Os 7 Principais Sinais da Ansiedade!

Revisado por

Formado em Medicina pela USP!

Especialista do Dicas de Saúde

Os Principais Sinais da Ansiedade que poucos sabem. Além disso, a Ansiedade podem dizer o quão cansativo e frustrante este distúrbio pode ser. A pior parte é que encontrar uma cura para tal problema não é fácil. As pessoas respondem de forma diferente aos tratamentos.

Por isso, encontrar o que funciona para você é apenas uma questão de tentativa e erro. Até mesmo se alguém se recuperar completamente, superar a Ansiedade pode não acontecer para algumas pessoas.

Sinais da Ansiedade
Sinais da Ansiedade

Apesar de toda a pesquisa e informações disponíveis sobre Ansiedade, os cientistas ficam desconcertados em relação à causa direta da Ansiedade. Como a Ansiedade pode atingir qualquer pessoa a qualquer momento, fizemos uma lista de sintomas comuns a serem observados, para que possa evitar a Ansiedade. Então, confira Os 7 Principais Sinais da Ansiedade:

Dor Muscular: A Ansiedade afeta todo o corpo. Além disso, Uma dessas áreas de desconforto reside nos músculos, pois o estresse pode tornar os músculos mais apertados e as cãibras mais recorrentes.

Pessoas com Ansiedade podem experimentar tensão muscular quase constantemente, e naqueles que viveram com a desordem por um longo período, podem até não perceber mais. O exercício pode manter este sintoma sob controle, mas aqueles com Ansiedade ainda podem sofrer de tensão muscular.

Cabeça: Como a Ansiedade faz com que todo o corpo se aperte, a cabeça não é uma exceção. Pessoas com Ansiedade crônica relatam dores de cabeça frequentes e enxaquecas, pois a tensão causa um acúmulo de cortisol no corpo. Este hormônio do estresse pode causar dor física, pois o corpo se prepara para uma situação em que a sobrevivência está em jogo.

Fadiga: A Ansiedade pode esgotar severamente as reservas de energia do corpo, resultando em fadiga extrema e exaustão. Caso se sinta cansado regularmente apesar de uma boa noite de descanso, você pode estar sofrendo de Ansiedade. Seu corpo pode está usando a maior parte de sua energia mantendo-se vivo e evitando uma situação perigosa, por isso ao acordar você não tem energia.

Desejando Alimentos Açucarados ou Amiláceos: Quando experimentamos altos níveis de estresse ou Ansiedade, queremos consumir o primeiro alimento açucarado ou engordurado que encontramos na frente para estabilizar o corpo. No entanto, isso é ainda mais recorrente naqueles com Ansiedade, já que seu corpo se sentem sob ataque constante. Caso esteja usando alimentos para lidar com as emoções frequentemente, você pode estar sofrendo de distúrbio de Ansiedade escondido.

Questões Digestivas: A Ansiedade crônica tem sido diretamente relacionada à má digestão, incluindo a síndrome do intestino irritável (IBS). Quando o cérebro não está “certo”, o sistema digestivo geralmente também não estar. Na verdade, entre 80 a 90% do neurotransmissor “calmante” do cérebro, a serotonina, é produzida no trato gastrointestinal. O resultado é duplo: má digestão e produção ineficiente de serotonina.

Sinais da Ansiedade
Sinais da Ansiedade

Humor flutuante: Quando nosso cérebro é inundado com pensamentos ansiosos, temos muita paciência para as coisas que exigem nossa atenção. No entanto, isso é obviamente contraproducente – é muito melhor se concentrar em coisas que são construtivas. No entanto, aquelas pessoas com Ansiedade crônica, sua reação é “encaixar” ou “atacar” alguém ou algo que requer atenção.

Insônia: Isso é relativamente óbvio, mas quando o cérebro está disparando rapidamente, pode ser bastante difícil entrar em um estado de relaxamento. Quando o relaxamento é difícil, o sono também é. É comum que alguém com Ansiedade crônica possua “exaustão no corpo”, mas a mente é incansável; em outras palavras, elas estão dispostas a entrar em um sono profundo, mas o cérebro simplesmente não permite.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Osmar da Costa Junior

Sou formado em medicina pela USP no ano de 2012. Atuo na área de estudo e orientação inicial de doentes; Coordenação de exames de saúde regular; Diagnóstico e tratamento de grande parte das doenças de adultos; Acompanhamento e tratamento de doentes crônicos; Orientação de pacientes que apresentam quadros complexos, com patologias raras e múltiplas, juntamente com a participação de outros especialistas, quando for necessário; Integração final de dados clínicos e exames complementares, decorrentes da observação dos pacientes por outro especialista.

Atualmente sou Clinico Geral residente no Hospital Regional de Cotia e Editor no site "Dicas de Saúde" onde tenho participação com comentários, e criação de artigos relacionados a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Síndrome do Túnel – O que é, Causas e Tratamentos

Doença do Legionário

Doença do Legionário – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos