Dietas Para Emagrecer

Dieta do Metabolismo Rápido: Funciona? Benefícios e Receitas!

Dieta do metabolismo rápido? O que é realmente o metabolismo? O metabolismo em outras palavras é a capacidade do organismo de queimar calorias, ou seja, quer dizer como o corpo utiliza a energia que está armazenada nele para funcionar.

Se o metabolismo de um organismo é lento, isso quer dizer que a pessoa tem uma certa dificuldade para queimar a energia que está armazenada, ou seja, essa pessoa tem uma facilidade maior para engordar.

Por outro lado, se o metabolismo é acelerado quer dizer que a pessoa rapidamente dá um jeito de queimar toda energia armazenada e, sendo assim, ela não tem tanta facilidade para engordar.

dieta do metabolismo

O metabolismo é basicamente a conversão do alimento que ingerimos em energia. É um processo extremamente complexo e ocorre no nosso organismo em duas etapas.

A primeira etapa se refere às reações catabólicas que quando ocorre a quebra do alimento para que ele passe pelo sistema digestório. A segunda etapa envolve uma série de reações anabólicas que supri o organismo com os nutrientes dos quais ele necessita.

Dieta do Metabolismo Rápido?

O programa alimentar promete a eliminação de 10 quilos em menos de um mês, além da perda de gordura corporal. Sua duração é de quatro semanas e o plano é dividido em três fases, sendo que cada uma das etapas contempla objetivos específicos e é composta por diferentes grupos de alimentos.

O plano não exige a contagem de calorias e visa trabalhar a origem que causa o problema da dificuldade de emagrecer.

A dieta do metabolismo rápido também determina fazer cinco refeições diariamente, sendo que a primeira refeição do dia deve acontecer no máximo 30 minutos depois de acordar, além de pregar o consumo de bastante água.

Como já aprendemos, o programa alimentar é composto por três fases. No total, elas possuam duração de sete dias. Ao término de cada semana do período de 28 dias da dieta, a pessoa deve dar reinício à programação do plano alimentar, começando a semana seguinte a partir da fase 1.

dieta do metabolismo rápido

1 Fase da Dieta: Relaxar

O objetivo é reduzir a secreção do hormônio cortisol, que em excesso, aumenta os estoques de gordura. Nessa fase, que dura dois dias, o cardápio tem uma dose maior de carboidrato e, por isso, o índice glicêmico é alto. Para relaxar, o organismo precisa acreditar que não vai ser submetido a mais uma dieta restrita em calorias.

Os Alimentos Nessa 1 Fase:

Verduras e legumes (à vontade, exceto batata doce e cenoura, em porções moderadas). Abóbora, aipo, abobrinha, alcachofra, alface crespa, aspargo, berinjela, beterraba, brócolis, broto de feijão, cogumelo, couve-flor, inhame, mandioquinha, pepino, rúcula, tomate e vagem.

Frutas (três ou quatro porções). Abacaxi, amora, mirtilo, goiaba, kiwi, laranja, limão (taiti e siciliano), maçã, mamão, manga, melancia, melão, morango, pera, tangerina.

Exercício: pelo menos um dia, faça uma atividade aeróbica (andar, nadar).

2 Fase da Dieta: Destravar:

É a etapa mais restritiva. Não permite frutas, grãos e leguminosas. Mas dura dois dias apenas e as porções de proteína são generosas. Além disso, você vai adorar o objetivo: livrá-la dos estoques antigos de gordura, aqueles que resistiram a todas as outras dietas.

Os Alimentos Nessa 2 Fase:

Verduras e legumes (à vontade). Acelga, agrião, alface roxa, rúcula, alho poró, endívia, erva doce, espinafre e pimentão.

Fruta (à vontade). Só limão (siciliano e Taiti).

Proteína animal (porções controladas). As mesmas opções da fase 1, mais carne de porco light, carne-seca, cordeiro, tilápia, ostra, peru, salmão defumado e sardinha em molho de tomate.

Exercício: pelo menos um dia, faça uma atividade com peso.

dietas do metabolismo rápido

3 Fase da Dieta: Queimar

Os alimentos fonte de gordura saudável voltam para o cardápio. É o momento em que as gorduras estocadas e mobilizadas na fase anterior serão usadas mais intensamente na forma de energia. Essa etapa dura três dias e tem um índice glicêmico médio.

Os Alimentos Permitidos Nessa 3 Fase:

Verduras e legumes. As mesmas das fases 1 e 2, mas procure variar ao máximo as escolhas.

Frutas. Ameixa, amora, coco, água de coco, limão, mirtilo, morango, pêssego, pitanga.

Proteína animal. As mesmas das fases 1 e 2, mais atum em azeite, camarão, carne de porco (lombo), cordeiro, lagosta, lula, ostra, salmão, sardinha em azeite e truta.

Exercício: pelo menos um dia, faça alongamento, ioga ou outra modalidade que promova o relaxamento, como meditação e massagem.

Toda a Atenção:

Antes de seguir a dieta do metabolismo rápido, converse com seu médico e nutricionista. Com a ajuda deles, verifique se o método se encaixa com seus objetivos, se é adequado à sua saúde e poderá ser sustentado por você, tendo em vista sua rotina.

Conte ainda com o auxílio dos profissionais para fazer a manutenção após o término do programa, de modo que os resultados obtidos com ele possam ser mantidos permanentemente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.