As 6 Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca

Revisado por

Enfermeira

Especialista do Dicas de Saúde

As 6 Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca
4.8 (95.95%) 242 votos

As 6 Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca que provavelmente você não sabia! Além disso, beber álcool tem seus prós e contras. Após beber, uma das piores coisas é a ressaca na manhã seguinte. Talvez você não saiba, mas a ressaca é apenas o efeito desagradável da intoxicação alcoólica. Ela ataca mais duramente quando o álcool deixa o corpo e é caracterizada por vários sintomas terríveis.

Eventualmente isso inclui dor de cabeça, fadiga, sede, tontura, náusea e perda de apetite. A gravidade da ressaca varia entre os indivíduos, mas a maioria das pessoas concorda que elas são altamente desagradáveis.

como prevenir a ressaca
como prevenir a ressaca

Não é de surpreender que existam todos os tipos de “curas de ressaca”, algumas das quais são consideradas altamente eficazes. A evidência por trás deles é limitada, e a maioria ainda não foi estudada.

Mesmo assim, existem algumas estratégias que mostraram um surpreendente potencial. Aqui separamos as maneiras baseadas em evidências para evitar ressaca, ou pelo menos torná-las significativamente menos severas. Portanto, confira a seguir As 6 Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca:

1. Tenha uma Refeição Saudável:

Dentre as Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca, essa funciona pelo fato de que as ressacas às vezes são associadas a baixos níveis de açúcar no sangue, uma condição conhecida como hipoglicemia. As ressacas também tendem a ser mais graves naqueles que têm níveis baixos de açúcar no sangue.

Embora a hipoglicemia não seja uma das principais causas de ressaca, ela pode contribuir para alguns dos sintomas, como fraqueza e dor de cabeça. Além de fornecer as vitaminas e minerais necessários, um café da manhã nutritivo ou uma refeição noturna podem ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue.

2. Beba Muita Água:

Sobretudo, o álcool é um diurético, fazendo você mijar mais do que se estivesse bebendo uma quantidade igual de água pura. Por esse motivo, o álcool pode contribuir para a desidratação. Embora a desidratação não seja considerada a principal causa de ressaca, ela pode contribuir para sintomas como sede, dor de cabeça, fadiga e boca seca.

Certamente, a desidratação é muito fácil de evitar. Nessa entre as Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca, apenas certifique-se de beber bastante água. Uma boa regra é beber um copo de água (ou outra bebida não alcoólica) entre as bebidas e tomar pelo menos um copo grande de água antes de dormir.

3. Suplementos que Podem Ajudar:

A inflamação é um mecanismo importante que ajuda o corpo a reparar danos nos tecidos. Muitos sintomas de ressaca são causados por inflamação de baixo grau. De fato, alguns anti-inflamatórios têm se mostrado bastante eficazes nas Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca.

Muitos alimentos à base de plantas e ervas medicinais também podem reduzir a inflamação e ajudar a Prevenir a Ressaca. Suplementos que se mostraram eficazes incluem ginseng vermelho, gengibre e figo-da-índia.

A Pera espinhosa é digna de destaque. Este é o fruto de um cacto chamado Opuntia ficus-indica , que se acredita ser nativo do México. Em um estudo com 55 indivíduos jovens e saudáveis, tomar extrato de Pera espinhosa 5 horas antes de beber reduziu o risco de uma ressaca grave em 62%. Embora não impeça completamente a ressaca, pode aliviar significativamente o seu sofrimento.

prevenir a ressaca
prevenir a ressaca

4. Beba mais na Manhã Seguinte:

Tratar uma ressaca bebendo mais parece paradoxal. No entanto, entre as Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca essa é uma das mais famosas. Embora o hábito não tenha se mostrado eficaz, existe uma ciência interessante por trás dele.

Em outras palavras, acredita-se que beber mais álcool (etanol) afeta o metabolismo do metanol, um congênere bem conhecido encontrado em pequenas quantidades em algumas bebidas. Depois de beber, o metanol é convertido em formaldeído, uma substância altamente tóxica. Acredita-se que isso seja parcialmente responsável por muitos sintomas de ressaca.

No entanto, beber etanol (álcool) na manhã seguinte pode inibir esse processo de conversão, evitando a formação de formaldeído. Em vez disso, o metanol pode ser descarregado do corpo sem causar fôlego e urina. É por isso que o etanol é freqeentemente usado para tratar o envenenamento por metanol.

Portanto, beber novamente no dia seguinte é uma das Dicas Comprovadas Para Prevenir a Ressaca. Mas praticando isso, um tempo depois este hábito estará associado a problemas com a bebida, e mitigar algumas ressacas não minimiza o risco de você se tornar alcoólatra. Então, seja moderado.

5. Durma o Suficiente:

O álcool pode interferir no seu sono. Ele pode prejudicar a qualidade e a duração do sono, ao mesmo tempo em que interrompe todo o seu horário de sono se você ficar acordado até tarde. Embora o sono ruim não tenha muito a ver com a maioria dos sintomas da ressaca, isso pode contribuir para a fadiga e a irritabilidade frequentemente associadas a ressacas.

Ter muito sono depois de beber muito pode ajudar seu corpo a se recuperar. Se você não conseguir dormir e relaxar no dia seguinte, ficar bêbado pode não ser uma boa ideia.

6. Beba com Moderação ou de Maneira Alguma:

Inegavelmente a gravidade das ressacas aumenta com a quantidade de álcool consumida. Por esta razão, a melhor maneira de evitar ressaca é beber com moderação (ou abster-se completamente). Contudo, a quantidade de álcool necessária para produzir uma ressaca varia entre os indivíduos.

Algumas pessoas precisam apenas de 1 ou 2 drinques, mas a maioria das pessoas precisa de muito mais. Cerca de 23% das pessoas simplesmente não parecem ter ressaca, por mais que bebam.

Dito isto, a moderação nem sempre é uma opção viável. Algumas pessoas gostam de beber e estão dispostas a fazê-lo, apesar de saberem que podem se arrepender na manhã seguinte. Felizmente, existem algumas coisas que você pode fazer para mitigar os danos.

Quando o etanol (simplesmente referido como álcool neste artigo) é produzido por leveduras que fermentam açúcar, produtos secundários chamados congêneres também são formados. Congêneres são produtos químicos tóxicos, além do próprio etanol, formados em pequenas quantidades quando o álcool é produzido. Congêneres bem conhecidos incluem metanol, isopentanol e acetona.

Bebidas alcoólicas com altas quantidades de congêneres parecem aumentar a frequência e a intensidade das ressacas, comparadas às bebidas que contêm quantidades baixas. Bebidas com alto teor de congêneres incluem uísque, conhaque e tequila. O uísque Bourbon é excepcionalmente alto em congêneres.

ressaca
ressaca

Por outro lado, bebidas incolores como vodka, gin e rum, contêm baixos níveis de congêneres. De fato, a vodka quase não contém congêneres. Vários estudos compararam os efeitos da vodka (baixa em congêneres) e uísque (alta em congêneres). Tanto a frequência como a intensidade das ressacas foram maiores após o uísque do que a vodka.

Apoiando isso, dois estudos descobriram que o metanol, um congênere comum, está fortemente associado aos sintomas da ressaca.

RESUMINDO:

A gravidade das ressacas pode ser significativamente reduzida com a ingestão de bebidas limpas (baixas em congêneres), como vodka, gim ou rum.

 

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Brenda Lima

Me chamo Brenda Lima, formada em enfermagem pela EEFTESM do Rio de Janeiro desde 2016. Há alguns anos comecei a dedicar-me a produzir conteúdo no Site Dicas de Saúde para ajudar as pessoas que sofrem com uma diversidade de doenças que são oriundas da Má Alimentação. Acredito que o segredo da boa saúde é o equilíbrio, e através da boa alimentação é possível manter um corpo saudável e viver com melhor qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *