Cistite: Sintomas, Causas e Tratamentos

Revisado por

Graduado em Ciências da Nutrição!

Especialista do Dicas de Saúde

Hoje vamos abordar nesse artigo uma das doenças que atinge muitas mulheres, a cistite. Ela é de causa infeciosa existe uma bactéria ou fungo na bexiga. Alem disso, a cistite é um termo para descrever uma inflamação na bexiga. Alem disso, muitas vezes a cistite confundida com uma infecção urinária, no entanto ela não é sinônimo de infecção urinária.

CistiteQuando a cistite é de causa infeciosa existe uma bactéria ou fungo na bexiga. Mas existem outros tipos de cistite e alguns não são causados por infecções como, por exemplo, a cistite actínica (provocada por radioterapia) e a cistite intersticial (causada por perda da camada protetora da parede da bexiga).

Podemos afirmar que por razões anatômicas, geralmente as infecções da bexiga são mais frequentes nas mulheres, particularmente quando sexualmente ativas e após a menopausa. Algumas mulheres podem apresentar vários episódios em curto espaço de tempo sendo chamadas de “cistite de repetição”.

São os próprios germes que colonizam na região perineal que causam as cistites. Geralmente as bactérias do intestino são as mesmas que habitam a região próxima ao ânus, vagina e meato uretral canal onde sai a urina. Esses microrganismos podem deslocar-se para o interior da uretra canal por onde urinamos e para chegar no interior da bexiga.

A cistite entendida como inflamação da bexiga, pode acontecer depois de uma relação sexual, provavelmente porque a uretra sofreu traumas (normais do próprio coito) e tornou-se mais vulnerável à subida das bactérias. Nessa situação chamamos de uretrite/ cistite traumática.

O sistema urinário inclui rins, ureteres, bexiga e uretra. Todos têm um papel na remoção de resíduos do seu corpo: os rins filtram o sangue, retirando substâncias tóxicas, e também regulam as concentrações de muitas substâncias. Os ureteres transportam a urina dos rins para a bexiga, onde é armazenada até que ele sai do seu corpo através da uretra. A causa da cistite pode variar, veja as principais:

Sintomas da Cistite Geralmente Incluem:

  • Um desejo forte e persistente de urinar;
  • Sensação de queimação (ardência) ao urinar;
  • Urinar em pequenas quantidades e frequentemente;
  • Sangue na urina (hematúria);
  • Urina turva ou com cheiro forte;
  • Desconforto na região pélvica;
  • Sensação de pressão no abdômen inferior;
  • Febre baixa, inferior a 38 ºC mais do que isso pode significar uma pielonefrite, situação grave em que as bactérias atingiram os rins;

Se você tiver alguns sintomas da cistite, vá a um hospital assim que possível. Além de fazer uma análise clínica, o médico pode solicitar estes exames:

Algumas pessoas são mais propensas do que outras a desenvolver cistites ou cistites recorrentes. As mulheres costumam ter bastante o problema e uma das principais razões é que o contato sexual provoca uma mudança de germes que habitam a região vizinha à uretra.

Essa mudança, associada ao trauma do coito que edemacia (incha) e inflama o canal, seria a causa dessa cistite. Por isso que o uso de preservativos lubrificados vai ajudar. eles reduzem o atrito, o trauma sobre o canal e evitam as trocas de germes que desequilibram a flora genital.

A identificação de fatores de risco para cistite ainda é motivo de discussão mesmo entre os médicos:uma das principais razões para algumas mulheres serem vítimas de cistite de repetição seria o revestimento da uretra que permitiria uma ascensão mais rápida de bactérias que chegariam na bexiga e se multiplicariam. Como se em algumas mulheres o canal fosse uma escada mais simples de subir que em outras.

 

Se você tiver sintomas da cistite, vá a um hospital assim que possível. Além de fazer uma análise clínica, o médico pode solicitar estes exames:

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Rafael Cardoso

Com mais de 5 anos de experiência, Rafael Almeida é Graduado em Ciências da Nutrição pela Universidade Ceuma desde 2012. Atua em Atendimento Clínico-Nutricional, com foco no bem estar e qualidade de vida do paciente, através da reeducação alimentar e acompanhamento nutricional, com planos alimentares personalizados, de acordo com o objetivo e avaliação clínica individual, comprometido com o sucesso do tratamento de seus pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Como Ter Seios Firmes Com Estes 2 Ingredientes

O que é Depressão? Tem Cura? Saiba as Causas, Sintomas e Tratamentos!