Benefícios das Plantas

Ginkgo Biloba – Como Usar e Efeitos Colaterais!

Ginkgo Biloba Como Usar e Efeitos Colaterais que muitos desconhecem. Além disso, a Ginkgo Biloba é uma das árvores mais antigas existentes, para se ter uma ideia, ela foi a primeira planta a brotar após a explosão da bomba de Hiroshima no Japão, e pode viver mais de 1000 anos. É nas folhas que encontramos todo o seu poder ativo, nelas é extraída a substância que faz um bem enorme para a saúde e para a memória. Apesar de ser uma árvore de origem oriental, hoje ela está presente em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Ginkgo BilobaSuas folhas contêm dois antioxidantes poderosos: os flavonoides e os terpenóides, os dois tem o poder de combater os radicais livres do organismo e retardar o envelhecimento. A Ginkgo Biloba é muito procurada por ser potente quando o assunto é a melhora da circulação sanguínea e o aumento da libido.

Como Usar Ginkgo Biloba:

O modo de uso do Ginkgo biloba pode variar de acordo com o benefício que se pretende alcançar e da marca do laboratório que está produzindo o suplemento. Assim, o melhor é sempre ler as indicações da caixa do produto ou pedir aconselhamento para um naturopata, por exemplo.

No entanto, a dosagem padrão de extrato de Ginkgo biloba para melhorar a saúde mental é de 120 a 240 mg, 1 a 3 vezes por dia, durante as refeições. Esta planta também possui muitos outros benefícios relacionados com a saúde circulatória, ocular e do coração. Assim, alguns dos seus principais benefícios da ginkgo biloba incluem:

Rica em Vitamina E:

Ginkgo Biloba é extremamente rico em Vitamina E e, portanto, previne problemas de pele como cicatrizes, estrias, acne, manchas e espinhas. Ele reabastece a pele e mantém-lo saudável e fresco.

Reforça Energia:

A Ginkgo Biloba carrega o corpo. Também é usado por aqueles que têm disfunção erétil, falta de desejo sexual e problemas de impotência. Ele aumenta a libido em homens e mulheres.

Possui Propriedade Antioxidante:

Ele melhora a absorção de oxigênio e limpa o sangue. Isso também impede que o sangue se torne espesso e reduz as chances de formação de coágulos sanguíneos. A erva regula o fluxo de sangue nos órgãos e partes do corpo.

Ajuda no Desenvolvimento do Cérebro:

Ginkgo Biloba luta contra a doença de Alzheimer, perda de memória e outros problemas neurais. Também melhora a memória, concentração e capacidade de retenção para crianças que são fracas.

Ajuda na Saúde dos Olhos:

Ginkgo Biloba protege-o de uma visão pobre e de poluentes presentes no ar. Também evita o aparecimento de glaucoma, isto é, pressão sanguínea muito elevada nos olhos.

Previne Problemas Cardiovasculares:

Problemas cardíacos como pressão alta, bloqueios, coagulação sanguínea, entre outros, pode ser tratada com a ajuda desta planta. Além disso, equilibra todas as funções cardíacas, reduz a fragilidade capilar e protege o coração de vários outros problemas.

Trata Distúrbios Respiratórios:

A bronquite e asma podem ser tratadas com Ginkgo Biloba. Além do uso regular, você pode se proteger da poluição e do fumo do tabaco com sua ajuda.

Previne a Perda de Cabelo:

O Ginkgo Biloba pode reduzir significativamente o desgaste e perda de cabelo. Ele provou ser benéfico para os vários tipos de calvície masculina. Usado em combinação com outros óleos de ervas, esta é uma maneira natural de evitar problemas de cabelo.

Promove o Crescimento do Cabelo:

Os extratos de Ginkgo Biloba são usados em óleos de cabelo e pastas de cabelo para proporcionar um cabelo forte e longo. Ele também é usado em tratamentos capilares para tornar o cabelo saudável e brilhante. É usado em combinação com óleo de coco, óleo de semente de uva ou óleo de jojoba.

ginkgo biloba como usarEfeitos Colaterais do Ginkgo Biloba:

Os efeitos colaterais do ginkgo biloba envolve envolvem distúrbios gastrointestinais, como enjoos, gastrite e dores de cabeça. Menos frequentes, pode ocorrer tontura, queda de pressão arterial ou ainda aumento da sensibilidade da pele, causando reações cutâneas.

Contra Indicações de Ginkgo Biloba:

Ginkgo biloba é um suplemento alimentar muito comum, mas não sem inconvenientes. A sua utilização requer alguns cuidados, especialmente para aqueles que tomam medicamentos anticoagulantes, agentes antiplaquetários, diuréticos, trombolíticos e à base de ácido acetilsalicílico. Ginkgo biloba não deve ser associado a produtos à base de alho ou derivados de salgueiro, como o risco e aumentar a o potencial de irritação da mucosa gástrica, típicos desses outros medicamentos.

O uso de ginkgo biloba não é recomendado em caso de epilepsia, na gravidez e durante a lactação. Não é adequado para crianças. Para mais informações sobre as contra-indicações do Ginkgo Biloba, e em caso de problemas, você deve consultar o seu médico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.