Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Sintomas

Micção Frequente – As Principais Causas, Sintomas e Diagnóstico

Micção Frequente – As Principais Causas, Sintomas e Diagnóstico para então você detectar o motivo e poder tratar da forma certa. Além disso, a necessidade de urinar muitas vezes é mais prevalente entre os idosos. Mas, essa constante necessidade não pode ser atribuída apenas a idade.

A vontade frequente de urinar durante a noite é chamada de noctúria. A maioria das pessoas podem dormir entre 6 a 8 horas sem ter necessidade de urinar. Os homens de meia-idade e os idosos, muitas vezes acordam para urinar uma vez durante a madrugada.

A Micção Frequente pode ser causada por doenças que afetam o trato urinário em qualquer nível. O trato urinário inclui os rins, os tubos que conectam os rins com a bexiga (ureteres), a bexiga e o duto através do qual a urina flui da bexiga para fora do corpo (uretra). Então, confira mais sobre a Micção Frequente – As Principais Causas, Sintomas e Diagnóstico:

Dependendo do que está causando sua Micção Frequente, você pode experimentar outros Sintomas da Micção Frequente, tais como:

  • Perda do controle da bexiga;
  • Um forte desejo de urinar;
  • Dor ou desconforto durante a micção;
  • Cor incomum da urina;
  • Dificuldade em urinar.

Vários fatores podem estar ligados à Micção Frequente, tais como:

  • Certos tratamentos contra o câncer;
  • Alterações nos músculos, nervos ou outros tecidos que afetam a função da bexiga;
  • Infecção, doença, lesão ou irritação da bexiga;
  • Drogas ou bebidas que aumentam a produção de urina;
  • Condições que aumentam a produção de urina.

Doenças, condições ou outros fatores específicos que podem resultar em Micção Frequente incluem:

  • Diabetes insipidus;
  • Alteração da função renal;
  • Tratamento de radiação que afeta a pelve ou abdômen inferior;
  • Bexiga hiperativa;
  • Diabetes tipo 2;
  • Consumo excessivo de fluidos totais, álcool ou cafeína;
  • Pedras nos rins;
  • Infecção renal;
  • Prostatite;
  • Incontinência urinaria;
  • Hiperplasia benigna da próstata (HBP);
  • Diuréticos (agentes de retenção de líquidos);
  • Prolapso anterior (cistocele);
  • Vaginite;
  • Ansiedade;
  • Cistite intersticial;
  • Gravidez;
  • Diabetes tipo 1;
  • Estenose uretral;
  • Pedras da bexiga.

Diagnóstico: Muitas vezes, a Micção Frequente, especialmente a noctúria, pode indicar apenas um hábito. Para saber se deve procurar ajuda médica, verifique se a Micção Frequente ou a vontade súbita de ir ao banheiro está causando problemas à sua rotina e à sua qualidade de vida.

Além disso, verifique se há presença de outros sintomas, como febre, dor nas costas, dor na pélvis, vômitos ou calafrios. Procure um especialista, também, se os seus sintomas não desaparecerem espontaneamente ou com a mudança de alguns hábitos de vida, como beber muitos líquidos antes de dormir.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.