Covid-19

Variante ômicron: quais são seus sintomas? e transmissão do vírus

variante omicron

A variante ômicron apresenta um grande número de mutações, algumas das quais preocupantes.

Além disso, o número de casos na linhagem B.1.1.529 está aumentando em todas as regiões do brasil e do mundo.

variante omicron
variante omicron

Algumas evidências mostram que essa variante apresenta risco aumentado de reinfecção.

No entanto, os estudos estão em andamento para avaliar o impacto exato na transmissibilidade e mortalidade, entre outros fatores. [1]https://butantan.gov.br/noticias/casos-de-omicron-aumentam-mais-de-1000-e-variante-se-torna-predominante-no-estado-de-sao-paulo-segundo-rede-de-alerta

Além disso, a ômicron é uma variante com 52 mutações, sendo 32 delas na espícula viral (proteína S), fato que causou grande preocupação e rapidamente ocasionou sua classificação como VOC (variante de preocupação) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Sobretudo, segundo a OMS, a Ômicron é considerada variante de preocupação, pois, pode haver evidências ou de aumento da transmissibilidade, doença mais grave.

No entanto, as mutações ocorrem devido as mudanças constantes de um vírus, sendo comum que ocorram com o tempo quando se trata de infecções virais.

Sintomas da variante ômicron?

sintomas da variante omicron
sintomas da variante omicron

A variante ômicron é uma das novas mutações do novo coronavírus (SARS-COV-2), causador da covid-19, ela tem se manifestado em diversas regiões do brasil.

Além disso, os seus sintomas são rouquidão, cansaço, tosse seca, dores musculares, coceira na garganta ou garganta arranhando e febre.

Como surgem as mutações:

como surgem as mutacoes
como surgem as mutacoes

Todos os vírus se modificam com o tempo e, quanto mais chances um vírus tem de se espalhar, mais oportunidades ele tem de se replicar e mudar.

As mutação é um processo natural e evolutivo, ainda mais se o organismo em questão tiver em sua constituição ácido ribonucleico (RNA, o material genético do vírus), como é o caso do SARS-CoV-2.  [2]https://www.ibitinga.sp.gov.br/noticias/saude/covid-19-saiba-como-se-proteger-da-variante-omicron

Formas de prevenção da variante ômicron:

formas de prevencao da variante omicron
formas de prevencao da variante omicron

As formas de prevenção da variante ômicron é com alguns cuidados preventivos que incluem:

– Uso de máscara;
– Lavagem das mãos com frequência;
– Distanciamento social;
– Boa ventilação dos ambientes;
– Vacinação e doses de reforço.

Transmissão da variante ômicron:

transmissao da variante omicron
transmissao da variante omicron

Além disso, as formas de transmissão da ômicron são de forma indireta e direta através de:

– Saliva;
– Espirro;
Tosse;
– Catarro;
– Contato pessoal próximo, principalmente sem o uso de máscaras;
– Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

No entanto, uma outra forma de transmissão é a comunitária ou local é definido quando o contágio entre pessoas ocorre no mesmo território, sem histórico de viagem ou sem que seja possível definir a origem da transmissão.[3]https://saude.rs.gov.br/aumento-nos-casos-confirmam-a-transmissao-comunitaria-da-omicron-no-estado

Referências:

Referências:
1https://butantan.gov.br/noticias/casos-de-omicron-aumentam-mais-de-1000-e-variante-se-torna-predominante-no-estado-de-sao-paulo-segundo-rede-de-alerta
2https://www.ibitinga.sp.gov.br/noticias/saude/covid-19-saiba-como-se-proteger-da-variante-omicron
3https://saude.rs.gov.br/aumento-nos-casos-confirmam-a-transmissao-comunitaria-da-omicron-no-estado

Deixe um comentário