As 5 Doenças Viróticas Mais Comuns em Crianças

Revisado por

Graduado em Nutrição!

Especialista do Dicas de Saúde

As 5 Doenças Viróticas Mais Comuns em Crianças
4.8 (95.89%) 151 votos

As Doenças Viróticas Mais Comuns em Crianças e como evitá-las. Além disso, as viroses são mais comuns na primeira infância, pois a cada virose a criança ganha resistência orgânica e se torna imune àquele tipo de vírus. Os meios de contágio são diversos, desde alimentos contaminados até pelo ar. Mudanças climáticas que afetem a imunidade também podem facilitar a contração de vírus.De definição difícil devido à quantidade de vírus existentes no planeta, denomina-se virose qualquer infecção por vírus que apresente sintomatologia característica tais como complicações respiratórias (resfriados, gripes, bronquiolite) e, em muitos casos, as diarreias que são também sintomas virais.

Um meio de definição seria o órgão afetado. Por exemplo, o médico sabe quando se trata de hepatite porque o órgão afetado foi o fígado, causando icterícia e mal-estar. Então, confira agora As 5 Doenças Viróticas Mais Comuns em Crianças:

Doenças Viróticas Mais Comuns em Crianças: Eis as principais doenças viróticas mais comuns na infância e como evitá-las:

  • Gripe: Geralmente apresenta febre, coriza, prostração, mal-estar. Vacine a criança, hidrate-a sempre, alimente bem, se for lactente, amamente-o e evite aglomerações. Se a criança contrair gripe não deve ir à escola ou creche.
  • Resfriado: Nem sempre apresenta febre ou apresenta febre baixa e coriza. Difícil de evitar, mas alguns cuidados devem ser tomados se alguém na família apresentar sintomas, tais como: cobrir a boca e o nariz ao tossir e espirrar, separar utensílios como talheres e copos e lavar bem as mãos. A criança não deve ir à escola ou creche.
  • Dengue: Dor intensa no corpo, prostração, dor de cabeça, febre (geralmente alta), dor de cabeça, dor nos olhos. Os cuidados devem ser profiláticos como combater focos do mosquito Aedes aegypti. Atendimento médico o mais rápido possível, descanso e hidratação são fundamentais.
  • Hepatite: Pele e olhos amarelados, febre, prostração, falta de apetite. Transmitida por alimentos contaminados, objetos de uso pessoal e perfuro-cortantes (seringas, por exemplo). Higiene sempre, nos alimentos, nas mãos e evitar compartilhar objetos de uso pessoal.
  • Diarreias (disenteria): As infecções intestinais são as principais responsáveis pelas diarreias. A higiene é o principal fator de prevenção. Além disso, evitar alimentos de procedência duvidosa ou que ficaram expostos a agentes infecciosos.

A maioria das viroses do tipo grave pode ser evitada pela vacinação (caxumba, sarampo, coqueluche, difteria, etc). Mantenha a vacinação em dia. O tratamento é geralmente hidratação abundante, repouso, boa alimentação, medicamentos para dor e febre e paciência para aguardar o vírus cumprir seu ciclo e sair do organismo. A amamentação também fornece anticorpos que ajudam a prevenir as doenças mais comuns da infância. Quando se trata de virose, não há medicação específica.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Leandro Almeida

Olá, meu nome é Leandro Cardoso de Almeida sou graduado no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) desde 2011 e Mestre em Nutrição Clínica pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, Portugal. Atualmente atendo em consultório particular no Brasil e atuo como editor no site Dicas de Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *