Doenças e Tratamentos

Os 10 Principais Sintomas da Leucemia

As Principais Causas da Leucemia que poucos sabem. Além disso, a Leucemia é um tipo de câncer do sangue que ataca os glóbulos brancos (leucócitos) responsáveis pela defesa do organismo. Essa doença se desenvolve quando as células jovens (blásticas) se acumulam e  são substituídas por células sanguíneas normais.

Acredita-se também que  o problema possa ser ocasionado no momento de produção das células sanguíneas  na medula óssea. No entanto, até hoje a medicina ainda não descobriu as causas da Leucemia, somente hipóteses não comprovadas. Então, confira Os 10 Principais Sintomas da Leucemia:

Leucemia

Sintomas da Leucemia: Danos à medula óssea resultam na falta de plaquetas no sangue, as quais são importantes para o processo de coagulação. Isso significa que pessoas com Leucemia podem sangrar excessivamente. As células brancas do sangue, que estão envolvidas no combate a agentes patogênicos, podem ficar suprimidas ou sem função, colocando o paciente sob risco de infecções.

Já a deficiência de células vermelhas ocasiona anemia, a qual pode causar falta de ar e fadiga. Pode ocorrer dor nos ossos ou articulações por causa da extensão do câncer a essas áreas. Dor de cabeça e vômito podem indicar que o câncer disseminou-se até o sistema nervoso central. Em alguns tipos de Leucemia pode os nódulos linfáticos podem ficar dilatados. Todos esses sintomas podem também ser atribuídos a outras doenças. Para o diagnóstico é preciso fazer teste de sangue e biópsia da medula óssea.

  • Febre ou calafrios
  • fadiga
  • Fraqueza
  • Infecções frequentes ou graves
  • Perda de peso sem esforço
  • Aumento do fígado ou do baço
  • Sangramento fácil ou hematomas
  • Hemorragias nasais recorrentes
  • Manchas vermelhas minúsculas na pele
  • Transpiração excessiva (principalmente à noite)
  • Dor nos ossos ou articulações.

Tratamento para Leucemia: O tratamento é bastante específico para cada tipo de Leucemia. Em geral, os quadros de Leucemia aguda exigem intervenção emergencial com quimioterapia, e com frequência são encaminhados para fila de transplante de medula óssea.

Já nos casos de Leucemia crônica, o tratamento não costuma ser tão urgente e nem tão agressivo, exigindo apenas um acompanhamento profissional regrado e métodos mais brandos de estabilização do quadro.

O tratamento cirúrgico não é muito comum nos casos de Leucemia, por dificilmente haver presença de tumores. A radioterapia ocasionalmente é utilizada para tratar casos de Leucemia crônica.

Assim como a grande maioria dos quadros de câncer, é muito difícil se atingir a cura – o que se busca é a estabilização do quadro. É importante reforçar que pessoas portadoras de Leucemia podem conviver com o diagnóstico levando uma vida longa e de qualidade, desde que os tratamentos adequados sejam administrados corretamente.

Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Técnico em informática, Cursando Sistema em informação, hábil em seo, estrutura de dados, e apaixonado por musculação, boa alimentação e bem estar. Buscando sempre informação de forma segura com profissionais qualificados no assunto.

1 comentário

  • […] Folhas de caril são ótimas para conter alcaloides de carbazol, que retardam o crescimento de células de leucemia. Ainda é novidade sobre os benefícios de folhas para o tratamento de leucemia. […]

Deixe um comentário