Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde

Os 7 Benefícios do Ácido Fúlvico Para Saúde

Os 7 Benefícios do Ácido Fúlvico Para Saúde geral do corpo. Além disso, considerado o “impulsionador nutricional”, podemos nos beneficiar do Ácido Fúlvico quando tomamos como suplemento ou obtemos naturalmente ao entrar em contato com mais sujeira/solo ao ar livre.

Como? Como um composto químico ativo, o Ácido Fúlvico funciona ajudando o corpo na absolvição e utilização dos nutrientes melhor – como microbiota / probióticos, antioxidantes, ácidos graxos e minerais.

Benefícios do Ácido Fúlvico

Como é capaz de melhorar a forma como as nossas células absorvem as substâncias como antioxidantes e eletrólitos, o Ácido Fúlvico tornou-se popular para diminuir o envelhecimento, melhorar a saúde digestiva e proteger a função cerebral.

Devido à sua estrutura química única, é capaz de combater os danos dos radicais livres que contribuem para o processo de envelhecimento e quase todas as doenças crônicas que existem. Então, confira agora Os 7 Benefícios do Ácido Fúlvico Para Saúde:

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Saúde:

O Ácido Fúlvico é uma das duas classes de compostos orgânicos encontrados nos solos da terra, sedimentos rochosos e corpos de água. Nas últimas décadas, aprendemos muito mais sobre como as substâncias húmicas encontradas na sujeira, incluindo o Ácido Fúlvico, podem melhorar a saúde do intestino humano e, portanto, as funções imunológicas.

Hoje, as pessoas recorrem frequentemente a suplementos alimentares para aumentar o consumo de nutrientes e melhorar a saúde intestinal.

O Ácido Fúlvico é encontrado na natureza como um produto dos processos do metabolismo microbiano, o que significa que é produzido quando a matéria vegetal orgânica se decompõe e milhões de bactérias benéficas são liberadas. É por isso que o Ácido Fúlvico é capaz de fazer o seguinte:

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Melhorar a Saúde Intestinal:

Ácido Fúlvico e outros ácidos húmicos contêm uma infinidade de nutrientes que melhoram a saúde intestinal, incluindo: minerais, eletrólitos, ácidos graxos, sílica (que estimula a síntese de colágeno), prebióticos e probióticos.

Estes ajudam na nutrição do trato digestivo e também aumentam a capacidade de “boas bactérias” para repovoar e formar um ambiente saudável de “microbioma”. Precisamos de um sistema digestivo forte para construir imunidade, ajudar no controle a produção de hormônios, regular nosso apetite, reduzir nossa resposta ao estresse e muito mais.

Por centenas de anos, um remédio antigo conhecido como shilajit, que contém cerca de 50% a 60% de Ácido Fúlvico, tem sido usado na medicina ayurvédica tradicional para tratar uma ampla gama de benefícios à saúde que podem ser atribuídos à má saúde digestiva / imunológica.

Um intestino funcionando de forma inadequada é onde muitos problemas crônicos tomam forma, e é por isso que a síndrome do intestino gotejante é tão prejudicial.

Como resultado da permeabilidade do intestino (quando as partículas são capazes de escapar através do revestimento do intestino e entrar na corrente sanguínea onde normalmente não deveriam estar), a inflamação é desencadeada e podem ocorrer reações autoimunes.

Há algumas evidências de que o consumo de Ácido Fúlvico pode diminuir distúrbios digestivos e outros problemas, incluindo: sintomas SIBO (super crescimento bacteriano no intestino delgado), distúrbios inflamatórios intestinais, infecções bacterianas (respiratórias, do trato urinário, etc.) ou gripes e resfriados comuns, por exemplo.

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Aumentar a Digestão e a Absorção de Nutrientes:

Adquirir eletrólitos e outros minerais essenciais é importante para funções metabólicas adequadas, saúde digestiva e assimilação de nutrientes.

Os organismos que obtemos a partir do Ácido Fúlvico podem ser tomados em pequenas doses e ainda causar melhorias rápidas e significativas na proporção de bactérias que vivem no intestino, ajudando na diminuição dos muitos sintomas digestivos não desejados, como constipação, inchaço, diarreia e sensibilidades alimentares.

Além de fornecer nutrientes, o Ácido Fúlvico transporta os minerais e outros nutrientes para as células de forma mais eficaz, aumenta a taxa de absorção de nutrientes ao tornar as células mais permeáveis ​​e combate a inflamação nos órgãos digestivos.

Outro benefício de tomar Ácido Fúlvico como suplemento é que ajuda na restauração do nível de pH ideal do corpo. Ao alcalinizar o corpo e impedir a formação de um ambiente excessivamente ácido, os ácidos húmicos podem evitar que doenças de longo prazo desenvolvam e melhorem a defesa contra bactérias, fungos, leveduras e outros organismos prejudiciais.

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Proteger a Saúde Cognitiva:

Um estudo de 2011 descobriu que o Ácido Fúlvico tem várias propriedades antioxidantes e nutracêuticas com atividade potencial de proteger as deficiências cognitivas, incluindo a doença de Alzheimer.

Um fator contribuinte para o desenvolvimento de distúrbios cognitivos são os radicais livres e também um tipo de proteína chamada tau, mas estudos mostram que o Ácido Fúlvico pode diminuir o comprimento das fibrilas tau e sua morfologia, desmontando seu desempenho e interrompendo a progressão da doença.

Os pesquisadores concluíram que o Ácido Fúlvico é susceptível a fornecer novas perspectivas no desenvolvimento de potenciais tratamentos naturais para a doença de Alzheimer.

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Melhorar a Desintoxicação:

Ácidos húmicos são benéficos para a digestão e melhorar a energia por causa de suas propredades de desintoxicação. Como uma forma de terapia de quelação natural, os ácidos húmicos são capazes de se ligar e destruir as toxinas e metais que entram no corpo através do suprimento de alimentos, água, medicamentos prescritos, produtos domésticos e poluição do ar.

Dentro do ambiente, o Ácido Fúlvico é encontrado não somente no solo e na rocha, mas também em córregos, lagos e águas oceânicas. Os ácidos húmicos formam complexos com íons que são comumente encontrados no ambiente, criando ligantes colóides húmicos que ajudam na filtragem de água, processos agrícolas e desintoxicação.

A presença de carboxilato e fenolatos nos ácidos húmicos lhes dá a capacidade de agir como quelantes naturais, o que significa formam complexos químicos que são importantes para regular a biodisponibilidade de íons metálicos como ferro, cálcio, magnésio e cobre dentro do corpo humano e do meio ambiente.

Estudos descobriram que os ácidos húmicos têm eletrodos íon seletivos que podem ser usados ​​para atrair metais pesados ​​– até mesmo para filtrar solos e água, pois ajudam a se ligar a coisas como cobre e ferro.

Pesquisas mostram que eles são eficazes no processamento geoquímico de solos e ambientes aquáticos em concentrações muito mais baixas do que outros tipos de produtos químicos.

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Reduzir Danos Radicais e Inflamação:

Os radicais livres estão presentes dentro de todos nós, já que têm papéis para combater patógenos, suprindo energia e regulando hormônios, mas muitos aceleram o processo de envelhecimento e resultam na formação de doenças.

A combinação de nossa exposição a poluentes ambientais, baixa ingestão de nutrientes e atividades prejudiciais como o fumo, muita exposição à luz ultravioleta e consumo de alimentos processados ​​criou um grande problema no que diz respeito ao aumento dos danos dos radicais livres.

O Ácido Fúlvico contém antioxidantes que combatem os efeitos dos radicais livres e também ajudam na desintoxicação de muitas toxinas presente no corpo que contribuem para o problema: produtos químicos usados ​​na agricultura, resíduos radioativos e metais pesados, por exemplo.

Também ajuda estender a permeabilidade e a vida das células, fornecendo eletrólitos que possuem numerosas funções dentro do coração, músculos, cérebro e trato digestivo.

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Melhorar os Níveis de Energia e Diminui a Dor:

Muitas pessoas que tomam Ácido Fúlvico relataram melhorias nos níveis de energia, provavelmente devido ao aumento da desintoxicação, níveis mais baixos de inflamação e danos causados ​​pelos radicais livres, e maior ingestão de eletrólitos e outros nutrientes essenciais.

De acordo com uma pesquisa, estudos descobriram que, como eletrólitos naturais e orgânicos, os ácidos húmicos ativam e energizam quase todos os processos biológicos no corpo.

Um eletrólito é solúvel em água e funciona através da condução de correntes elétricas, ajudando as células a sobreviverem diante de danos causados ​​por fatores como estresse emocional, infecções descontroladas, dieta desequilibrada, perda prolongada de sono e choques cirúrgicos.

Isso também torna o Ácido Fúlvico útil para reduzir a dor crônica do nervo, dores de cabeça, dores nas articulações causadas por artrite ou dores ósseas e musculares associadas ao envelhecimento.

