Paralisia Infantil – O que é, Causas e Tratamentos

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Paralisia Infantil- O que é, Causas e Tratamentos desta doença que afeta milhares de crianças. Além disso, A Paralisia Infantil também conhecida como poliomielite, é uma infecção viral causada pelo poliovírus. A doença pode ser moderada ou severa. Nos casos mais graves a poliomielite pode levar à paralisia e morte. Um acidente vascular cerebral é uma condição médica séria que ocorre quando o fornecimento de sangue ao seu cérebro é perturbado. Como todos os órgãos, o cérebro precisa de um suprimento constante de sangue que contenha oxigênio e nutrientes para funcionar adequadamente. Se o suprimento de sangue for restrito ou parado, as células cerebrais começarão a morrer, o que pode levar a danos cerebrais que muitas vezes resultam em paralisia.

Paralisia Infantil - O que é, Causas e Tratamentos!A Paralisia Infantil não se espalha facilmente em comunidades com altas taxas de vacinação. Quando o poliovírus se espalha isso geralmente acontece dentro do lar. O vírus pode se propagar através de contato com objetos, privadas ou mãos. Em pessoas não vacinadas também é possível que o vírus da poliomielite se espalhe através de secreções respiratórias.

Causas da Paralisia Infantil: A Paralisia Infantil é causada por um poliovírus. Esse polivírus é transmitido principalmente por alimentos e pela água contaminada ou pelas fezes, e se multiplica na garganta e no intestino. Daí passa à corrente sanguínea e chega ao sistema nervoso, onde destrói as células motoras e causa paralisia flácida dos músculos por elas inervados.

Os músculos mais afetados são os dos membros inferiores, mas também podem ser outros, inclusive músculos da respiração e deglutição, gerando quadros graves e até mortais. Essa forma de transmissão faz com que os maus hábitos de higiene facilitem a sua propagação. O ser humano é o único hospedeiro da doença. As quatro causas mais comuns de Paralisia Infantil são acidentes vasculares cerebrais, ferimento na cabeça, lesão da medula espinhal e esclerose múltipla.

Acidente Vascular Encefálico: Um acidente vascular cerebral é uma condição médica séria que ocorre quando o fornecimento de sangue ao seu cérebro é perturbado. Como todos os órgãos, o cérebro precisa de um suprimento constante de sangue que contenha oxigênio e nutrientes para funcionar adequadamente. Se o suprimento de sangue for restrito ou parado, as células cerebrais começarão a morrer, o que pode levar a danos cerebrais que muitas vezes resultam em paralisia.

Ferimento na Cabeça: Uma lesão na cabeça grave pode causar danos cerebrais levando a Paralisia Infantil. A superfície do cérebro pode rasgar-se ou machucar quando ele bate contra o crânio, danificando vasos sanguíneos e nervos. A paralisia pode ocorrer se uma parte do cérebro que controla músculos específicos é danificada durante uma lesão na cabeça grave. O dano ao lado esquerdo do cérebro pode causar paralisia no lado direito do corpo e danos no lado direito do cérebro podem causar paralisia no lado esquerdo do corpo.
Leia mais sobre lesões graves na cabeça.

Lesão da Medula Espinhal: A medula espinhal é parte do seu sistema nervoso central. É um feixe grosso de nervos que corre do seu cérebro, através do pescoço e coluna vertebral, dentro de um canal de vértebras. Sua principal função é transmitir sinais para e do cérebro e do corpo. Por exemplo, a medula espinhal transmite sinais nervosos, como sensações quentes ou frias, de volta ao cérebro. Se o pescoço ou a coluna vertebral se machucar, a medula espinal também pode ser danificada. Isso significa que o cérebro pode não ser mais capaz de transmitir sinais aos músculos, causando paralisia.

A localização exata onde ocorre a lesão da coluna vertebral pode ter um efeito significativo sobre a gravidade da paralisia. Quanto maior a coluna vertebral, a lesão ocorre, pior será a paralisia. Por exemplo, uma lesão no meio da coluna vertebral geralmente causará paraplegia (paralisia dos membros inferiores). Uma lesão no pescoço, como um pescoço quebrado, geralmente resultará em tetraplegia (paralisia nos quatro membros, também conhecida como quadriplegia), bem como perda de função pulmonar normal, o que significa que a pessoa precisará usar um ventilador para respirar.

As Causas Mais Comuns de Lesão da Medula Espinhal são:

  • Acidentes de veículos motorizados
  • Acidentes durante o trabalho
  • Acidentes durante esportes ou outros tipos de atividade
  • Paralisia da medula espinhal causada pela doença em vez de lesão

A natureza dessas causas significa que a maioria das lesões da medula espinhal ocorrem nos homens (que representam 80% de todos os casos) e pessoas mais jovens. Estima-se que metade de todas as lesões da medula espinhal ocorrem em pessoas com idade entre 16 e 30 anos.

Esclerose Múltipla: É uma condição em que fibras nervosas na medula espinhal são prejudicadas pelo sistema imunológico (defesa natural do corpo contra infecção e doença).O sistema imunológico ataca erroneamente uma substância chamada mielina, que envolve fibras nervosas e ajuda na transmissão de sinais nervosos.

Sintomas da Paralisia Infantil:

  • Forte dor nas costas, pescoço e nos músculos pelo desenvolvimento da fraqueza muscular;
  • Febre;
  • Paralisia de uma das pernas, um dos braços, dos músculos torácicos ou abdominais e
  • Retenção urinária.
  • Pode haver ainda dificuldade em falar e em engolir, que poderá causar insuficiência respiratória pelo acúmulo de secreções nas vias respiratórias, mas isto é raro.

Paralisia Infantil CausasTratamentos da Paralisia Infantil: Não existe cura para Paralisia Infantil, por isso o foco do tratamento reside em diminuir a sensação de desconforto, acelerar a recuperação e garantir a qualidade de vida do paciente. O tratamento deve ser iniciado o quanto antes para evitar complicações, mesmo porque, se uma pessoa infectada com o vírus não for atendida ao primeiro sinal da doença, ela estará sob risco aumentado de morte. Cuidados caseiros e acompanhados pelo médico podem ajudar na recuperação do paciente com Paralisia Infantil.

  • Uso de analgésicos para aliviar a dor
  • Ventiladores portáteis para auxiliar na respiração
  • Exercício moderado (fisioterapia) para evitar deformações e perda da função muscular, em caso de poliomielite paralítica
  • Dieta nutritiva.

 

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

As 5 Doenças Cardíacas Mais Perigosa e Seus Sintomas

suco de hortelã

Suco Detox Para Eliminar os Pneuzinhos em 7 Dias