Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Epilepsia – Sintomas, Causas e Tratamentos

Epilepsia – Sintomas, Causas e Tratamentos
Gostou do post? Avalie!

Epilepsia – Sintomas, Causas e Tratamentos. Além disso, a epilepsia é uma alteração temporária e reversível do funcionamento do cérebro, que não tenha sido causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos e se expressa por crises epilépticas repetidas. A epilepsia neurológica não tem cura, mas pode ser controlada com os medicamentos indicados pelo neurologista, como Carbamazepina ou Oxcarbazepina. Na maioria dos casos, quem tem epilepsia pode ter uma vida normal, porém deverá realizar o tratamento por toda a vida para evitar as crises.

A Epilepsia e uma descarga elétrica neuronal anômala que geram as convulsões podem ser resultante de neurônios com atividade funcional alterada (doentes), resultantes de massas tumorais, cicatrizes cerebrais resultantes de processos infecciosos (meningites, encefalites), isquêmicos ou hemorrágicos (acidente vascular cerebral), ou até mesmo por doenças metabólicas (doenças do renais e hepáticas), anóxia cerebral (asfixia) e doenças genéticas. Muitas vezes, a origem das convulsões pode não ser estabelecida, neste caso a epilepsia é definida como criptogênica. Então, confira Epilepsia – Sintomas, Causas e Tratamentos.

Causas da Epilepsia: A epilepsia pode afetar indivíduos de qualquer idade, incluindo bebês ou idosos e pode ser causada por vários fatores como:

  • Traumatismo craniano após bater a cabeça ou hemorragia dentro do cérebro;
  • Mal formação do cérebro durante a gestação;
  • Presença de síndromes neurológicas como Síndrome de West ou Síndrome Lennox- Gastaud;
  • Doenças neurológicas, como Alzheimer ou Acidente Vascular Cerebral;
  • Falta de oxigênio durante o parto;
  • Baixos níveis de açúcar no sangue ou diminuição do cálcio ou magnésio;
  • Doenças infecciosas como a meningite, encefalite ou neurocisticercose;
  • Tumor no cérebro;
  • Febre alta;
  • Pré disposição genética.

Por vezes, a causa da epilepsia não é identificada e, neste caso ela é chamada de epilepsia idiopática e podem ser desencadeadas por fatores como sons fortes, flashes luminosos ou ficar muitas horas sem dormir, por exemplo. A gravidez também pode causar aumento das crises epilépticas, por isso, nesse caso, veja o que fazer aqui.

Geralmente, a epilepsia ocorre entre os 2 e os 14 anos de idade e, no caso de crises convulsivas que ocorrem antes dos 2 anos estão relacionadas com defeitos cerebrais, desequilíbrios químicos ou febres muito altas. Já as crises convulsivas que começam após os 25 anos de idade são provavelmente decorrentes de um traumatismo craniano, de um AVC ou tumor.

Sintomas da Epilepsia: Os sintomas mais comuns da epilepsia são:

Além disso, nem sempre a epilepsia se manifesta por espasmos dos músculos, como acontece no caso da crise de ausência, em que ao indivíduo fica parado, com olhar vago, como se estivesse desligada do mundo durante cerca de 10 a 30 segundos. As crises convulsivas normalmente duram de 30 segundos a 5 minutos, porém existem casos em que podem permanecer por até meia hora e nessas situações pode haver uma lesão cerebral com danos irreversíveis.

Tratamento Para Epilepsia: O tratamento da epilepsia é realizado através de medicações que possam controlar a atividade anormal dos neurônios, diminuindo as cargas cerebrais anormais. Existem medicamentos de baixo custo e com poucos riscos de toxicidade. Geralmente, quando o neurologista inicia com um medicamento, só após atingir a dose máxima do mesmo, é que se associa outro , caso não haja controle adequado da epilepsia.

Mesmo com o uso de múltiplas medicações, pode não haver controle satisfatório da doença. Neste caso, pode haver indicação de cirurgia da epilepsia. Ela consiste na retirada de parte de lesão ou das conexões cerebrais que levam à propagação das descargas anormais. O procedimento cirúrgico pode levar à cura, ao controle das crises ou à diminuição da freqüência e intensidade das mesmas.

Este artigo foi útil?
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.