Há algumas evidências de que os eletrólitos do Ácido Fúlvico podem reduzir o inchaço, diminuir a inflamação, acalmar e relaxar os músculos e melhorar a circulação. Por outro lado, um desequilíbrio eletrolítico pode causar a piora desses sintomas.

Benefícios do Ácido Fúlvico Para Proteger a Pele:

Algumas evidências sugerem que os ácidos húmicos podem proteger a pele e tratar feridas ou irritações causadas por coisas como eczema, picadas de insetos, arranhões e erupções cutâneas associadas a fungos / micróbios.

Um estudo descobriu que a suplementação de Ácido Fúlvico melhorou significativamente os sintomas associados ao eczema, mesmo em comparação com outros tratamentos de eczema. Historicamente, o Ácido Fúlvico tem sido usado como um remédio para ajudar no tratamento da hera venenosa, carvalho venenoso, infecções virais, picadas de aranha e pé de atleta.

Embora esse benefício seja mais baseado em evidências anedecutuais do que em estudos clínicos, faz sentido considerar que o Ácido Fúlvico melhora a circulação e a imunidade, ao mesmo tempo em que reduz a dor e a suscetibilidade a infecções.

Como Funciona o Ácido Fúlvico:

Como complemento ao consumo humano, o Ácido Fúlvico pode ser encontrado na forma líquida e também como uma substância mineral sólida.

Algo único em relação ao Ácido Fúlvico comparado a outros organismos encontrados no solo é que ele é capaz de passar facilmente através das membranas celulares, permitindo que seja absorvido adequadamente e também estimule a assimilação de outros nutrientes ou suplementos.

De fato, ele tem benefícios para as plantas, adubação do solo e água / agricultura pela mesma razão – melhora a capacidade de crescimento das plantas devido à forma como aumenta a permeabilidade das membranas vegetais que absorvem os nutrientes do solo.

Sua estrutura é composta de polímeros orgânicos aromáticos com muitos grupos carboxílicos que liberam íons de hidrogênio, resultando em uma carga elétrica que ajuda na atração dos radicais livres, metais pesados ​​e outras toxinas dentro do corpo, permitindo que atue como um agente de desintoxicação.

Uma vez que se torna reativo com os metais, o Ácido Fúlvico ajuda-o a se tornarem mais solúveis na água, o que significa que são levados para fora do corpo mais facilmente. Como principal fonte de eletrólitos e antioxidantes essenciais, o Ácido Fúlvico ajuda no retardamento do envelhecimento e controla a inflamação.

Está demonstrado que melhora vários processos celulares, funções musculares, capacidades digestivas, saúde do coração e do cérebro. O Ácido Fúlvico ajuda as células a absorverem a quantidade de minerais que necessitam e descartar os resíduos, agindo como um transportador de íons.

Também estimula o sistema imunológico a ajudar na defesa do corpo de coisas como vírus e infecções.

Ácido Fúlvico vs. Ácido Fólico: São Similares?

O ácido fólico e o Ácido Fúlvico podem parecer semelhantes, mas na verdade são muito diferentes. O ácido fólico e folato são formas de uma vitamina B solúvel em água, e é por isso que às vezes são chamados de vitamina B9.

O folato ocorre naturalmente em alimentos (especialmente vegetais, grãos integrais e feijões), mas o ácido fólico é a forma sintética dessa vitamina que é adicionada em alguns alimentos e suplementos.

A maioria das pessoas assume que o folato e o ácido fólico são a mesma coisa com benefícios similares, mas na verdade o ácido fólico não ocorre naturalmente como o folato e geralmente não é capaz de produzir os mesmos efeitos.

Ainda assim, estima-se que cerca de 35% dos adultos e 28% de todas as crianças nos EUA usam suplementos contendo ácido fólico, embora tenha sido demonstrado que ele age de maneira diferente no folato quando comparado com funções celulares, síntese de nutrientes e saúde renal.

Embora o folato seja fácil e naturalmente absorvido e utilizado no intestino delgado, o ácido fólico requer a presença de uma enzima específica chamada diidrofolato redutase, que uma pesquisa sugere ser relativamente rara no organismo.

Devido a isso, o ácido fólico pode permanecer na corrente sanguínea e causar efeitos colaterais, incluindo alterações nos hormônios sexuais, problemas cognitivos como dificuldade de concentração, incapacidade de dormir, alterações de humor e deficiências em certos nutrientes, como a deficiência de vitamina B12.

Em vez de tomar suplementos de ácido fólico, é melhor prevenir a deficiência de folato comendo alimentos como folhas verdes, como espinafre, couve de Bruxelas, fígado bovino, brócolis, ervilha e feijão.

