Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Síndrome de Edwards – O que é, Sintomas e Tratamentos

Síndrome de Edwards – O que é, Sintomas e Tratamentos desta condição que muitos desconhecem. Além disso, a Síndrome de Edwards é Uma doença genética causada por uma trissomia do cromossomo 18. Estudos e pesquisas constataram que o principal fator de risco da Síndrome de Edwards é a idade materna. Por isso maior parte dos casos se trata de gestações onde a mãe possui mais do que 35 anos de idade.

O diagnóstico da Síndrome de Edwards é realizado ainda na gravidez entre a 10º e a 14º semana gestacional através do exame de ultrassonografia, até mesmo no exame de translucência nucal onde sinais no desenvolvimento ficam claros aos olhos médicos.

Após o diagnóstico da Síndrome de Edwards a justiça pode ser acionada para que seja autorizada a realização do aborto apontando os riscos de vida e danos psicológicos que podem ser gerados na mãe, já que o bebê não possui chances de vida normalmente chegando até o 3º mês de vida. Decisão esta que deve ser tomada somente pelos pais, já que existe a opção de reparos cirúrgicos ou remédios que diminuirão os sintomas e riscos nos primeiros dias de nascido.

Causas da Síndrome de Edwards: Mesmo com todo o avanço da medicina até os dias atuais, ainda não conseguiram identificar a causa especifica para a trissomia 18 mas, chegaram a conclusão de que o sexo feminino é mais propenso a desenvolver a Síndrome de Edwards, como em todas as outras trissomias a idade materna avançada, faz com que o risco do embrião nascer com a Síndrome de Edwards seja maior.

Sintomas da Síndrome de Edwards: Existem diversos sinais e sintomas que caracterizam uma criança com Síndrome de Edwards. As características apresentadas pelos portadores da Síndrome de Edwards são:

  • Crânio disfórmico, com o osso occipital proeminente (parte traseira e inferior do crânio);
  • Micrognatia, uma desordem no crescimento facial, afetando principalmente a mandíbula, que encontra-se em uma posição muito posterior em relação à maxila;
  • Orelhas mais baixas que o normal (orelhas de implantação baixa);
  • Pés tortos congênitos;
  • Deformidades nos dedos das mãos;
  • Doença cardíaca congênita;
  • Baixo peso ao nascer;
  • Pouco apetite;
  • Choro fraco;
  • Problemas de crescimento;
  • Mandíbula menor que o normal;
  • Queixo recuado;
  • Rigidez muscular extrema;
  • Dedos sobrepostos;
  • Unhas mal desenvolvidas;
  • Tórax em formato incomum (peito carinado);
  • Rugas na palma das mãos e nas plantas dos pés;
  • Boca pequena e triangular;
  • Má formação renal;
  • Pescoço curto;
  • Maior presença de pelos;
  • Anomalias cerebrais.

Fatores de Risco da Síndrome de Edwards: A Síndrome de Edwards está bastante envolvida com a idade da mãe. Mulheres acima dos 35 anos que engravidam estão mais sujeitas a ter filhos com a Trissomia 18 do que mulheres mais jovens.

Já para o bebê, a doença costuma ocorrer mais em crianças do sexo feminino do que do sexo masculino, embora as taxas de mortalidade logo após ou algum tempo após o nascimento seja maior entre os meninos.

Diagnósticos da Síndrome de Edwards: O Diagnóstico da Síndrome de Edwards pode ser feita através de ultrassons feitas entre as 10 ou 14 semanas de gestação. O teste do pezinho é essencial para diagnosticar a Síndrome de Edwards.

As Mães poderão recorrer ao tribunal para receber uma solicitação de para aborto, se a Síndrome de Edwards for diagnóstica da após todos os exames concluídos.

Tratamentos da Síndrome de Edwards: Não há tratamento específico para a Síndrome de Edwards, mas alguns médicos recomendam certos medicamentos e até mesmo cirurgia para tratar alguns problemas que podem colocar a vida do bebê em risco.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.