Nutriente

Taurina – O que é, Para Que Serve, Benefícios e Efeitos Colaterais!

Taurina – O que é, Para Que Serve, Benefícios e Efeitos Colaterais que muitos desconhecem. Além disso, a Taurina é um poderoso aminoácido produzido pelo corpo humano.

Pouco conhecido, este aminoácido é um dos mais abundantes presente no nosso organismo. É um ácido orgânico que intervém na produção de insulina no corpo e ajuda a excretar substâncias que não necessárias ao nosso organismo.

Taurina
Taurina

O que é Taurina?

A taurina é um aminoácido que ocorre naturalmente dentro do corpo. Os aminoácidos são os blocos de construção das proteínas. O corpo utiliza proteínas para crescer e reparar tecidos.

Encontrada em certos alimentos, como carne e peixe. Também é um ingrediente adicionado em algumas bebidas energéticas.

Algumas pessoas também tomam este aminoácido como um suplemento dietético. A taurina é popular na comunidade da saúde por seu potencial para ajudar a estimular o metabolismo.

Algumas pesquisas iniciais também sugerem que a taurina possui benefícios adicionais no corpo, como a proteção do cérebro, coração e sistema imunológico.

No entanto, qualquer pessoa que considere tomar taurina como suplemento dietético deve conversar com seu médico antes.

A pesquisa sobre os possíveis benefícios e riscos da taurina ainda está em seus estágios iniciais.

Propriedades Nutricionais da Taurina:

Como suplemento, pode ser tomada 3 vezes ao dia, em doses 500 mg para reduzir o catabolismo das proteínas e aproveitar as proteínas consumidas.

Se usada em conjunto com a creatina, os resultados são ainda melhores. Este aminoácido possui muitas utilizações e é essencial em muitas funções do corpo.

Conheça a seguir, alguns usos desse composto, analisando como age no corpo com outras substâncias.

Em especial, o uso da Taurina como suplemento para usufruir seus efeitos durante a dieta e exercícios.

É recomendando, também, a suplementação desse composto devido à grande importância de seus efeitos no corpo.

Em Quais Alimentos se Encontra a Taurina?

Os principais alimentos ricos em Taurina são aqueles que possuem boas quantidades de proteína como:

  • Bebidas energéticas;
  • Peixes;
  • Mariscos;
  • Ostras;
  • Carne escura de frango;
  • Peru;
  • Carne bovina;
  • Beterraba;
  • Leite materno;
  • Suplementos alimentares;
  • Nozes;
  • Feijão

Para que Serve Taurina?

Este aminoácido tem diversas funções fisiológicas, e destaca-se no desenvolvimento dos mais novos. Trabalha como um osmólito para manter o volume celular e o balanço de fluidos.

Assiste a neuro modulação, e com suas propriedades antioxidantes, protege as células contra a progressão de doenças.

É frequentemente adicionada às bebidas energéticas para quem quer tirar proveito dos potenciais benefícios da taurina.

Também está amplamente disponível em forma de suplemento e pode ser benéfico para pessoas em risco de deficiência de taurina.

Incluindo aquelas que recebem nutrição parenteral ou aquelas com insuficiência cardíaca, hepática ou renal crônica.

Como a Taurina Age no Organismo?

A taurina desempenha um papel essencial no metabolismo e digestão, pois ajuda o fígado a criar sais biliares que ajudam a quebrar os ácidos graxos no intestino.

Os ácidos biliares são a principal maneira do corpo de quebrar o colesterol. Todos os dias, um adulto decompõe cerca de 500 mg de colesterol e o converte em bile.

Para isso, ele precisa de aminoácidos específicos como a taurina. Ela desempenha um papel vital em várias funções essenciais do corpo.

A pesquisa sobre os benefícios potenciais da suplementação de taurina ainda está em seus estágios iniciais, e a maioria dos estudos envolve animais.

Os pesquisadores devem realizar melhores estudos em humanos para estabelecer como a taurina pode afetar a saúde. A suplementação de taurina não parece causar efeitos significativos.

No entanto, qualquer pessoa que esteja pensando em tomar taurina deve conversar com seu médico para obter orientação e verificar possíveis interações de medicamentos.

Quais os Benefícios da Taurina Para Saúde?

Combate a Doença de Alzheimer:

Os níveis de Taurina caem com a idade tanto em indivíduos saudáveis, quanto nos que sofrem com a doença de Alzheimer.

Uma futura aplicação terapêutica da Taurina depende dos resultados positivos destes testes e ainda não se pode afirmar efetivamente que a Taurina representa a cura neste tipo de tratamento.

Melhora a Saúde do Coração:

Em alguns casos, o médico receita o uso de suplementos de Taurina para auxiliar na redução dos níveis de homocisteína.

Um aminoácido que aumenta o risco de doença do coração, quando detectados em níveis elevados. Além disso, este aminoácido estabiliza os níveis de colesterol no sangue.

Promove a Saúde dos Músculos:

A Taurina desempenha um papel importante na produção de óxido nítrico, um gás natural no corpo humano, que aumenta o fluxo sanguíneo para o músculo esquelético.

Como resultado se produz o aumento do fluxo sanguíneo, que significa mais oxigênio e mais nutrientes para os músculos. Este aminoácido ainda acelera a recuperação e reduz o cansaço muscular.

Previne a Diabetes:

Este aminoácido é condicionalmente essencial para o ser humano, se concentra nas células alfa do pâncreas. Ela melhora o funcionamento do metabolismo de glicose e aminoácidos.

De alguma forma, este aminoácido modula o controle parácrino, no qual um hormônio produzido por uma célula controla a atividade da célula vizinha, a insulina.

Favorecendo maior ou menor secreção do hormônio dependendo do caso. Desta forma ajuda a prevenir o diabetes.

Aumenta a Imunidade:

Este também é um dos melhores Benefícios da Taurina. Este aminoácido é benéfico para o sistema imunológico.

Isto porque as pesquisas demonstraram que a Taurina, no sistema imunológico, modula a ação de células T e reduz a presença de neutrófilos no processo inflamatório.

Outras pesquisas apontam que o aminoácido pode ter um efeito antioxidante.

Beneficios da Taurina
Benefícios da Taurina

Efeitos Colaterais da Taurina:

Não foram encontrados efeitos colaterais quanto ao uso deste aminoácido. O que se pode notar é que o seu uso exagerado não melhora os seus efeitos ou traz maiores benefícios.

Como tudo, se tomada em excesso pode fazer mal, sendo a dose recomendada diária de cerca de 3 a 6 gramas. Esse excesso será excretado pelos rins.

Porém, isso pode sobrecarregar esses órgãos. Então, o ideal é que a suplementação seja apenas para praticantes de exercícios de resistência como a musculação.

As contraindicações dessa substância recaem para o grupo de risco formado por crianças, gestantes, lactantes e idosos.

Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Deixe um comentário