Ácido Fúlvico

Dosagem de Ácido Fúlvico:

Aqui estão várias maneiras de usar o Ácido Fúlvico como suplemento:

Ácido Fúlvico Líquido: Há algumas evidências de que o Ácido Fúlvico é mais biodisponível quando tomado em forma líquida, em oposição à forma sólida ou em pedaços, que deve ser decomposta pelo sistema digestivo antes que os nutrientes possam ser utilizados pelas células. Quando tomado como líquido, parece entrar mais facilmente nas células.

Leia as instruções de dosagem cuidadosamente, pois o uso excessivo pode alterar os níveis de minerais de uma forma potencialmente perigosa. A maioria dos produtos líquidos vem em forma de extrato e requer o uso de cerca de 12 gotas de cada vez com 500 ml de água filtrada.

Suplementos de ácido fúlvico sólido: O Ácido Fúlvico é de tonalidade amarela e não tem um sabor muito próprio. É por isso que muitas pessoas escolhem misturar o Ácido Fúlvico em pó em suco, smoothie, etc., para mascarar seu gosto desagradável.

Você pode adicionar Ácido Fúlvico em líquido ou tomá-lo com suplementos para ajudar no sobrecarregamento das suas habilidades e melhorar a biodisponibilidade. É recomendado que use Ácido Fúlvico com água filtrada (não água encanada ou clorada).

Os produtos líquidos podem ser esterilizados em menor grau, o que preserva os benéficos e os componentes nutricionais sensíveis em produtos químicos, portanto evite os suplementos que dizem “ácidos húmicos estéreis”.

Culturas orgânicas: Embora seja uma forma indireta de conseguir Ácido Fúlvico, você também consome pode consumi-lo por meio de produtos orgânicos, já que é usado para repor naturalmente os minerais e outros nutrientes no solo e comumente está presente em fertilizantes naturais para o cultivo orgânico.

A compra de alimentos orgânicos aumenta seu consumo de nutrientes de várias maneiras, pois muitas vezes os métodos agrícolas modernos não permitem o enriquecimento do solo, superpopulando os campos e usando pesticidas, herbicidas e fungicidas para inibir as bactérias microbianas.

Quanto à dosagem e quando tomar Ácido Fúlvico, isso depende caso tome medicamentos e também quando come. É uma boa ideia tomar Ácido Fúlvico na hora de comer, pois ele neutraliza e desintoxica os contaminantes – como pesticidas, produtos químicos, etc., encontrados em alimentos que não são orgânicos.

Você pode consumi-lo meia hora antes de comer ou duas horas depois de comer para melhorar as capacidades de desintoxicação. Caso esteja usando medicamentos, tome fúlvico duas horas depois ou antes. O cloro interage com os ácidos húmicos de forma negativa, por isso use sempre água filtrada, se possível.

Existem várias marcas disponíveis hoje em dia, mas o shilajit é um suplemento antigo usado na medicina ayurvédica que tem muita pesquisa apoiando seus benefícios. Contém 85 minerais em forma iônica, além de triterpenos, ácido húmico e grandes quantidades de Ácido Fúlvico absorvível.

Efeitos Colaterais de Ácido Fúlvico?

Pesquisas sugerem que o Ácido Fúlvico é seguro para a maioria das pessoas, embora não tenham sido feitas muitas pesquisas em populações especiais, como aqueles com sistemas imunológicos debilitados ou mulheres grávidas.

Parece ser mais seguro e apresenta poucos efeitos colaterais, porque uma overdose não é possível, considerando-se completamente natural, encontrada em todo o solo e facilmente liberada do sistema uma vez consumida.

Os efeitos colaterais que são conhecidos parecem ocorrer quando as pessoas tomam grandes quantidades de Ácido Fúlvico em seu formato puro. É melhor começar devagar e aumentar sua dosagem gradualmente para garantir que não tenha efeitos colaterais.

Diluir o Ácido Fúlvico é mais seguro do que tomar sozinho em grandes quantidades. Caso tenha um distúrbio que resulte em funções imunológicas anormais, como uma doença auto-imune como esclerose múltipla ou artrite reumatoide, você não deve tomar Ácido Fúlvico sem ser monitorado, pois pode ativar o sistema imunológico e complicar seu problema.

Como não é de conhecimento a forma como isso afeta os hormônios em mulheres grávidas, também é melhor evitar o uso de suplementos de Ácido Fúlvico, caso esteja grávida ou amamentando.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.