Os 10 Sintomas de que Você Tem um Intestino Doente

Revisado por

Graduado em Ciências da Nutrição!

Especialista do Dicas de Saúde

Os 10 Sintomas de que Você Tem um Intestino Doente
4.8 (95.62%) 178 voto[s]

Os 10 Sintomas de que Você Tem um Intestino Doente, e não sabia desses sintomas, ate senti os primeiros sintomas graves. Alem disso, os pesquisadores estão há muito tempo estudando a ligação entre os nossos genes e a saúde. Agora, em uma área crescente da pesquisa científica, os pesquisadores estão estudando a ligação entre um intestino saudável e as bactérias em nossos intestinos,. Leia mais sobre alguns dos sinais que indicam um intestino doente, que deve ser tratado e pode ser confundido com outra coisa.Sintomas de que Você Tem um IntestinoO esófago, intestino, boca e no estômago são partes constituintes do trato gastrointestinal, ou intestino. As principais funções do intestino são os processamentos dos alimentos, absolvição dos nutrientes, regulamento do sistema imunológico e equilíbrio de bactérias do trato.

Há tempos atrás, os cientistas e outras pessoas da comunidade médica tinha uma perspectiva um pouco limitado sobre os efeitos do intestino sobre nossa saúde. No entanto, devido uma quantidade de proliferação de pesquisa, tem sido identificado uma relação entre um intestino doente com uma série de problemas de saúde, desde alergias a artrite reumatoide.

Atualmente, a maioria dos especialistas dentro da comunidade médica, dizem que o intestino funcionando corretamente tem um impacto significativo na nossa saúde e bem-estar. Este consenso pode ser atribuído a uma compreensão mais completa do sistema microbiano.

O nosso intestino contém uma quantidade desproporcional de micróbios, e são essenciais para combater os agentes de doença, tais como bactérias e vírus. Como tal, preservar a saúde intestinal, é uma das melhores maneiras de manter uma mente e corpo saudável. Então, confira Os 10 Sintomas de que Você Tem um Intestino Doente.

Ansioso, Deprimido ou Desencorajado: Parece uma ligação estranha entre nossos sentimentos de intestino. Mas você sabia que 70% da serotonina do corpo está em no intestino? Os baixos níveis de serotonina têm sido associados ao humor instável, depressão e funções fisiológicas, como a digestão, comer e dormir.

Alimentos Carregados de Açúcar: A grelina e leptina são proteínas que agem como hormônios estabilizar do apetite – e as nossas bactérias intestinais secretam muitos delas.

Estas proteínas influenciam em nossos desejos por comida. Por isso, caso consuma uma quantidade excessiva de açúcar, as bactérias se adaptam a tal estilo de vida pouco saudável. Como resultado, o intestino vai requisitar uma dose diária de açúcar. Os problemas intestinais corretos podem matar as bactérias que causam a ansiedade pelo açúcar.

Pré diabetes ou Diabetes: Num estudo publicado num revista especializada, três cientistas russos demonstraram uma ligação entre a flora microbiana do intestino grosso e o desenvolvimento de diabetes do tipo 2.

Algumas bactérias intestinais incitam uma resposta imunológico que “provoca inflamação por todo o corpo, incluindo nas células do fígado e de gordura, que podem afetar o metabolismo geral e sensibilidade hepática”.

Problemas de Pele Devido a um Intestino Doente: As erupções cutâneas e problemas crônico de pele com eczema, podem sugerir um problema no intestino, especificamente, um desequilíbrio em bactérias. O intestino permeável, uma condição em que as partículas de alimentos “escapam” do intestino, em vez de serem digeridos, pode causar inflamação e suprimir o sistema imunológico. A inflamação, é claro, é mais evidente na superfície da pele.

Desordens Digestivas: Os problemas intestinais agudos, tais como inchaço, diarreia e gás, pode significar um desequilíbrio nas bactérias intestinais. As evacuações irregulares ou gases pode indicar baixos níveis de ácido no estômago, prejudicando a capacidade de quebrar a comida.

Doença Autoimune ou Imunidade Suprimida: O intestino e a intolerância ao glúten são, muitas vezes, citado como catalisadores para problemas autoimunes. Os problemas intestinais podem se manifestar em problemas médicos agudas e crônicas.

“Há uma crescente evidência de que o aumento da permeabilidade intestinal desempenha um papel patogênico em várias doenças autoimunes, incluindo a doença celíaca e diabetes tipo 1″.

Alergias Alimentares ou Aumento da Sensibilidade aos Alimentos: As intolerâncias alimentares (por exemplo, intolerância à lactose) são normalmente um produto de um intestino permeável. Lembre-se que um intestino permeável não digere corretamente todos os alimentos. Em vez de ficar dentro do circuito fechado do intestino, a comida sai do intestino e vai para corrente sanguínea.

Quando este alimento “escapa”, o corpo interpreta como uma ameaça e inicia uma resposta imunológica. O desenvolvimento ou agravamento de alergias alimentares e a sensibilidade súbita a certos alimentos pode indicar um problema.

Mau Hálito: A halitose é o termo médico utilizado para descrever o mau hálito crônico. Um desequilíbrio microbiano no intestino pode ser transportado para outras áreas do corpo, incluindo a boca. As disparidades ou flutuações na flora intestinal fazem com que o corpo se torne cada vez mais susceptíveis a problemas que causam mau hálito (por exemplo, doença renal ou diabetes).

Problemas de Sono ou Insônia: Os problemas de sono ou insônia, são indicadores de um desequilíbrio químico no cérebro. Como mencionado, o nosso intestino e regulação da serotonina – é um elemento essencial para induzir e regular os padrões de sono neurotransmissor. Quando a serotonina é ausente ou fora de equilíbrio pode levar a crises de insônia ou problemas para dormir.

Peso Flutuante: Algumas bactérias intestinais promovem a perda de peso, e não do tipo bom. As quantidades excessivas de micróbios pelo intestino delgado, por exemplo, podem perturbar a absorção de gordura, minerais e vitaminas.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Rafael Cardoso

Com mais de 5 anos de experiência, Rafael Almeida é Graduado em Ciências da Nutrição pela Universidade Ceuma desde 2012. Atua em Atendimento Clínico-Nutricional, com foco no bem estar e qualidade de vida do paciente, através da reeducação alimentar e acompanhamento nutricional, com planos alimentares personalizados, de acordo com o objetivo e avaliação clínica individual, comprometido com o sucesso do tratamento de seus pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Os 26 Sucos Detox Com Água de Berinjela que Emagrece Até 5Kg

Os 10 Alimentos que Rejuvenescem sua Pele