Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Neuroblastoma – O que é, Sintomas e Tratamentos

Neuroblastoma – O que é, Sintomas e Tratamentos
Gostou do post? Avalie!

Neuroblastoma – O que é, Sintomas e Tratamentos que muitos desconhecem. Além disso, o Neuroblastoma é um câncer que cresce nos tecidos sistema do nervoso. É o tipo mais comum de câncer entre os bebês. Geralmente é diagnosticado antes que as crianças atinjam a idade de 5 anos. O Neuroblastoma tem quatro estágios. O médico do seu filho determinará quais tratamentos são necessários com base no estágio do câncer de seu filho.

O sistema nervoso do seu corpo é dividido no sistema nervoso central, que inclui o cérebro e a medula espinhal e o sistema nervoso periférico. O seu sistema nervoso simpático faz parte do seu sistema nervoso periférico. Isso ajuda a transportar mensagens do seu cérebro para várias partes do seu corpo. Ele controla sua:

  • Resposta de luta ou fuga;
  • Níveis de certos hormônios;
  • Digestão;
  • Frequência cardíaca;
  • Pressão sanguínea.

Também ajuda a transportar mensagens do seu cérebro para várias partes do seu corpo. O Neuroblastoma é um câncer que se desenvolve em células imaturas, ou neurônios, do sistema nervoso simpático. Desenvolve-se como um tumor sólido. Muitas vezes, é encontrado no:

  • Glândula adrenal;
  • Pélvis;
  • Abdômen;
  • Pescoço;
  • Peito.

Se ele progride, ele pode se espalhar para ossos, linfonodos e pele.

Causas do Neuroblastoma: No geral o câncer começa com uma mutação genética que permite que as células normais e saudáveis continuem crescendo e se multiplicando sem responder aos sinais de parar, ficando fora de controle. O acúmulo destas células forma uma massa, o tumor.

No caso do Neuroblastoma, o câncer se inicia nos neuroblastos, que são células nervosas imaturas, que fazem parte do desenvolvimento do feto. Com o tempo, os neuroblastos se transformam em células nervosas, fibrosas e naquelas que compões as glândulas suprarrenais. A maioria dos neuroblastos já estão maduros na época do nascimento, contudo, uma parte pode ser encontrada em recém nascidos. Sendo que normalmente eles amadurecem ou desaparecem com o tempo, alguns, entretanto, acabam virando uma forma de tumor.

Ainda não está claro para os médicos e pesquisadores qual é a causa inicial da mutação genética que leva ao Neuroblastoma.

Sintomas do Neuroblastoma: Os sintomas comuns de Neuroblastoma incluem:

  • Um nódulo no pescoço, peito ou abdômen;
  • Olhos esbugalhados;
  • Círculos escuros sob os olhos;
  • Inchaço abdominal;
  • Dor óssea;
  • Fraqueza nas extremidades superiores ou inferiores;
  • Paralisia ou incapacidade de se mover, as extremidades superiores ou inferiores;
  • Inchados e inchados por baixo da pele.

Sintomas Menos Comuns Incluem:

  • Fadiga;
  • Febre;
  • Falta de ar;
  • Tosse;
  • Pressão alta;
  • Diarréia;
  • Hemorragias ou hematomas anormais, incluindo manchas pequenas, planas e vermelhas na pele chamadas petequias
  • Frequência cardíaca rápida;
  • Suor excessivo;
  • Movimentos involuntários e descontrolados de seus olhos, pés e pernas.

Muitas outras condições podem causar esses sintomas. Eles não sugerem necessariamente um diagnóstico de Neuroblastoma.

Diagnósticos do Neuroblastoma: Devido à natureza inespecífica dos sintomas do Neuroblastoma precoce, a doença tende a progredir para os estágios posteriores antes de ser diagnosticada. O médico do seu filho pode diagnosticar Neuroblastoma usando os seguintes testes:

  • Exames de sangue;
  • Testes de urina;
  • Biópsia de medula óssea;
  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância magnética;
  • Tomografia de emissão de positrão;
  • Verificação óssea;
  • Ultra-som.

Tratamentos do Neuroblastoma: O tipo de tratamento do Neuroblastoma vai depender de vários fatores, como idade da criança, localização do tumor, estágio da doença no diagnóstico, biologia do tumor, entre outros.

Existem basicamente quatro tipos de tratamento para Neuroblastoma, são eles:

  • Cirurgia;
  • Radioterapia;
  • Quimioterapia;
  • Transplante de medula óssea, que acontece se houver a necessidade de substituir o tecido danificado pela quimioterapia ou radioterapia.

Muitas vezes a medula utilizada pode ser a do próprio paciente, retirada antes do tratamento para ser reposta depois.

Este artigo foi útil?
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.