Doenças e Tratamentos

As 2 Principais Causas do Corrimento Vaginal Branco

As 2 Principais Causas do Corrimento Vaginal Branco

Revisado por

Dermatologia graduada pela Unicamp

Especialista do Dicas de Saúde

O corrimento vaginal branco, quando acompanhado por um cheiro e consistência diferentes do normal, pode ser um sinal de infecção vaginal, como a candidíase ou alguma alteração na flora vaginal normal, como a vaginose bacteriana. Nestes casos, o corrimento vaginal branco é acompanhado por outros sintomas como a coceira vaginal e a queima, sendo recomendável consultar o ginecologista o mais rápido possível para que ele possa prescrever o melhor tratamento.

Causas do Corrimento Vaginal BrancoNo entanto, o corrimento vaginal não é necessariamente um sinal de doença ou infecção, uma vez que é normal que as mulheres tenham pequenas quantidades de descarga branca ou transparente, fluidas e inodoras, o que mantém a vagina lubrificada. Além disso, o corrimento vaginal que é semelhante à clara de ovo pode indicar o período fértil da mulher.

Principais Causas do Corrimento Vaginal Branco: O corrimento vaginal branco semelhante ao leite cortado, quando acompanhado por outros sintomas como prurido, vermelhidão e sensação de queimação na vulva e vagina podem ter diferentes causas, incluindo:

Candidíase Vaginal: A candidíase vaginal é uma infecção muito comum nas mulheres que surge devido ao desenvolvimento do fungo Candida albicans, que além do corrimento vaginal branco também provoca prurido na região genital, queima durante a micção, dor durante contato íntimo e vermelhidão na vagina.

Como Tratar: Geralmente, o tratamento é feito com o uso de antifúngicos, pílula, pomada ou óvulos vaginais, como, por exemplo, Gino-canesten, Gyno-Dartarin ou Fluconazol. O tratamento pode durar de 3 a 7 dias e deve ser recomendado pelo ginecologista.

Vaginose Bacteriana: Causada pela bactéria Gardnerella vaginalis, a vaginose bacteriana pode causar ardência e coceira na região vaginal, cheiro semelhante a peixe podre, corrimento de cor amarela, cinza ou branca.

Como Tratar: tratamento com antibióticos prescrito pelo ginecologista. Recomenda-se o uso do preservativo durante o período de recuperação.

Quando o fluxo é amarelo, marrom ou rosa, pode ser um sinal de infecções sexualmente transmissíveis.

Outras Causas: estagnação de longo prazo na zona pélvica, o uso de contraceptivos químicos, duchas com soluções anti-sépticas concentrada, ptose das paredes vaginais, rupturas do períneo e ainda a falta de higiene pessoal podem ser causas do corrimento vaginal branco.

Cuidados Para Evitar o Corrimento Vaginal Branco: Para evitar a aparência de infecções vaginais, como candidíase ou alterações na flora vaginal, existem hábitos de higiene muito importantes que incluem:

  • Evite a roupa interior molhada ou molhada;
  • Não use roupas íntimas feitas de material sintético, escolhendo peças de algodão;
  • Use roupas leves, evitando jeans apertados e shorts;
  • Evite alimentos doces ricos em carboidratos, pois reduzem a imunidade e promovem o surgimento de infecções;
  • Não use dublagens diretamente na área genital e lave a região externa da vagina usando um sabão íntimo;
  • Dormir sem roupa íntima;
  • Após a evacuação, sempre limpo de frente para trás, impedindo assim que as bactérias fecais entrem na vagina e causem infecções.
  • Além disso, toalhetes úmidos e papel higiênico perfumado também podem prejudicar a saúde íntima da mulher, promovendo o surgimento de infecções.
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.