Doenças e Tratamentos

Hiperidrose – o que é, causas, sintomas e tratamentos!

hiperidrose

A hiperidrose é uma doença caracterizada pelo suor excessivo, mesmo quando não está calor ou a pessoa está deitada. Atinge várias partes do corpo. Suas causas podem ter origem genética ou patológica. Pode ser causada por uma gama de problemas. O agente causador mais comum é hereditariedade, mas também pode ser ocasionada por fenômenos como menopausa, doenças cardíacas, ansiedade e diabetes, entre outros.

hiperidrose

Existem dois tipos de hiperidrose:

  • Hiperidrose focal primária: Na hiperidrose focal, ou primária, a transpiração ocorre principalmente nos pés, mãos, rosto, cabeça e axilas. Geralmente, começa na infância. Cerca de 30 a 50 por cento das pessoas com este tipo de hiperidrose têm histórico familiar de transpiração excessiva.
  • Hiperidrose generalizada secundária: Na hiperidrose generalizada, ou secundária, o excesso de suor é causado por uma condição médica ou pelo efeito colateral de certos medicamentos. Ela geralmente começa na idade adulta. Esse tipo de hiperidrose faz com que a pessoa sue por todo o corpo ou apenas uma área específica, inclusive durante o sono.

Sintomas: 

Os sintomas costumam ser:

  • transpiração excessiva há pelo menos seis meses sem motivo aparente;
  • transpiração
  • excessiva pelo menos uma vez por semana;
  • o excesso de suor afeta as atividades diárias (como trabalho, relacionamentos e atividades culturais);
  • histórico familiar de hiperidrose.

Esses sintomas podem indicar que a pessoa possui hiperidrose primária. Se a transpiração excessiva ocorrer em uma área específica, pode ser indício de hiperidrose secundária.

Causas: 

Suar ajuda a manter o corpo frio. Todas as pessoas suam, especialmente em dias em de temperaturas muito altas, após exercícios físicos ou durante uma situação estressante, que deixe a pessoa muito nervosa, com raiva, envergonhada ou com medo.

No entanto, o suor excessivo também pode ocorrer em outras situações. Pessoas com hiperidrose parecem ter glândulas sudoríparas superativas. O suor incontrolável pode levar à sensação de desconforto significativo, tanto físico como emocional.

Quando o suor em excesso afeta as mãos, pés e axilas, é chamado de hiperidrose primária ou focal. A hiperidrose primária afeta de 2% a 3% da população. Ainda assim, menos de 40% dos pacientes com essa condição busca auxílio médico. Na maioria dos casos de hiperidrose primária, nenhuma causa é encontrada, o que leva os médicos a acreditarem que trata-se de um problema hereditário.

Se a sudorese ocorre como resultado de outra condição médica, é chamada hiperidrose secundária. O suor pode ocorrer em todo o corpo ou em apenas uma área. Entre as condições que podem causar hiperidrose secundária estão:

  • Acromegalia;
  • Condições associadas à ansiedade;
  • Câncer;
  • Síndrome carcinoide;
  • Determinados medicamentos e substâncias de abuso;
  • Distúrbios de controle de glicose;
  • Doença cardíaca;
  • Hipertireoidismo;
  • Doença pulmonar;
  • menopausa;
  • Doença de Parkinson;
  • Feocromocitoma;
  • Lesão na medula espinhal;
  • Derrame;
  • Tuberculose ou outras infecções.

Tratamentos: 

Nos próximos artigos vou abordar detalhadamente os tratamentos para hiperidrose, as vantagens e desvantagens de cada um. Abaixo uma breve lista dos possíveis tratamentos. Principais Tratamentos Para Hiperidrose:

Uso de antitranspirantes:

A sudorese excessiva pode ser controlada com antitranspirantes especiais, estes são mais bem fortes que os convencionais.

Medicamentos:

Os remédios para Hiperidrose são as drogas anticolinérgicas que ajudam a impedir a estimulação das glândulas sudoríparas, mas, embora eficazes para alguns pacientes, é pouco receitado. Os efeitos colaterais incluem boca seca, tonturas e problemas com a micção. Os beta-bloqueadores ou benzodiazepínicos pode ajudar a reduzir a transpiração relacionada ao estresse.

Tratamento com iontoforese:

Este procedimento para tratar Hiperidrose usa eletricidade para “desligar” temporariamente a glândula do suor e é mais eficaz para a transpiração das mãos e dos pés. As mãos e os pés são colocados em água e, em seguida, liga-se uma leve corrente elétrica. Esta é gradualmente aumentada até que o paciente sente uma sensação de formigamento. A terapia dura entre 10 e 20 minutos, e requer várias sessões. Os efeitos colaterais, embora raro, incluem bolhas e rachaduras da pele.

Aplicação de toxina botulínica:

A toxina botulínica purificada para tratar Hiperidrose  pode ser injetada nas axilas, nas mãos ou nos pés para bloquear temporariamente os nervos que estimulam o suor.

Cirurgia:

A Simpatectomia torácica endoscópica (STE) pode ser recomendada em casos mais graves, que é minimamente invasiva. Isso é indicado quando outros tratamentos falharam. Este procedimento desliga o sinal que diz ao corpo para suar excessivamente, normalmente realizado em pacientes cujas palmas das mãos suam excessivamente.

hiperidrose o que e

Também pode ser usado para tratar a extrema transpiração do rosto. STE não funciona igualmente bem para quem tem sudorese excessiva nas axilas. A principal complicação é começar a suar em outras áreas do corpo, onde isso não ocorria anteriormente.

Graduada em jornalismo com especialização em Marketing social na UFMG Universidade Federal de Minas Gerais, escreve artigos com conteúdos sobre beleza, saúde e bem estar com noções de SEO e tem a dinâmica e versatilidade na elaboração de artigos.

Deixe um comentário