Dieta da Hepatite: Funciona? Cardápio e Receitas!

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Dieta da Hepatite: Funciona? Cardápio e Receitas!
4.8 (96.06%) 269 votos

A Dieta Da Hepatite envolve beber bastante água para ajudar a purificar o organismo e ingerir alimentos de fácil digestão. Além disso, na Dieta da Hepatite é importante evitar gorduras presentes em alguns alimentos que vamos mostrar logo mais abaixo. A Dieta da Hepatite depende do grau de lesão hepática do paciente e do tipo de hepatite. Em muitos casos, não apresenta sintomas, mas pode aparecer, fadiga crônica, dor na parte superior direita do abdômen, mal-estar e peso, principalmente após as refeições.

Para a maioria das pessoas, uma dieta de hepatite B consiste nos mesmos componentes de uma Dieta da Hepatite uma pessoa média saudável. Uma dieta adequada e tratamentos especiais podem ajudar a retardar o desenvolvimento de doenças perigosas como a hepatite B. As pessoas com hepatite B devem evitar álcool porque a hepatite B é uma doença viral que leva a uma lesão primária do fígado.

Dieta da Hepatite

A Dieta da Hepatite aguda deve conter calorias suficientes, pelo menos 2500 calorias, mas deve ser dividida em pequenas porções e comer 4-6 vezes ao dia. Bolinhos são proibidos, e as refeições devem ser alimentos quentes. Alimentos ricos em fibras (repolho, cenoura, beterraba) são bons – eles estimulam a secreção de bile e sua excreção do corpo.

O que é Hepatite?

Antes de revelar uma boa Dieta da Hepatite, você deve saber especificamente o que é esta doença e seus tipos. A hepatite é um vírus ou uma infecção, que causa doença hepática e inflamação do fígado. Fazendo desta forma que alguns órgãos não funcionam corretamente.

Tipos:

  • A hepatite A: também conhecida como HAV, está presente nas fezes infectadas, quase sempre é transmitida pelo consumo de alimentos e água contaminados, porém em muitos casos a infecção é leve e as pessoas podem se recuperar completamente.
  • Hepatite B: ou HBV, este é transmitido através do sangue, sêmen e outros fluidos corporais infectados, bem como uma mulher grávida no nascimento pode infectar o bebé
  • Hepatite C: também conhecido como o HCV, o mais frequentemente transmitida através do sangue contaminado, ocorre quando as transfusões de sangue e a partir de injeções contaminadas ou um instrumento infectado, assim como com o uso de drogas injetáveis.

Se você conhece uma pessoa que sofre de um desses tipos de hepatite ou sofre com ela, nós lhe diremos a Dieta da Hepatite em geral e você pode se alimentar sem se privar de nada.

Por que a Dieta Da Hepatite é Importante?

Comer alimentos saudáveis ​​que se encontra na Dieta da Hepatite é cortar alimentos que não são bem vindos a sua rotina. Tudo o que você come e bebe deve ser tratado pelo fígado. Manter uma nutrição adequada pode melhorar a saúde do seu fígado e pode até reduzir o impacto da hepatite C. Se você tem hepatite C, seu fígado já está lidando com inflamação.

Com o tempo, isso pode levar a cicatrizes ( cirrose ) e redução da função hepática. Em outras palavras, seu fígado está lidando com muito. Comer bem pode ajudar a aliviar parte dessa pressão. Continue lendo para descobrir o que você deve adicionar à sua Dieta da Hepatite e o que você deve retira da sua Dieta da Hepatite.

O que Comer na Dieta da Hepatite:

O que se pode comer na Dieta da Hepatite são vegetais, cereais integrais, frutas, carnes magras, peixe e leguminosas porque esses alimentos têm pouca ou nenhuma gordura e não dificultam o funcionamento do fígado. Alguns exemplos desses alimentos podem ser:

  • Alface, tomate, brócolis, cenoura, abobrinha, rúcula;
  • Maçã, pera, banana, manga, melancia, melão;
  • Feijão, favas, lentilhas, ervilhas, grão-de-bico;
  • Pão de sementes, macarrão e arroz integral;
  • Carne de frango, peru ou coelho;
  • Linguado, peixe espada, linguado.
  • É importante dar preferência a alimentos orgânicos porque os agrotóxicos presentes em alguns alimentos também dificultam o funcionamento do fígado.

