Cardápios de Dietas

Dieta da Zona: Funciona? Benefícios e Como Fazer!

Dieta da Zona: Funciona? Benefícios e Como Fazer!

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFMA

Especialista do Dicas de Saúde

Dieta da Zona: Funciona? Benefícios e Como Fazer para conseguir perder peso. Além disso, “Eu já tentei de tudo e ainda não perdi peso”. “Eu odeio a sensação de não ser capaz de diminuir, não importa o que eu faça.” Estas declarações soa familiar para você? A boa aparência significa que você tem que trabalhar duro e exercitar-se apenas? Ou podemos incorporar algumas dietas fabulosas no nosso dia a dia e fazer uma mudança a longo prazo?

Você está procurando uma dieta que pode ajudá-lo a queimar calorias, mesmo durante o sono e sem sentir fome? Então você deve seguir a Dieta da Zona.

Dieta da Zona

A Dieta da Zona era feita por muitas celebridades de Hollywood como Demi Moore, Jennifer Aniston, Sandra Bullock e Jessica Parker no início dos anos 90. Elas seguiram essa dieta para manterem seus corpos lindos.

O Que é a Dieta da Zona?

A Dieta da Zona é um plano de perda de peso com base na ideia de que a proporção certa de carboidratos para proteínas e gorduras pode controlar os níveis de insulina na corrente sanguínea. Muito do hormônio, de acordo com o desenvolvedor da dieta Barry Sears, PhD, pode aumentar o armazenamento de gordura e a inflamação no corpo.

Em seu livro The Zone, Sears escreve que o metabolismo pode ser melhor regulado com uma dieta de 40% de carboidratos, 30% de proteína e 30% de gordura. Esta ideia é agora amplamente conhecida como o plano 40-30-30. A dieta não proíbe qualquer alimento, mas restringe severamente aqueles ricos em gordura e carboidratos.

Frutas e vegetais são a fonte preferida de carboidratos na Dieta da Zona. A proteína é limitada a porções com baixo teor de gordura que não são maiores e não são mais grossas do que a palma da mão. Gorduras monoinsaturadas, como azeite, amêndoas, óleo de canola, nozes de macadâmia e abacates são recomendados.

Como Funciona a Dieta da Zona?

A dieta recomenda dividir nossas refeições em cinco refeições. Três dos quais são refeições e dois são lanches. Cada refeição deve idealmente incluir cerca de 40% de carboidratos, 30% de gordura e 30% de proteína. Enquanto prepara o jantar, divida seu prato em 3 seções.

Coloque um alimento rico em proteínas com baixo teor de gordura em uma seção, não mais do que o tamanho da palma da sua mão. Preencha as outras duas seções com alimentos ricos em carboidratos, como legumes e grãos integrais. Adicione um pouco de azeite e nozes para aumentar a ingestão de gordura monoinsaturada. A quantidade diária recomendada de calorias é de 1200 para mulheres e 1500 para homens.

Benefícios da Dieta da Zona

Benefícios da Dieta da Zona:

Variedade: A Dieta da Zona oferece mais variedade em comparação com outras dietas ricas em proteínas. “Não é tão restritivo quanto algumas dietas ricas em proteínas e oferece alimentos da maioria dos grupos de alimentos”, diz Cohen.

  • Fácil de Usar: Como dietas projetadas, é relativamente fácil de seguir quando você está ciente de quais alimentos limitar;
  • Refeições Frequentes: A Dieta da Zona recomenda comer pequenas refeições cinco ou seis vezes por dia;
  • Gorduras saudáveis: Embora a Zona não seja uma dieta com baixo teor de gordura, ela “promove gorduras saudáveis ​​e desestimula gorduras saturadas e trans”, observa a nutricionista Judy Penta, BS, CHHC, uma conselheira de saúde holística certificada e personal trainer certificada da Patients Medical em Nova York;
  • Controle de Açúcar: Limitando os açúcares refinados e enfatizando grãos integrais, proteínas, frutas e vegetais, a Dieta da Zona pode “ajudar a estabilizar o açúcar no sangue e limitar os desejos”, diz Penta;
  • Perda de Peso Alcançável: A maioria das pessoas que seguem essa dieta pode perder peso, diz Penta.

Fontes de Alimento Para a Dieta da Zona:

1. Proteína:

Cada lanche e refeição deve conter alguma proteína. Cada proteína servindo deve ser em torno de 4 porções para os homens e 3 porções para as mulheres. Coma uma mistura de baixo teor de gordura como peixe, peru, frango sem pele e nozes.

2. Carboidratos:

A porção de carboidrato da refeição ou lanche deve ser duas vezes maior que a porção de proteína. Você pode encontrar carboidratos favoráveis ​​em vegetais, feijões, grãos integrais e frutas.

3. Gordura:

A refeição ou lanche deve incluir algumas gorduras boas, como a gordura encontrada em abacates, nozes e azeite de oliva. Apenas uma pequena quantidade de gordura é permitida nesta dieta.

O que e a Dieta da Zona

O que não Comer na Dieta da Zona?

Nenhum alimento é completamente proibido na Dieta da Zona, mas frutas com alto teor de açúcar e carboidratos como banana, milho, cenoura e passas devem ser evitadas. Esses alimentos estão na “lista desfavorável” do plano de Dieta da Zona. Carne vermelha gorda e gema de ovo caem na lista de “gorduras ruins”. Produtos de grãos refinados como macarrão, pão, tortilla e amidos devem ser usados ​​como condimentos em vez do prato principal ou lateral.

1# – Cardápio da Dieta da Zona:

Café da manhã: iogurte, frutas frescas ou secas;
Merenda:  nozes, ovo cozido, iogurte, ricotta fresca e presunto magro ou similar;
Almoço: peito de frango com legumes mistos cozidos ou salada temperada com vinagre e óleo;
Lanche da tarde: nozes + 1 ovo cozido;
Jantar:  peixe com salada ou legumes, tofu ou omelete com outros vegetais. Você pode adicionar alguns cereais como cevada, aveia etc.
Merenda: (meia hora antes de dormir): fruta fresca permitida, iogurte, ovo cozido, presunto magro, peito de peru ou ricotta fresca.

2# – Cardápio da Dieta da Zona:

Café da manhã: suco de laranja com queijo + torradas;
Merenda: vitamina de morango, sementes de chia e bebida de soja;
Almoço: Salada de alface, cenoura e tomate temperada com um pouco de azeite e uma posta de salmão grelhado com arroz integral; Para sobremesa, pera;
Lanche da tarde:  Banana, nozes e queijo;
Jantar: Salada de grão-de-bico, ovo, pimentão, cebola e azeitona temperada com vinagre e azeite; maçã para sobremesa.

3# – Cardápio da Dieta da Zona:

Café da manhã: 1 suco de toronja; 1/2 maçã; 2 claras de ovo fritas em 1 colher de chá de azeite de milho; 1 fatia de presunto de peru; 50 gramas de queijo fresco.
Merenda: 1/2 pera; 1/4 de porção de queijo cottage e 1 nozes.
Almoço: 90 gramas de carne, frango ou peixe; 1/2 porção de arroz; 2 porções de verdura crua; 1 colherzinha de azeite e 1 kiwi.
Merenda da tarde: 3 bolachas salgadas; 50 gramas de queijo fresco e 2 azeitonas.
Jantar: 90 gramas de atum; 2 porções de alface; 1 tomate; 1/2 fatia de pão integral e 1/2 colher de maionese light.

Contraindicações:

A Dieta da Zona é excessivamente hiperproteica e, portanto, pode trazer consigo, especialmente se durada muito tempo, todas as desvantagens de um regime alimentar muito desequilibrado em favor da proteína, particularmente sobrecarregando os rins e o fígado, podendo provocar problemas nestes órgãos.

Além disso, a maioria dos nutricionistas concorda que esta dieta, além de não ser correta do ponto de vista nutricional, não é muito eficaz, e muitos acreditam que a teoria hormonal do Dr. Sears não é devidamente fundamentada.

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.