Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Câncer Câncer de Mama Dicas de Saúde

As 9 Principais Causas das Dores nos Seios

As Principais Causas das Dores nos Seios. Alem disso, dor nos seios pode ser o pior pesadelo de uma mulher, que entra logo em paranoia. Porém, na maioria dos casos, não tem sinal para alarme. A dor nos seios raras vezes é sinal de algo mais grave. Para um tumor, por exemplo, causar dor ele, precisa estar muito evoluído. A dor mamária é frequente e toda a mulher vai ter de lidar com ela, naturalmente, ao longo de sua vida.

A Dor nos Seios Acontece com Frequência: As oscilações hormonais e os cistos causam pressão nos tecidos mamários, sobretudo antes da menstruação. Daí ser tão comum que os Seios fiquem doloridos por essa altura. Pode ainda ocorrer durante a gravidez ou durante a fase de lactação. Porém, se a dor vier acompanhada de qualquer outro indício de inflamação, como vermelhidão, o melhor é consultar um especialista. Melhor do que ficar cismando, você vai querer despistar as piores hipóteses.

De qualquer forma, todo o cuidado é pouco: Apesar da maioria das dores nos Seios não serem indícios de algo mais sério, não devemos ignorá-las! Existem sempre exceções, e nem tudo se deve às ditas alterações funcionais benignas dos seios. Vermelhidão ou outro sinal de inflamação são caso para alerta. Consultar um médico, para despistar cenários piores, é a melhor opção. Comunique seus receios a um profissional para averiguar a razão da sua dor. Confira as principais razões pelas quais os seios ficam doloridos.

Cistos benignos: Quando as glândulas mamárias aumentam de volume podem se formar sacos de líquido no interior dos Seios. Serão problemáticos? A maioria dessas bolsas é benigna, sendo a dor o principal incômodo. Alguns podem ser sentidos durante um exame de apalpação, mas, normalmente, é necessário um exame mamográfico ou ecográfico para que possam ser detectados.

Cistos benignos surgem em abundância. Se forem muito ou se estiverem aumentando de volume, é natural que produzam dor. Mas da mesma forma que crescem, também podem acabar sendo absorvidos pelo tecido mamário. Se você sofre com os cistos, existem receitas naturais que podem reduzir as dores e incômodos!

Gestação: Qual é um dos primeiros sinais de que uma mulher está esperando um filho, Precisamente a dor mamária. A mulher fica mais sensível nessa área, principalmente durante o primeiro trimestre da gestação. A Gestação e uma das principais Causas das Dores nos Seios, Essas dores geralmente são acompanhadas por um aumento de volume e veias mais evidentes, devido ao fluxo sanguíneo mais intenso.

Câncer de mama: Muitas mulheres entram em paranoia assim que sentem uma dorzinha nos Seios. A dor é, efetivamente, um dos Sintomas dessa doença, porém nem sempre significa algo mais sério. De fato, ela é um dos últimos sinais a aparecer, sendo provável que o problema graves seja detectado muito antes dessa fase, O Câncer de Mama Causas das Dores nos Seios fortíssima e com o tempo só vai piorando e agravando o problema.

Abcessos: Os abcessos são pequenas infeções, resultantes na acumulação de pus no tecido dos Seios. Pode causar dor e a sensação de nós moles nessa região. Podem ser provocados por fissuras nos mamilos ou pela lactação, duas circunstâncias que convidam ao surgimento de bactérias. Essa situação quanto mais cedo for tratada, melhor!

Lactação: A produção de leite é quanto basta para que sinta os Seios doloridos. Se esse é o caso, monitore o sintoma. Caso a dor seja demasiado frequente e note um aumento de intensidade, pode estar perante um caso de mastite.

Mastite: Essa é uma complicação familiar a algumas recém mamães. Uma inflamação gerada por micro-organismos, que vai acabar obstruindo os condutos do seio. Os outros Sintomas que deverá ter em consideração são a febre e a vermelhidão.

Hormônios: Seios doloridos são mais uma característica da TPM. Já sentiu essas dores fora de época? É natural, porque se podem prolongar durante todo o período fértil. No entanto, é costume serem mais intensas durante a ovulação e nos dias que antecedem a menstruação.

Importante:

  • nenhum desses tratamentos deve substituir uma consulta ao médico.
  • Preste atenção na evolução do sintoma e no aparecimento de outros sinais.
  • Com a saúde não se brinca!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.