O que não Comer na Dieta da Hepatite:

O que não se pode comer na Dieta da Hepatite são alimentos gordurosos, que dificultam o funcionamento do fígado, e especialmente bebidas alcoólicas, que são tóxicas para o fígado. Os exemplos de alimentos que têm de ser excluídos da alimentação de pacientes com a Dieta da Hepatite são:

  • Frituras;
  • Carnes vermelhas;
  • Embutidos;
  • Molhos como mostarda, maionese, ketchup;
  • Manteiga, creme de leite;
  • Chocolate, bolos e biscoitos;
  • Alimentos industrializados;
  • O leite, iogurte e queijo não devem ser consumidos na versão integral porque têm muita gordura, mas podem ser consumidas pequenas quantidades das versões light.

Dieta da Hepatite Funciona

Menu Para a Dieta da Hepatite:

Em seguida, vamos dar-lhe a Dieta da Hepatite  alimentos permitidos, que você pode variar de acordo com seu gosto e maneira de cozinhar.

Café da manhã:

  • Suco de laranja, café ou chá;
  • 1 fatia de torrada de trigo integral com duas colheres de mel ou geleia;
  • Cereal com leite;
  • Aveia inteira com leite desnatado.

Lanche:

  • Frutas: cambuci, maçã, pera, tangerina;
  • Biscoito integral;
  • Suplemento nutricional.

Almoço:

  • Arroz ou lentilhas com salmão assado;
  • Salada ou arroz com alho;
  • Uma porção de frango assado com batatas cozidas;
  • Bananas ou pão de trigo integral para acompanhar.

Lanche:

  • Pão de trigo integral com cream cheese ou geleia;
  • Salada de tomate, manjericão e azeite;
  • Biscoito integral com mel.

Jantar:

  • Alcachofra cozida;
  • Pão integral;
  • Salada de frutas;
  • Grão integral com passas.

Para estas receitas da Dieta da Hepatite você pode incluir as nozes que você quer a qualquer hora do dia na comida que você quer, desde que seja uma porção moderada. Lembre-se de visitar seu médico de confiança para indicar suas precauções e saber que comida você pode comer e o que evitar na Dieta da Hepatite.

Remédios Caseiros Para Hepatite:

1. Xarope Para Hepatite:

Um bom xarope para a Dieta da Hepatite pode ser feito utilizando limão, folhas de picão, hortelã e mel porque estes ingredientes auxiliam na regeneração do fígado.

Ingredientes

  • 1 limão inteiro com casca;
  • 8 folhas de picão (Bidens pilosa);
  • 12 folhas de hortelã;
  • 1 xícara de mel de laranjeira.

Modo de Preparo:

  • Coloque o limão e as folhas de picão e hortelã num recipiente e amasse-os bem;
  • Cubra com o mel e deixe descansar por 12 horas;
  • Depois esprema bem a mistura, coe e tome 3 colheres de sopa por dia.

2. Suco de Aipo com Limão:

Um excelente remédio caseiro para auxiliar no tratamento da hepatite é o aipo devido, que facilmente se encaixa na Dieta da Hepatite as suas propriedades medicinais, pois é bastante rico em nutrientes além de ser bastante diurético revelando o seu potencial desintoxicante, auxiliando no tratamento médico, fortalecendo o fígado doente.

Ingredientes

  • 1 talo de aipo;
  • suco de 2 limões;
  • 500 ml de água.

Modo de Preparo:

  • Pique o aipo em pedaços e bata-o no liquidificador com a água e o suco de limão, coe e beba a seguir;
  • Se achar necessário adoce com um pouquinho de mel;
  • Beba este suco 3 vezes ao dia.

Tratamento Para Hepatite:

O tratamento clínico para a hepatite vai depender do que originou a doença, mas a Dieta da Hepatite citada pode ser utilizada para todos os tipos de hepatite e deve ser seguida até a cura da doença. Além disso, é desaconselhado praticar exercícios físicos extenuantes.

Tratamento Natural Para Hepatite:

O tratamento natural para hepatite consiste no consumo de alimentos, por isso a Dieta da Hepatite é muito importante. que ajudam na recuperação do fígado. Alguns exemplos são:

  • Acerola, alho, cebola, alcachofra, cardo mariano;
  • Alfafa, agrião, cereja, ameixa, cúrcuma, dente de leão;
  • Framboesa, limão, maçã, melão, uva e tomate.

Recomenda-se ingerir alguns destes alimentos diariamente para que a cura da hepatite seja alcançada mais rapidamente.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *