Dieta e Nutrição

Dieta das 8 horas: Funciona? Cardápio? Benefícios e Receitas!

A Dieta das 8 horas é uma ótima opção para quem deseja perder peso de forma rápida e saudável, pois a Dieta das 8 horas foi desenvolvida para emagrecer sem muito esforço e sem lhe privar dos alimentos que você mais gosta de comer. Além disso, a grande parte das pessoas que conheço sabem da recomendação básica de dormir 8 horas por dia.

Mas e se eu te dissesse que tem gente recomendando comer 8 horas por dia? Isso mesmo, uma nova dieta esperando algum Hollywoodiano começar a praticar e sair por aí contando as maravilhas da Dieta das 8 horas. E antes que isso aconteça, prefiro vir aqui contar que é mais uma promessa falsa de dieta.

Dieta das 8 horas

Eu não li o livro, mas dei uma olhada no site e em algumas entrevistas dos autores, David Zinczenko e Peter Moore. A estratégia do livro, é prometer que você perca 9kg em apenas 6 semanas, comendo o que você quiser! Todo mundo que precisa perder peso sonha com esse resultado mega rápido – e super digno de desconfiança.

O que é a Dieta das 8 horas?

Basicamente você pode comer o que quiser, na quantidade que quiser, durante 8 horas do dia – desde que siga depois 16 horas de jejum. Isso deve ser feito por 3 semanas. Segundo o autor, a Dieta das 8 horas tem embasamentos científicos (basta saber se são sérios ou não) e funciona!

Segundo o relato do livro (dá para ler um pedaço no site da editora), os autores sempre procuraram uma forma infalível de perder peso, priorizando a perda de gordura e melhorando a saúde – evitando doenças crônicas como diabetes, câncer, etc.

Dieta das 8 horas Ajuda a Emagrecer?

Perder 9kg em 6 semanas (ou seja, 1 1/2 mês) é uma façanha. De verdade. Claro que algumas pessoas acabam nos surpreendendo e perdendo um peso interessante… mas 9 kg em 6 semanas equivalem a mais de 1kg semanal. Eu, na experiência clínica e teórica configura isso como um grande risco para o corpo. E provavelmente essa perda leva muita massa magra embora, e não só gordura.

Desacelerar o processo de envelhecimento, reduzir o risco de diabetes e doenças cardíacas é inerente a perda de peso. A partir do momento que você sai do quadro de sobrepeso e obesidade, seus riscos de doenças crônicas diminuem MUITO. Quem faz isso, então, não é a dieta, mas sim a perda de peso.

Dieta das 8 horas Funciona

Como a Dieta das 8 horas Funciona?

A ideia do plano alimentar consiste em consumir todas as calorias de um dia dentre o período de oito horas. Por exemplo, isso pode acontecer entre 9h até 17h ou das 11h até as 19h. E, como já adiantado, a pessoa fica livre para montar o cardápio de suas refeições da maneira que bem entender.

Já nas outras 16 horas do dia, a Dieta das 8 horas determina que o corpo deve se ausentar da tarefa de digerir alimentos e focar-se nas atividades de reparação e descansar. O programa alimentar baseia-se na teoria de que o organismo humano foi desenvolvido para passar por períodos em que se alimenta, intercalados por momentos de jejum.

A janela de oito horas de consumo de calorias pode acontecer em qualquer período, que provavelmente será determinado pelo cronograma da rotina do praticante do método. E essa janela pode acontecer em um período diferente a cada dia.

Recomenda-se que os iniciantes no plano alimentar comecem seguindo-o somente três vezes por semana, enquanto come da maneira à qual estava habituado nos outros dias. Conforme o tempo for passando, ele deve aumentar gradualmente os dias em que obedece a Dieta das 8 horas até chegar a cumpri-la todos os dias.

Dieta das 8 horas Cardápio

É Permitido Comer tudo o que Quiser Mesmo?

Sim, porém, as coisas não são tão liberais quanto parecem. Apesar de não apresentar nenhuma restrição em relação aos alimentos, a Dieta das 8 horas aconselha seus seguidores a tomar cuidado para não comer em excesso e ficar de olho no tamanho de suas porções, evitando o chamado overeating.

No entanto, o livro da Dieta das 8 horas estimula seus leitores a escolher os chamados superalimentos no lugar de comidas processadas e refinadas para compor os seus pratos. A justificativa é que isso aumenta bastante a eficiência da Dieta das 8 horas e melhora, de maneira geral, a saúde do seguidor do método.

Além disso, há uma exceção quanto à regra de se alimentar da maneira de que bem entender. Estamos falando das bebidas adocicadas – o programa alimentar desencoraja a ingestão de calorias líquidas, ou seja, de bebidas abundantes em calorias.

Alimentos da Dieta das 8 horas:

Chá Verde

O chá verde possui propriedades termogênicas, acelerando o metabolismo e favorecendo a queima de gordura. Ele pode ser consumido na forma de chá ou em cápsulas, de preferência de acordo com a orientação do médico ou do nutricionista.

Dieta das 8 horas Benefícios

Canela

A canela é um alimento termogênico, tendo o efeito de aumentar o metabolismo do organismo e estimular a queima de gordura. Além disso, ela pode ser facilmente adicionada a diversas preparações, como frutas, sucos, vitaminas, chás, bolos e biscoitos integrais.

Arroz Integral

O arroz integral é rico em fibras, que dão mais saciedade que o arroz branco, fazendo com quantidade de alimentos ingeridos seja menor. Ele também é rico em vitaminas do complexo B, zinco e selênio, nutrientes antioxidantes e que melhoram a circulação sanguínea, a concentração e a memória.

Aveia

A aveia é rica em fibras solúveis e proteínas, que dão saciedade e regulam o intestino. Ela também ajuda a regular a glicemia e controlar o colesterol alto, fazendo com que a fome demora mais tempo a chegar. A aveia pode ser usada na forma de mingau ou acrescentada em frutas picadas, vitaminas, bolos e biscoitos.

Melancia

A melancia é muito rica em água e quase não tem calorias, podendo ser usada na Dieta das 8 horas para perder peso, desinchar e controlar a pressão alta.

Além disso, ela ajuda na desintoxicação do organismo, podendo ser usada em sucos detox ou suchás, quando é misturada com ervas como gengibre e chá verde para melhorar o metabolismo.

Dieta das 8 horas Receitas

Cardápio da Dieta das 8 horas:

Confira a seguir um exemplo de cardápio para a Dieta das 8 horas:

  • Logo após acordar:  água, chá ou café.
  • Café da manhã:  aveia com amora e xarope de ácer e café, chá ou água.
  • Lanche da manhã: uma barra de granola.
  • Almoço: Arroz, frango, uma salada de vegetais verdes folhosos, 100 g de berinjela grelhada e uma maçã.
  • Lanche da tarde: um brownie.
  • Jantar: um filé de salmão grelhado, uma batata-doce assada com manteiga, uma xícara de brócolis e meia xícara de sorvete para a sobremesa.

Os Exercícios Físicos

O plano alimentar sugere a prática de oito minutos diariamente como maneira de maximizar o processo de queima de gorduras.

Dicas Essenciais

8 Minutos de Exercício Pela Manhã

Quando praticamos atividade física leve assim que acordamos (e de barriga vazia), o corpo é obrigado a usar calorias armazenadas no fígado. Queimando logo esse estoque, o organismo utiliza gordura acumulada para continuar funcionando. Mas a estratégia não é vista com bons olhos por todos. “Não é adequado praticar exercício antes do café.

O ideal seria comer algo leve, fazer a atividade física e depois tomar um café reforçado. O melhor é ingerir mais calorias pela manhã e restringir no jantar”, diz Luiz Silveira Menna-Barreto, professor da Universidade de São Paulo (USP) especializado em ritmos biológicos. “De manhã, precisamos de mais energia, pois temos que dar conta de todos os gastos do dia”, completa Sandra Maria Lima Ribeiro, professora de nutrição da USP.

Dieta das 8 horas

Engane a Fome

Uma dica para segurar a fome durante o jejum é bebericar um caldo de legumes caseiro ao longo do dia (está liberado!). Basta encher uma panela com água e cozinhar pedaços de cebola, cenoura, aipo, alho e 1 folha de louro. Deixe ferver por uma hora, coe e guarde o caldo na geladeira. Se sentir fome, esquente 1 xícara (chá) no micro-ondas e tome.

Mate a Sede

No período de jejum, o consumo de café e chá, sem açúcar, ajuda bastante. Como a região do cérebro que controla a sede é a mesma que regula a fome, a tática pode funcionar. Água com gás com hortelã ou gotinhas de limão também é uma boa. Dá sensação de saciedade.

Faça Boas Escolhas

Segundo o livro, o ideal é dar preferência a alimentos destruidores de gordura (peru, ovos e carnes magras, oleaginosas, como as nozes, laticínios, feijão e outras leguminosas) e promotores de saúde (frutas, hortaliças, aveia, pães e cereais integrais). “Carnes magras ajudam a controlar o apetite”, exemplifica Moore.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.