Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde

Zumbido no Ouvido: Causas, Como Identificar e Tratamento!

Zumbido no Ouvido: Causas, Como Identificar e Tratamento dessa condição. Além disso, o Zumbido é um som percebido nos ouvidos ou na cabeça na ausência de um estímulo sonoro do ambiente. Ou seja, ele se trata de uma percepção sonora sem uma fonte de som externa.

O zumbido não é uma doença em si, na verdade é um sintoma de uma condição de saúde que afeta algum ponto da via auditiva. Com frequência, o zumbido é acompanhado de outros sintomas, como perda auditiva, tontura e intolerância a sons altos, que também refletem o estado dos ouvidos e prejudicam a vida de quem convive com o zumbido.

Zumbido no Ouvido

De acordo com a Associação de Pesquisa Interdisciplinar e Divulgação do Zumbido (APIDIZ) cerca de 40 milhões de brasileiros apresentam Zumbido no Ouvido, o que representa 19% da população do país. O Zumbido no Ouvido pode ser irritante e frustrante. Às vezes, os sons que você ouve podem interferir na audição de sons reais ao seu redor.

O Zumbido no Ouvido pode ocorrer com depressão, ansiedade e estresse. Você pode sentir zumbido em um ou ambos os ouvidos. Pessoas de todas as idades podem desenvolver zumbido, mas é mais comum em adultos mais velhos. O zumbido pode ser objetivo ou subjetivo. Zumbido objetivo significa que você e outras pessoas podem ouvir certos ruídos nos ouvidos.

Isso geralmente é devido a vasos sanguíneos anormais e em torno de suas orelhas. Quando seu coração bate, você e os outros podem ouvir um som pulsante distinto. O zumbido objetivo é raro. O zumbido subjetivo é muito mais comum. Só você pode ouvir o rugido, o zumbido e outros sons do zumbido subjetivo.

O que é Zumbido no Ouvido:

O Zumbido no Ouvido, também conhecido por tinnitus, é uma percepção sonora incômoda que pode surgir na forma de chiados, apitos, cigarra, cachoeira, cliques ou estalos, que podem ser leves, ouvidos somente durante o silêncio, ou serem intensos a ponto de persistir durante todo o dia.

Ele pode afetar cerca de 15% das pessoas ao longo da vida, tornando-se mais frequente com o passar dos anos, sendo comum em idosos, e é causada, principalmente, por lesões no interior do ouvido, devido a situações como ouvir ruídos ou música alta, infecções do ouvido, traumatismos na cabeça, intoxicação por remédios ou pelo próprio envelhecimento, por exemplo.

O Zumbido no Ouvido por ter cura, a depender da sua causa, entretanto, não existe um medicamento para resolver o problema, sendo recomendado um tratamento que envolve uso de aparelhos auditivos, terapias de som, melhorias no sono, alimentação e técnicas de relaxamento, por exemplo, como alternativas para melhorar os sintomas, e são recomendadas pelo otorrinolaringologista.

Causas do Zumbido no Ouvido:

As principais causas que levam ao surgimento de Zumbido no Ouvido são relacionadas à perda da audição, tanto pela a deterioração das células sensoriais do ouvido, localizadas na cóclea, como por condições que alteram a condução do som, e podem ser causados por:

  • Envelhecimento;
  • Exposição a ruídos intensos;
  • Ouvir música alta frequentemente, principalmente com fones de ouvido;
  • Tampão de cerume nos ouvidos.

Outras Causas Podem Incluir:

  • Uso de medicamentos tóxicos para o ouvido, anti-inflamatórios, quimioterápicos, antibióticos e diuréticos, por exemplo;
  • Inflamações no ouvido, como na labirintite, e nestes casos é comum haver tontura associada;
  • Tumores no cérebro ou no ouvido;
  • AVC;
  • Distúrbios no metabolismo, como alterações da glicemia, colesterol ou pressão alta;
  • Alterações hormonais, como elevação dos hormônios tireoideanos;
  • Alterações na articulação têmporo-manibular (ATM);
  • Causas psicogênicas, como ansiedade e depressão.

Além disso, o Zumbido no Ouvido também pode ser provocado por alterações nas estruturas ao redor dos ouvidos, que incluem situações como espasmos nos músculos do ouvido ou a pulsação de vasos sanguíneos da região, por exemplo.

Diagnosticado do Zumbido no Ouvido:

Seu médico irá examinar seus ouvidos e realizar um teste auditivo para diagnosticar o Zumbido no Ouvido. Um audiologista irá transmitir sons através de um conjunto de fones de ouvido para um ouvido de cada vez. Você responderá visivelmente levantando sua mão ou fazendo um gesto similar quando ouvir cada som.

Seu médico pode ser capaz de diagnosticar a causa do seu Zumbido no Ouvido, comparando o que você pode ouvir com o que as pessoas da sua idade e sexo devem ser capazes de ouvir. Seu médico também pode usar exames de imagem, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética, para verificar se há deformidades ou danos aos ouvidos.

Testes de tomografia computadorizada e ressonância magnética usam raios X e ondas de rádio para criar imagens de seus órgãos internos. Raios-X padrão nem sempre mostram tumores, distúrbios dos vasos sanguíneos ou outras anormalidades que podem afetar sua audição.

Tratamento do Zumbido no Ouvido:

Para tratar o Zumbido no Ouvido é necessário conhecer a causa do zumbido. Algumas vezes, o tratamento é simples, podendo incluir a remoção de cera pelo médico, o uso de antibióticos para tratar a infeção ou uma cirurgia para corrigir defeitos no ouvido, por exemplo.

Entretanto, em alguns casos, o tratamento é demorado e mais complicado, podendo necessitar de um conjunto de terapias que podem ajudar a aliviar os sintomas ou a diminuir a percepção do Zumbido no Ouvido. Algumas das opções incluem:

  • Usar aparelhos auditivos para tratar a perda de audição. Entenda quando é necessário usar aparelhos auditivos e os principais tipos;
  • Terapia de som, com a emissão de ruídos brancos através de aparelhos específicos, que podem ajudar a diminuir a percepção do Zumbido no Ouvido;
  • Uso de ansiolíticos ou antidepressivos para diminuir a ansiedade;
  • Uso de remédios vasodilatadores, como betaístina e pentoxifilina, por exemplo, que podem ajudar a melhorar a circulação sanguínea do ouvido e diminuir o Zumbido no Ouvido;
  • Tratamento doenças que podem estar desencadeando os sintomas, como colesterol alto, diabetes ou hipertensão arterial;
  • Favorecer um sono de qualidade;
  • Manter um hábito de vida saudável e evitar consumo de substancias desencadeantes, como cafeína, álcool, cigarros, café e edulcorantes artificiais, como o aspartano, por exemplo.

Além disso, terapias alternativas como acupuntura, musicoterapia ou técnicas de relaxamento podem ser úteis para diminuir a sensação de Zumbido no Ouvido.

Zumbidos nos Ouvidos

Medicamentos Para Zumbido no Ouvido:

Um Zumbido no Ouvido pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento de Zumbido no Ouvido são:

  • Cinarizina;
  • Clonazepam;
  • Rivotril.

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Prevenção do Zumbido no Ouvido:

Proteja seus ouvidos de ruídos altos para ajudar a prevenir o Zumbido no Ouvido. Fique de olho nos níveis de volume do seu aparelho de televisão, rádio e música pessoal. Use proteção auditiva em torno de ruídos acima de 85 decibéis, que é o nível associado ao ruído médio do tráfego.

Cubra os ouvidos se estiver cercado por música alta ou barulho de construção e a proteção adequada do ouvido, como tampões de ouvido, não estiver disponível. Você também deve evitar medicações que possam causar a repetição dos sintomas do Zumbido no Ouvido, e agendar exames auditivos regulares com o seu médico para detectar prontamente quaisquer problemas com a estrutura do ouvido interno e médio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.