Dicas de Saúde Dicas Variadas

Como Anda Seu Estado Emocional? Descubra Hoje!

Como Anda Seu Estado Emocional? Descubra Hoje!

Revisado por

Educação Física pela UGF

Especialista do Dicas de Saúde

Como Anda Seu Estado Emocional? Descubra Hoje!
4.8 (96.05%) 263 votos

Como Anda Seu Estado Emocional? Descubra Hoje! alem disso, A saúde emocional é vista de diferentes formas pelas pessoas. Porém, todos sabem que é importante mantê-la em dia e tomar os devidos cuidados para que problemas emocionais não afetem a saúde do organismo. O mais indicado é procurar profissionais que podem dar um diagnóstico específico para cada indivíduo e tratá-lo da melhor maneira.

Estado Emocional

Estado Emocional

Este teste – baseado na Triagem Epstein em Saúde Mental (Epstein Mental Health Inventory- EMHI) projetada pelo Dr. Robert Epstein – irá ajudá-lo a determinar se você pode se beneficiar de uma consulta com um psicólogo, psiquiatra ou outro profissional de saúde mental. Mas lembre-se: este teste não dá um diagnóstico oficial, apenas um profissional qualificado pode fazer isso. Leia e Assinale as opções com as quais você se Identifique.

1- Durante o ano passado, tive muitos problemas para dormir por causa de todas as minhas preocupações.

2- Sei que há algo errado com o meu corpo, mesmo com médicos me dizendo que estou bem.

3- Sempre evitei dizer ou fazer coisas que poderiam fazer as pessoas me rejeitarem.

4- Por mais de seis meses sou incapaz de controlar o quão nervoso fico perto de outras pessoas.

5- Por mais de um mês estive extremamente cansado durante o dia, mesmo dormindo muito bem na noite anterior.

6- Às vezes sinto como se minha mente estivesse possuída por outra pessoa ou criatura.

7- Há mais de um mês estou acordando e me sentindo mais cansado do que estava do que quando fui dormir.

8- Sempre tenho vontade súbita de fazer coisas que me deixam mal ou culpado mais tarde.

9- Por mais de seis meses estive com medo e nervoso em público, e isso é um grande problema na minha vida.

10- Sempre tive baixa autoestima e medo da rejeição ou abandono das pessoas.

11- Minha necessidade de repetir certos pensamentos ou ações tem causado problemas para mim.

12- Às vezes, eu relembro algo terrível que aconteceu comigo há muito tempo.

13- Durante o ano passado, passei a usar álcool ou drogas para poder lidar melhor com os meus problemas.

14- Tem sido difícil ficar excitado ou ter um orgasmo e isso tem causado problemas em minha vida pessoal.

15- Por mais de duas semanas tem sido difícil sentir-me feliz fazendo coisas que eu costumava desfrutar.

16- Sem razão específica, o meu humor muda rapidamente de muito feliz para muito triste ou Vise e versa.

17- Às vezes, há grandes lacunas em minha memória sobre acontecimentos recentes.

18- Por pelo menos um mês, estive vendo coisas ou vozes que não podem ser reais.

19- Por mais de alguns meses, estive me machucando de propósito ou fazendo coisas arriscadas sem pensar.

20- Desde o ano passado o uso de drogas ou álcool tem causado problemas em meu trabalho ou relacionamentos.

21- As minhas preocupações ficaram tão grandes que meu corpo fica, muitas vezes, inquieto, tenso ou cansado.

22- Às vezes, sinto como se tivesse duas ou mais personalidades diferentes.

23- Durante o ano passado, o meu humor mudava tão rápido que as pessoas próximas a mim ficavam preocupadas.

24- Acredito que não sou bom o suficiente para muitas coisas na vida.

25- Por grande parte da minha vida, tem sido difícil controlar meus impulsos.

26- Por mais de dois anos, minha depressão me levou a comer ou dormir anormalmente quase todos os dias.

27- Por mais de uma semana, tenho dormido muito pouco e isso não me afetou.

28- Durante um bom tempo, o mau humor frequente tornou difícil a concentração ou algumas decisões importantes.

29- Nunca me importei se minhas ações vão machucar outras pessoas.

30- Às vezes, sinto um medo extremo ou pânico e me preocupo muito sobre quando isso vai acontecer novamente.

31- Durante alguns meses estive evitando algo que tenho muito medo.

32- Por pelo menos um mês , meus pensamentos e falas muitas vezes têm sido caóticos e confusos.

33- Durante o ano passado, fui incapaz de parar de me preocupar com certas coisas, não importa o quanto eu tentava.

34- Sou obcecado em comer tão pouca comida quanto possível para não engordar.

35- Eu fico sexualmente atraído por coisas ou situações estranhas e isso me deixa estressado.

36- Às vezes, sinto medo ou pânico extremo e não sei o porquê.

37- Por mais de uma semana venho me sentindo muito importante, quase como um deus.

38- Por mais de uma semana venho me sentindo sem esperança, como se não há nenhum motivo para viver.

39- Eu tenho medo de fazer papel de bobo em público .

40- Durante o ano passado, tentei beber e fumar menos ou tomar menos medicamentos, mas não consegui.

41- Por mais de um mês, tive frequentemente problemas para dormir ou manter o sono.

42- Eu nunca soube por que existem tantos problemas ou dores no meu corpo, mas eu sei que eles estão lá.

43- Por grande parte da minha vida fiz coisas sem pensar nas consequências, o que causou muitos problemas para mim.

44- Por mais de dois anos, estive sentindo para baixo e negativo quase todos os dias.

45- Por mais de um mês, tenho evitado certos lugares porque eu entro em pânico quando estou perto deles.

RESULTADO: Se você deixou todos os itens em branco, é provável que a sua saúde mental esteja muito bem. Se marcou 10 itens, é possível que esteja passando por alguma situação de angústia que poderia ser mais bem compreendida (ou contornada) com a ajuda de um profissional. Porém, se chegou a assinalar uma grande parte das sentenças, talvez seja uma boa hora para consultar um psicólogo e evitar problemas maiores, já que a maioria dos distúrbios relacionados à saúde mental podem ser tratados.

Mas lembre-se de que este teste não tem o peso de um diagnóstico, os resultados apenas estão aí para ajudá-lo a pensar como tem se sentido e lidado com os problemas. Dessa forma, use-o como uma ferramenta para prestar atenção aos sinais que a mente dá quando não está bem e, se achar necessário, entrar em contato com um profissional para o tratamento.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.