As 10 Principais Causas da Cólica Abdominal

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Dicas de Saúde

As 10 Principais Causas da Cólica Abdominal são bem comuns, e a Cólica Abdominal é uma dor bastante comum, sentida na região entre o tórax e a virilha. Alem disso, ela costuma ser chamada também por outros nomes, como dor de estômago e dor na barriga. Existem diversas formas diferentes de se descrever uma dor na barriga e ela quase sempre está relacionada à causa subjacente.

Causas da Cólica AbdominalSão diversas as possíveis causas da dor no pé da barriga, seja direta ou irradiada de outra parte da cavidade abdominal. Apesar de não ser o sinal mais comum, este tipo de dor pode ser um sintoma de gravidez, assim como de diversos problemas ginecológicos, como endometriose e doença inflamatória pélvica. Então confira agora As 10 Principais Causas da Cólica Abdominal.

Pedras na Vesícula Biliar: umas das Principais Causas da Cólica Abdominal ocorre quando há uma obstrução do ducto de drenagem da vesícula biliar por uma ou mais pedras. Se a obstrução for prolongada, surge a colecistite, inflamação da vesícula, quando a dor surge junto com febre e vômitos, e não melhora com o passar das horas. A dor da obstrução da vesícula é chamada de cólica biliar e costuma ser localizada no hipocôndrio direito (abdome superior à direita) e epigástrio; é tipicamente uma cólica que surge logo após a ingestão de alimentos gordurosos.

Hepatite Aguda: as hepatites mais comuns são aquelas causadas pelos vírus A, B ou C, porém, podem surgir por várias outras causas, entre elas por intoxicação medicamentosa ou por álcool. A hepatite aguda costuma causar uma dor mal definida no hipocôndrio direito e está geralmente associada nas Principais Causas da Cólica Abdominal. Necessita monitoramento em setor de urgência e emergência.

Gastrite e Úlcera Péptica: usualmente se apresentam com dor em queimação na região superior do abdome, principalmente no epigástrio. A intensidade da dor é muito variável e não serve para distinguir a úlcera de uma simples gastrite por isso é uma das Principais Causas da Cólica Abdominal. A presença de sangue nas fezes ou vômitos com sangue associados indicam uma úlcera sangrante e o tratamento é de urgência.

Pancreatite Aguda: a pancreatite aguda costuma surgir de 1 a 3 dias após uma quadro de grande ingestão de álcool tornado-se uma das Principais Causas da Cólica Abdominal, apresentando-se como uma intensa dor em toda região superior do abdome. A dor da pancreatite aguda dura vários dias, costuma estar acompanhada de vômitos e piora após a alimentação. Necessita jejum prolongado e internação hospitalar.

diverticulite: na maioria dos casos, manifesta-se como uma das Principais Causas da Cólica Abdominal no quadrante inferior esquerdo do abdome e em pessoas acima de 60 anos. A dor dura vários dias e costuma vir acompanhada de febre.

apendicite: caracteriza-se por dor em crescendo, que se inicia difusamente, principalmente ao redor do umbigo, indo se localizar no quadrante inferior direito do abdome. É comum haver febre e vômitos associados. Necessita tratamento de emergência.

Infecção Intestinal: a manifestação mais comum das Principais Causas da Cólica Abdominal associada a diarreia e/ou vômitos. Se causada por vírus (maior parte dos casos), não requer tratamento específico. Se associada a evacuação com sangue ou febre, requer tratamento com antibióticos. obstrução, infarto e isquemia intestinal: dor de forte intensidade, que piora progressivamente e acomete todo o abdome. Necessita tratamento de emergência.

Causas Ginecológicas:  doenças dos ovários, endometriose, mioma uterino e gravidez ectópica, que podem associar-se a alteração menstrual.

Infecção Urinária: geralmente uma dor no baixo ventre, associada a ardência para urinar, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga e aumento no número de micções, sempre em pequena quantidade. Necessita tratamento com antibiótico.

Peritonite: geralmente as Principais Causas da Cólica Abdominal difusa e é de forte intensidade, que piora à compressão do abdome. Necessita tratamento de emergência

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Alan Costa

Sou nutricionista e Personal Trainer. Me formei pela Universidade Federal do Tocantins em 2002, com registro profissional no CRN-4 nº 1509723, tenho especialização em Nutrição Esportiva, Treinamento Físico e treinos Curto de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Os 16 Benefícios do Chá de Romã Para Saúde

Os 7 Sintomas de Reumatismo que Muitos Ignoram!