Nutriente

Ácido pantotênico – alimentos, benefícios, para que serve e como usar!

acido pantotenico

O ácido pantotênico, mais conhecido como vitamina B5, é um nutriente essencial para o metabolismo e para a regulação dos suprimentos de energia do organismo. O nome, que se origina da palavra grega “panthos”, que significa “por toda a parte”, não é à toa. Por felizmente estar presente na maioria dos alimentos, problemas relacionados à deficiência dessa vitamina são raros, mas podem existir.

acido pantotenico
ácido pantotênico

A insônia, cãibras nas pernas, sensação de ardência nos pés, doenças neurológicas, baixa produção de anticorpos e fadiga são alguns dos sintomas relacionados. Um bom motivo para buscar alimentos ricos em ácido pantotênico, entretanto, é que ela ajuda a combater o estresse, auxiliando a glândula suprarrenal, que produz os hormônios anti estresse.

O que é ácido pantotênico?

A ácido pantotênico  (vitamina B5) é uma das vitaminas que compõem o complexo B. Ela faz parte de um grupo de vitaminas que auxiliam no bom funcionamento do nosso organismo, sabia? Como ele é um nutriente solúvel em água, seu excesso é eliminado pela urina, sendo raro o excedente desta vitamina em nosso organismo e dificilmente ocasiona algum mal.

Para que serve o ácido pantotênico?

Assim como as demais vitaminas do complexo B (como a tiamina, niacina, etc.), o ácido pantotênico ajuda o corpo a converter os carboidratos e gorduras da alimentação em energia para as células ele também atua:

  • Na produção de hemácias;
  • Protege o sistema digestivo;
  • Controla a liberação de hormônios sintetizados pelas glândulas suprarrenais.

Outras funções incluem participação:

  • Na síntese do colesterol;
  • Auxílio à produção de acetilcolina, neurotransmissor que induz a contração do músculo esquelético.

Benefícios do ácido pantotênico para saúde:

1. Diminui o colesterol:

O Ácido Pantotênico consegue atuar na produção de colesterol, por isso ela é capaz de diminuir o LDL, que é tido como o colesterol prejudicial ao nosso corpo. Além disso, ela aumenta o HDL, que é o colesterol benéfico e ajuda a evitar doenças.

Em alguns estudos com diabéticos, o consumo de ácido pantotênico conseguiu não apenas reduzir os níveis de LDL como também baixar as taxas dos triglicérides, substâncias que, em doses altas, pode afetar bastante a nossa saúde.

2. Ajuda na perda de peso:

Estudos mostram que ele pode ser capaz de auxiliar na perda de peso porque eleva a queima de gordura do corpo. Isso porque esta substância age permitindo que os ácidos graxos funcionem como fonte de energia.

Além disso, ele também atua no metabolismo dos carboidratos ingeridos, o que impulsiona sua utilização em tecidos e evita que ele seja acumulado como gordura.

3. Acelera a cicatrização:

Evidências apontam que a ácido pantotênico atua para deixar o processo de cicatrização mais rápido, auxiliando bastante na recuperação pós-operatória ou até mesmo na cura de simples machucados. Além disso, ele atuar em conjunto com a vitamina C, este benefício pode ser ainda mais potencializado.

4. Melhora o desempenho físico:

As funções metabólicas da ácido pantotênico são essenciais para quem pratica exercícios físicos. Isso porque ela permite que os nutrientes consumidos através da dieta sejam convertidos em fonte energética para a contração dos músculos.

5. Deixa a pele mais saudável:

Uma pesquisa realizada em Hong Kong observou que a ausência do ácido pantotênico  pode causar um problema metabólico nos lipídios, o que pode ocasionar a acne. A vitamina também é capaz de diminuir o sebo que entope os poros e deixa a pele oleosa.

Além disso, a mesma pesquisa mostrou que os participantes que fizeram uso do suplemento tiveram uma melhora na saúde e na estética de sua pele.

6. Evita a queda de cabelo:

No geral, as vitaminas do complexo B são muito importantes para a nutrição dos folículos capilares. O ácido pantotênico, em especial, tem a capacidade de fornecer energia para que os nutrientes desse local sejam metabolizados.

É por isso que a deficiência da vitamina pode causar uma redução do crescimento dos fios e eventualmente a queda dos cabelos. O suplemento pode realmente ser um complemento ao tratamento contra a calvície.

acido pantotenico
ácido pantotênico

Deficiência ou falta de ácido pantotênico:

A deficiência dietética de ácido pantotênico é tecnicamente inexistente, uma vez que  é omnipresente nos alimentos. No entanto, a refinação de cereais, conservas, congelação e cozimento destrói grande parte nos alimentos.

Pode ser observado durante as deficiências sintomas vagos, como a irritabilidade, insônia, períodos de sonolência, fadiga, perda de apetite, sentimentos, dor abdominal, dor de pernas e braços, espasmos musculares e de degeneração neuromuscular (neuropatia é suspeito de álcool).

No fígado, a deficiência de ácido pantotênico cria inflamação e danos que podem ocorrer na mucosa respiratória e intestinal do sistema gástrico. Ela também revela deficiências de crescimento e formação de cartilagem em crianças com deficiência em ácido pantotênico.

Ácido Pantotênico pode ser encontrada em suplementos multivitamínicos e em complexos de vitamina do grupo B. Existem ainda cremes e loções que contém pantenol, um álcool, havendo também produtos para hidratar os olhos com esta substância.

Excesso de ácido pantotênico:

Praticamente todas as vitaminas do complexo B são eliminadas pela urina e isso não é diferente com o ácido pantotênico. Por esse motivo, é muito raro que haja um excesso, a não ser quando é feito algum tipo de suplementação sem recomendação médica. Nesse caso, os sintomas podem incluir:

  • Diarreia intensa, que piora quando há a ingestão de alimentos ricos .
  • Podem haver episódios de náuseas, que evoluem para vômitos e enxaquecas severas.
  • Em casos mais raros, onde a suplementação não é suspensa, podem aparecer alergias pela pele, com coceira e erupções por todo o corpo.

Se você faz uso de suplementos vitamínicos e notar esses sintomas, suspenda o uso e procure um médico.

Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

1 comentário

  • […] muitos nutrientes essenciais, como vitamina B12, biotina, iodo, selênio, colina, riboflavina, ácido pantotênico e […]

Deixe um comentário