Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Diverticulite – Causas, Sintomas e Tratamentos

Diverticulite – Causas, Sintomas e Tratamentos que devemos ficar informados. Além disso, a Diverticulite é uma inflamação da parede interna do intestino, geralmente no intestino grosso. A doença se caracteriza pelas dores abdominais, saliências no abdômen e dificuldades em ir no banheiro. Esse processo inflamatório é resultante de formação de hérnias das glândulas presentes no intestino, apesar de também em qualquer local do trato digestivo.

A diverticulite é uma doença silenciosa e assintomática no início. A medida que o processo inflamatório chega a estágios mais preocupantes os sintomas começam a aparecer vagarosamente podendo resultar em crises de dor. A avaliação dos sintomas é fator importante para ajudar no diagnóstico. Saiba aqui o necessário para saber se você possui essa doença e o que deve ser feito para tratar adequadamente.

Principais Causas da Diverticulite: As formações dos divertículos na parede intestinal são dadas como incertas por alguns médicos. Alguns acreditam que a prisão de ventre é considerada uma das causas da diverticulite, isso porque é necessário mais pressão para passar suas fezes, deste modo, os médicos acreditam que o aumento dessa pressão pode levar ao aparecimento de divertículos.

Outras causas são:

Perfuração: A diverticulite pode ter como causa uma perfuração induzida por alguma droga ou por agressão ao cólon e está sujeita a complicações graves. É importante que se faça um estudo com especialista a fim de identificar o surgimento dos divertículos.

Falta de Fibras: Também pode ser provocada pela falta de fibras na dieta alimentar. As fibras são responsáveis por auxiliar no aumento (ou na criação) do volume fecal, a fim de que as contrações do cólon tenham anteparo. Quando não há fibras na dieta alimentar a pressão dentro do intestino aumenta e facilita inflamações.

Idade: Um dos principais fatores que é responsável pela formação de divertículos é a idade. Com o passar dos anos, a musculatura lisa do cólon vai perdendo a elasticidade e podem formar-se pequenas hérnias ou divertículos. Em geral, eles aparecem depois dos 50 anos. Abaixo dos 40, a doença costuma ser rara, mas quase 85% dos indivíduos com 85 anos apresentam o problema, segundo especialistas.

Genética: Fatores genéticos também são considerados para o desenvolvimento da formação dos divertículos. Há, inclusive, estudos na área que pretendem determinar alterações nas fibras da musculatura responsáveis pelo processo de contração intestinal e aparecimento de divertículos.

Principais Sintomas da Diverticulite: Os sintomas de diverticulite surgem quando ocorre inflamação dos divertículos, que são pequenas bolsas que se formam no intestino e que causam problemas como:

  • Dor abdominal, geralmente na parte inferior do lado esquerdo, que pode durar vários dias e que pode ser confundida com apendicite;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Febre, normalmente inferior a 39ºC;
  • Falta de apetite;
  • Aumento da sensibilidade no abdômen, principalmente no lado esquerdo;
  • Prisão de ventre ou diarreia.

Quando o indivíduo apresenta estes sintomas, deve ir ao pronto-socorro ou consultar um gastrenterologista ou um cirurgião geral para realizar exames como tomografia computadorizada, ultrassonografia ou colonoscopia para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Tratamentos Para a Diverticulite: Alguns tratamentos caseiros podem te ajudar a controlar os sintomas da diverticulite ou reduzir a chances de doenças relacionadas a ela. Alguns desses tratamentos caseiros são:

  • Aplicação de almofadas de aquecimento no abdômen para aliviar cólicas e dor.
  • Comer alimentos ricos em fibras como: pães integrais, arroz integral, frutas e legumes frescos
  • Beba muito líquido por dia e coma em horários regulares

Alguns dos antibióticos mais prescritos são:

  • ciprofloxacina (Cipro)
  • metronidazol (Flagyl)
  • cefalexina (Keflex)
  • doxiciclina (Vibramicina)

Há casos em que a doença avança devido as infecções, nesses casos o corpo não responde aos antibióticos e a solução encontrada é a cirurgia. Na cirurgia,o que acontece é a remoção de parte do seu intestino, onde os divertículos infectados estão localizados. Não existem muitos efeitos colaterais advindos da cirurgia, ela pode ser feita por laparoscopia, o que limita a dor e a recuperação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.