componentes que podem desencadear doenças, como obesidade, diabetes ou até mesmo hipertensão.

Gorduras Saturadas: Presente em alimentos como pizza e frituras, esta gordura pode facilitar a obesidade, inflamação que pode dificultar ainda mais a vida de quem sofre de asma. Além disso, o excesso do tecido adiposo – uma característica dos obesos, dificulta o funcionamento do diafragma, principal órgão responsável pela respiração.

Excesso de carboidratos: O consumo em demasia de alimentos ricos em carboidratos, como bolos, pães e massas em geral, entre outros, pode prejudicar quem sofre de asma ou bronquite. Além disso, Esses alimentos aumentam o débito de dióxido de carbono, exigindo mais trabalho dos alvéolos pulmonares para efetuar as trocas gasosas. Dessa forma, o mais indicado é moderar no consumo, além de preferir as versões integrais, que são ricas em fibras, nutrientes superimportantes para o organismo.

Devem-se evitar alimentos que com frequência podem desencadear as crises de asma, como ovos, chocolate, amendoim, leite e seus derivados por serem ingredientes que causam alergias alimentares.

Bronquite-Bronquite-BronquiteDicas e Recomendações:

  • Lave as mãos com frequência;
  • Não iniba a tosse produtiva;
  • Utilize máscara ou outro equipamento protetor, se você está sujeito à inalação de elementos irritantes;
  • Reúna todas as forças e tente parar de fumar. Se não conseguir, tente fumar menos e evite locais onde haja pessoas fumando;
  • Beba bastante água, pois ela ajuda a diluir as secreções brônquicas e facilita a expectoração;
  • Evite contato com pessoas resfriadas, gripadas ou com outras doenças transmissíveis por via respiratória;
  • Evite permanecer muito tempo em ambientes com ar condicionado ou em locais com ar seco demais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.