Doenças Degenerativas

Doença de Still – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Doença de Still – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos. Além disso, a doença de Still adulto consiste em um raro distúrbio inflamatório sistêmico, que se caracteriza por febre alta, erupções cutâneas e dores articulares, que, em longo prazo, pode resultar em artrite crônica.

 A doença de Still adulto trata-se de uma versão severa da artrite idiopática juvenil (AIJ), que acomete indivíduos durante a infância. Estima-se que cada 1 indivíduo a cada 100 mil desenvolvem esta patologia a cada ano e costuma acometer mais as mulheres do que os homens. A causa desta doença de still não foi elucidada até o momento. Então, confira Doença de Still – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos.

Sintomas da Doença de Still:

  • febre, que costuma aparecer abruptamente, uma vez por dia, tipicamente na parte da tarde ou durante a noite;
  • Dores articulares, rubor e edemaciação, sendo que comumente há o envolvimento de diversas articulações;
  • Erupções cutâneas que desaparece e reaparece com a febre.

Outros sintomas da doença de still que também podem estar presentes estão:

Diagnóstico da Doença de Still: É importante descartar outras patologias que provoquem sintomas similares à doença de still. Os testes sanguíneos podem evidenciar:

  • Alta taxa de leucócitos e uma baixa taxa de eritrócitos;
  • Proteína C-reativa (CRP) e taxa de sedimentação (ESR) mais altas do que o normal;
  • Nível elevado de ferretina;
  • Elevado nível de fibrinogênio;
  • Elevados níveis das enzimas hepáticas aspartato transaminase (AST) e alanina transaminase (ALT);
  • Teste negativo para o fator reumatóide;

Alguns exames de imagens podem ser úteis para verificar a doença de still, como ver se há a presença de hepatomegalia, esplenomegalia, inflamação do tórax ou articulações, como:

  • Ultrassonografia abdominal;
  • Tomografia computadorizada do abdômen;
  • Radiografias das articulações ou do tórax .

Pesquisas apontam que aproximadamente 20% dos pacientes com esta doença de still não apresentam mais sintomas após um ano de tratamento, sem recidivas. Em torno de 30% dos pacientes, os sintomas da doença de still desaparecem, mas retornam ao longo dos anos seguintes e, em cerca de 50% dos pacientes, os sintomas persistem por um longo período.

Tratamento Para Doença de Still: O tratamento para a doença de still pode ser feito com anti-inflamatórios não-hormonais (AINHs)(a indometacina parece eficaz nas fases iniciais da doença), corticosteróides ou agentes imunossupressores. Atualmente agentes biológicos estão sendo empregados no tratamento para a doença de still dos casos não-responsivos aos corticóides e aos imunossupressores(4).

Anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), como a aspirina e o ibuprofeno costumam ser o primeiro tratamento estabelecido para doença de still. Nos casos mais graves, a prednisona é uma opção. Nos casos de persistência dos sintomas, fármacos imunossupresores podem ser úteis.

Cuidados e Prevenção: Como a doença de still é degenerativa, cujos sintomas iniciais são geralmente imperceptíveis, a visita regular ao Oftalmologista é a principal maneira de preveni-la. O uso dos óculos escuros é muito importante, uma vez que os raios ultravioletas, parecem ser um dos fatores preponderantes no desenvolvimento da doença.

Graduada em jornalismo com especialização em Marketing social na UFMG Universidade Federal de Minas Gerais, escreve artigos com conteúdos sobre beleza, saúde e bem estar com noções de SEO e tem a dinâmica e versatilidade na elaboração de artigos.

1 comentário

  • […] tratamento da meningite bacteriana é feito via antibióticos e corticoides e deve ser iniciado o mais rápido possível. Os tipos de medicamentos serão indicados de acordo […]

Deixe um comentário