Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Icterícia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Icterícia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que são melhor indicados para esta doença. Além disso, a Icterícia é um estado no qual a pele se encontra amarelada devido a uma grande quantidade de pigmentos biliares no sangue. A parte branca dos olhos da pessoa com Icterícia também fica amarelada.

Em condições normais, é comum haver pigmentos biliares no sangue, porém, não em quantidade excessiva como ocorre na Icterícia. Tais pigmentos (resultantes da destruição da hemoglobina), são filtrados pelo fígado e excretados através das fezes.Icterícia – O que é: A bilirrubina é formada quando a hemoglobina (a parte dos glóbulos vermelhos que transporta oxigênio) é decomposta como parte do processo normal de reciclagem de glóbulos vermelhos velhos ou lesionados.

A bilirrubina é transportada pela corrente sanguínea até o fígado, onde se liga à bile. A bilirrubina é, em seguida, transportada pelos canais biliares até o trato digestivo, de modo que ela possa ser eliminada do corpo.

A maior parte da bilirrubina é eliminada nas fezes, mas uma pequena parte é eliminada na urina. Se a bilirrubina não puder passar pelo fígado e canais biliares suficientemente rápido, ela se acumula no sangue e é depositada na pele. O resultado é a Icterícia.

Muitas pessoas com Icterícia também apresentam urina escura e fezes claras. Essas alterações ocorrem quando uma obstrução ou outro problema evita que a bilirrubina seja eliminada nas fezes, provocando uma maior eliminação na urina.

Causas da Icterícia: A cor amarelada típica da Icterícia é provocada pela deposição do pigmento biliar (bilirrubina) nos tecidos e sua identificação tem um importante significado clínico uma vez que reflete uma anormalidade na produção, metabolismo ou eliminação deste pigmento.

A bilirrubina é formada principalmente a partir da morte de glóbulos vermelhos presentes no sangue. Este processo de destruição ocorre nas células do baço, fígado e medula óssea. Em condição habitual praticamente toda bilirrubina produzida é levada para ao fígado pela corrente sanguínea e sua eliminação se dá para o intestino através das vias biliares, após o seu armazenamento na vesícula biliar. No entanto, quando ocorre alguma anormalidade em qualquer etapa deste processo, pode ocorrer o acúmulo dessa substância no corpo, provocando Icterícia.

Muitas doenças podem levar à Icterícia, a exemplo de:

  • Hepatites virais;
  • Malária;
  • Talassemia;
  • Hemoglobinúria paroxística noturna;
  • Sepse;
  • Síndrome de Gilbert;
  • Esferocitose hereditária;
  • Cirrose hepática;
  • Síndrome de Crigler-Najjar;
  • Hepatite alcoólica;
  • Anemia falciforme;
  • Cirrose biliar;
  • Leptospirose;
  • Esteatose hepática aguda da gravidez;
  • Hepatite tóxico-medicamentosa;
  • Obstrução das vias biliares em decorrência da presença de cálculos;
  • Câncer.

Sintomas da Icterícia: Além da pele e dos olhos amarelados, a Icterícia costuma acometer também as mucosas. O freio da língua é outro ponto onde pode-se notar o pigmento amarelado da bilirrubina.

Os sais biliares que se acumulam no sangue também provocam pruridos (coceiras) e bradicardia (diminuição do ritmo cardíaco). Na Icterícia por acúmulo de bilirrubina indireta, as fezes usualmente são bastante escuras.

Juntamente com os sintomas da Icterícia, ocorrem os da enfermidade de base que a causou e que são muito variáveis. A deposição do pigmento na pele, além de ser responsável pela coloração amarelada, também causa uma coceira intensa.

Muitas vezes, o paciente se queixa mais da coceira do que da própria alteração de cor da pele. Quando a Icterícia  é de origem direta, ou seja, devido a bilirrubina solúvel em água, podemos ter mais 2 achados típicos:

Colúria: Quando há muita bilirrubina direta no sangue, há consequentemente muita bilirrubina sendo filtrada pelos rins. O resultado é uma urina cor escura (tipo Coca-Cola) ou com um alaranjado forte, causado pelo excesso de pigmento na mesma.

Como a bilirrubina indireta não é solúvel na água, ela não é filtrada pelos rins. Portanto, a colúria é um sinal típico de Icterícia por bilirrubina direta.

Acolia fecal: quando ocorre algum impedimento na excreção da bilirrubina conjugada para os intestinos, o paciente pode apresentar fezes muitos claras, por vezes, quase brancas, devido a ausência de pigmento na mesma.

Tipos de Icterícia:

Icterícia pré-hepática: A Icterícia pré-hepática é a que ocorre ‘antes’ do fígado, ou seja, antes de o sangue ter passado pelo órgão. A Icterícia pré-hepática levanta suspeitas principalmente de doenças do sangue nas quais muitos glóbulos vermelhos são desintegrados. Através dessa deterioração surge o excesso de bilirrubina (hiperbilirrubinemia), que é um produto da decomposição da hemoglobina – pigmento vermelho do sangue.

Icterícia hepática: A origem deste tipo de Icterícia está no tecido do fígado, órgão pelo qual é excretada a billirubina em excesso. Nestas formas da Icterícia, as causas são doenças hepáticas, principalmente a hepatite.

Icterícia pós-hepática: Neste caso, a causa da Icterícia reside ‘depois’ do fígado, isto é, após o sangue ter passado pelo órgão. Pode ser decorrente de um armazenamento excessivo da bile, como o que é causado, por exemplo, por cálculos biliares.

Tratamento da Icterícia: No que diz respeito à Icterícia fisiológica, como na grande maioria dos casos, a bilirrubina será absorvida espontaneamente em alguns dias, sem necessidade de tratamento. Em caso de Icterícias mais graves, é comum optar pela fototerapia.

Na criança, o bebê é exposto nu e com os olhos protegidos a uma luz azulada dentro de uma incubadora especial. O número e duração das sessões varia em função da intensidade da amarelidão. Já as ocorrências de Icterícia em adultos exigem o tratamento da causa do problema para que a Icterícia desapareça.

Tratamento de Icterícias em Adultos: Não há um tratamento específico para a Icterícia. As medicações usadas são apenas sintomáticas, assim como as que visam combater o prurido, pois ela tende a ter um curso paralelo ao da enfermidade de base, a qual deve ser tratada de maneira específica.

Alguns pacientes ictéricos podem apresentar também deficiências de vitaminas lipossolúveis (Vitamina A, Vitamina D, Vitamina E e Vitamina K), as quais devem ser repostas após exames laboratoriais comprobatórios.

Também podem ocorrer dores devido a xantomas múltiplos, as quais devem ser tratadas apropriadamente. A xeroftalmia (olho seco) melhora com colírios que simulam as lágrimas. O fenômeno de Raynaud tende a ceder com a administração de bloqueadores dos canais de cálcio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.