Sangramento de Escape – O que é? Porque Acontece? ATENÇÃO!

Revisado por

Drª. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Dicas de Saúde

Sangramento de Escape – O que é? Porque Acontece? ATENÇÃO!
4.8 (95.84%) 250 votos

Sangramento de Escape – O que é? Porque Acontece? Além disso, o sangramento de escape, também conhecido como spotting, é um sangramento leve que ocorre no meio do ciclo, vem de forma inesperada e é uma das causas de insatisfação com os anticoncepcionais. Pode ocorrer tanto com o uso de pílulas como também com o uso dos anéis vaginais, DIU ou implantes. O sangramento de escape vem em pequena quantidade e dura menos dias. Ocorre nos primeiros meses do inicio do uso do contraceptivo e diminui aos poucos. O mais importante é saber que se trata de um efeito comum e não significa uma falha do método, ou seja, não há um risco aumentado de engravidar por esse motivo.

Ainda não se sabe ao certo porque ocorre o sangramento de escape. A principal hipótese é a de que quando o útero fica exposto aos hormônios, a camada interna do útero , fica mais fina, expondo os vasos sanguíneos, propiciando assim o sangramento.

Dura Quantos Dias?

O sangramento de escape dura menos dias que o período menstrual habitual da mulher, que varia de 2 a 7 dias. Ele pode ocorrer em mulheres que fazem o uso de anticoncepcional ou no início da gravidez (nos primeiros 3 meses de gestação).

Normalmente, o sangramento de escape tem uma coloração diferente do sangue da menstruação. A frequência do sangramento de escape é maior nos primeiros meses de uso do anticoncepcional. Fazendo o uso correto, o escape não está associado com a eficácia do anticoncepcional.

Para as mulheres que fumam é recomendado parar de fumar.Em alguns casos, há necessidade do uso de outras medicações para cessar o sangramento. Por isso, procure seu ginecologista para orientar a melhor escolha.

Pode Engravidar?

O sangramento de escape é comum para as mulheres que usam anticoncepcional hormonal. Ao fazer o uso regular do anticoncepcional, sem falhas, terá seu efeito eficaz mesmo havendo esses escapes. Sangramento de escape é a perda mínima de sangue que pode ocorrer ao longo do ciclo menstrual. Esse sangramento é diferente do sangramento da menstruação pois tem uma coloração de sangue menos vivo, não é prolongado, costuma durar alguns dias ou mesmo apenas 1 dia, é percebido na calcinha manchada e às vezes a mulher não sente necessidade do uso de absorvente.

O risco de gravidez em quem usa anticoncepcional é reduzido, em torno de 1%. Ou seja, quem faz uso regular da medicação, mesmo apresentando o sangramento de escape, tem um baixo risco de engravidar.Caso você tenha alguma dúvida, consulte o/a médico/a de família, ginecologista ou clínico/a geral para uma avaliação.

Causas:

Veja quais as principais causas do sangramento de escape:

#1. Relações Sexuais:

Como o fluxo de sangue na vagina e no colo do útero aumentam durante a gravidez , alguns pequenos vasos podem se romper durante a relação sexual, causando o sangramento de escape.

#2. Exame de Toque:

Também devido ao aumento sanguíneo na vagina e no colo do útero , exames invasivos, como a US Transvaginal e o exame de toque podem gerar um pequeno sangramento de escape. Normalmente não é nada grave.

#3. Reprodução Assistida:

As mulheres que realizam a fertilização in vitro podem apresentar pequenos sangramento de escape no início da gravidez , e uma das causas pode ser o não desenvolvimento de um dos embriões implantados.

#4. Medicamentos Anticoagulantes:

Mulheres com risco de aborto espontâneo podem ser medicadas com alguns remédios que favorecem os pequenos sangramento de escape, como a heparina e a aspirina.

#5. Miomas:

Miomas são tumores benignos que se apresentam dentro do útero e pólipos são nódulos que nascem no útero ou no colo do útero . Se a implantação do feto ocorrer próximo a um desses dois casos, pode haver sangramento.

#6. Infecção na Vagina:

É importante fazer o pré-natal desde que se descobre a gravidez , justamente para detectar infecções. Caso haja, elas podem provocar sangramento de escape.

#7. Nidação:

Conforme explicamos anteriormente, a implantação do embrião pode causar pequenos sangramento de escape que são, inclusive, confundidos com a menstruação.

#8. Trabalho de Parto Inicio:

A partir das 37 semanas, o sangramento de escape podem significar o início do trabalho de parto. A mulher deve observar atentamente e procurar o médico caso ocorra sangramento, mesmo que em pequena quantidade.

#9. Hematoma Intra-uterino:

Há a possibilidade de uma bolsa de sangue se formar no útero tornando-se um sangramento de escape. Quando isso acontece, a gravidez é de risco e deve ser acompanhada pelo obstetra com ainda mais frequência. É recomendando repouso, nestes casos.

#10. Ameaça de Aborto Espontâneo:

Se o sangramento estiver vermelho forte e vier com cólicas chatas e dores intensas, isso pode ser um sinal de aborto espontâneo. É necessário procurar seu médico o mais rápido possível.

É Perigoso?

Você deve consultar o seu médico se você tiver sangramento de escape inexplicáveis ​​entre seus períodos. Embora possa não ser nada para se preocupar ou ir embora por si só, também pode ser um sinal de algo mais sério. Tente registrar exatamente quando ocorrer sua mancha e qualquer outro sintoma que você tenha, para poder compartilhar essas informações com seu médico. Você deve consultar seu médico imediatamente se sangramento de escape for acompanhada por:

  • Febre;
  • Tontura;
  • Contusões fáceis;
  • Dor abdominal;
  • Sangramento pesado;
  • Dor pélvica.

Também é especialmente importante marcar uma consulta com seu médico se você já passou pela menopausa e experimentou sangramento de escape. Seu médico pode realizar um exame pélvico, solicitar exames de sangue ou recomendar exames de imagem para descobrir o que está causando os sintomas.

Diferença Entre Menstruação e Sangramento de Escape:

Para identificar esta diferença entre menstruação e sangramento de escape é preciso analisar e observar o dia em que esse sangramento está ocorrendo, bem como o aspecto desse fluxo.Caso seu ciclo seja regular ou faça uso de contraceptivos orais, a menstruação tem um dia correto para vir. Já os sangramento de escape ocorrem a qualquer dia do ciclo.

Além disso, é importante observar a consistência, a aparência e a coloração do sangue pois os escapes tendem a ser um tanto diferentes da menstruação. Isso porque o sangramento de escape, que ocorre ao longo do ciclo, normalmente possui uma coloração menos viva e um volume bem inferior ao da menstruação. O sangramento de escape também não tem longa duração e, normalmente dura entre 1 ou 2 dias, diferentemente do da menstruação.

Embora o sangramento de escape possa ser considerado comum quando não é recorrente, o alerta é sempre para os casos de gravidez que merecem atenção redobrada nessas situações

Sangramento de EscapeTratamento:

Visto que pode ter as mais variadas causas de sangramento de escape, a indicação de tratamento também pode variar bastante de acordo com o diagnóstico que for dado pelo médico. Sendo assim, somente um médico especialista e devidamente capacitado e que poderá indicar o melhor tratamento para cada caso, bem como a dosagem correta de cada medicamento ou a duração que o tratamento deve ter.

Depois que isso for feito é importantíssimo que a paciente sempre siga corretamente as instruções e orientações dadas pelo médico e nunca pratique a automedicação ou a interrupção do tratamento por conta própria.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Valéria Carneiro

Drª. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *