Alprazolam – Remédio Para Ansiedade, Veja Como Usar AGORA!

Revisado por

Nutrição - CRN6-MA 16199

Alprazolam – Remédio Para Ansiedade, Veja Como Usar AGORA!
4.8 (96.01%) 271 votos

Alprazolam – Remédio Para Ansiedade, Veja Como Usar AGORA de forma correta. Além disso, Considera-se a ansiedade como o mal do século – e a razão é óbvia: os casos de pessoas diagnosticadas com transtornos de ansiedade são surpreendentes. Independentemente da causa que originou o seu problema, é importante consultar um médico capacitado para uma avaliação cuidadosa. Existem diversos remédios para ansiedade: a escolha do tratamento dependerá do problema e da preferência da própria pessoa (nem todo organismo se adapta ao medicamento).

alprazolam
Alprazolam

Alprazolam é um medicamento de prescrição usado para tratar transtornos de ansiedade e de pânico. Alprazolam pertence a um grupo de medicamentos chamados benzodiazepínicos. Ele funciona através da redução excitação anormal no cérebro.

Alprazolam vem na forma de comprimido, um comprimido que se desintegra oralmente, e em um oral (pela boca) e as formas de solução é geralmente tomada 2 a 4 vezes por dia, com ou sem alimentos. O Alprazolam também vem como um comprimido de libertação prolongada e é tomada uma vez por dia, na parte da manhã.

Para que Serve o Alprazolam?

Alprazolam é um medicamento de prescrição usado para tratar transtorno de ansiedade (irrealistas ou preocupação excessiva) e transtornos de pânico (repentinas, ataques inesperados de medo extremo). Este medicamento pode ser prescrito para outros usos. Pergunte ao seu médico ou farmacêutico para mais informações.

Como Tomar Alprazolam?

As doses a tomar de Alprazolam devem ser indicadas pelo médico pois dependem do problema a tratar e geralmente incluem:

  • Ansiedade: doses entre os 0,25 mg e os 0,5 mg tomadas 3 vezes por dia, nunca excedendo a dose máxima de 4 mg diarios.
  • Síndrome do pânico: doses entre os 0,5 e os 3 mg tomadas 3 vezes por dia, nunca excedendo a dose máxima de 10 mg por dia.

Alprazolam Emagrece?

Bem, se vimos que o Alprazolam engorda, então certamente ele não emagrece, não é mesmo? Errado. Por mais estranho que isso possa parecer, também é possível experimentar a perda de peso ao tomar esse remédio.

É que a diminuição de peso é outra das reações possíveis de ocorrer com a utilização do medicamento, classificada como um efeito comum de ser observado. O Alprazolam emagrece quando provoca a redução no apetite, também apresentada como uma reação comum, o que causa um corte no tamanho das porções nas refeições e no número de calorias consumidas e, por consequência, estimula o emagrecimento.

Contraindicações e Cuidados:

Não utilize, sob hipótese alguma, o produto sem a orientação médica e ao receber a ordem de utilizar Alprazolam, tome o cuidado de respeitar a dosagem e frequência indicadas pelo médico. Não aumente a dose prescrita por ele, visto que o medicamento pode causar dependência, e nem interrompa o tratamento sem a sua autorização. Ao sentir os efeitos colaterais, informe-o a respeito e obedeça as suas recomendações sobre como lidar com os problemas.

Pessoas que possuam histórico de reações alérgicas a algum dos componentes da fórmula do produto ou de algum remédio do grupo dos benzodiazepínicos não devem fazer o seu uso. Quem tem miastenia gravis, uma doença que atinge os músculos e nervos e causa fraqueza muscular, ou glaucoma do ângulo estreito agudo, condição que traz o aumento da pressão dentro dos olhos, também não está autorizado a utilizar o produto.

Mulheres grávidas representam outro grupo de pacientes ao qual a substância não é indicada, seu uso não pode ser feito ao mesmo tempo que a ingestão de bebida alcoólica e é necessário redobrar o cuidado ao executar atividades que exigem atenção como dirigir ou operar máquinas enquanto estiver sob o efeito de Alprazolam .

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Ana Karolynne Goncalve

Sou graduada no curso de Nutrição pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA), CRN6-MA 16199, com Mestrado na área da Nutrição Clínica com relação ao metabolismo, prática e terapia nutricional, realizado também na Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Atualmente trabalho no campo de pesquisa sobre a Qualidade e Inovação em Alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *