Os 10 Sintomas da Hipocondria que Não Devemos Ignorar

Revisado por

Graduado em Ciências da Nutrição!

Especialista do Dicas de Saúde

Os Sintomas da Hipocondria que Não Devemos Ignorar. Alem disso, essa condição é relativamente conhecida, como o transtorno hipocondríaco, como também é chamada, é uma neurose de doenças. O que ocorre com os indivíduos doentes é uma sensibilidade exacerbada do próprio corpo. Qualquer alteração fisiológica incomoda o hipocondríaco. Ou seja, qualquer coisa que sente, ele liga a alguma doença.

Sintomas da Hipocondria que Não Devemos IgnorarDesejo de realizar muitos exames médicos desnecessários, ficar obcecado com sintomas aparentemente inofensivos, necessidade de ir muita vezes ao médico e preocupação excessiva com a saúde são alguns dos sintomas da hipocondria.

Esta doença, também conhecida como “mania de doença”, é um transtorno psicológico onde existe uma preocupação intensa e obsessiva pela saúde.

É alguma perturbação que leva o indivíduo a se tornar hipocondríaco. O agente causador pode ser desde um trauma ou um susto a outros fatores emocionais como a falta de atenção, a insegurança e a baixa autoestima.

A doença pode acometer pessoas de ambos os sexos e de todas as idades. O hipocondríaco é frequentemente ansioso e depressivo, pois vive preocupado com as terríveis possibilidades que podem acometer seu organismo.

A pessoa que sofre com a condição tende a não se sentir confortável sociabilizando com outras. Um ambiente no qual as coisas não estão sob seu controle incomoda. Para não ficar se preocupando com isto o indivíduo volta a sua atenção para si mesmo. E todas as alterações fisiológicas lhe são mais perceptíveis.

Sintomas da Hipocondria que Não Devemos Ignorar: A Hipocondria pode ser identificada através da presença de diversos sintomas, que Incluem:

  • Necessidade de realizar constantemente auto-exames, fazendo apalpações e analisando sinais e verrugas;
  • Desejo de realizar constantemente exames médicos desnecessários;
  • Medo intenso de ter uma doença grave;
  • Excesso de preocupações com a saúde que acabam prejudicam as relações com amigos e familiares;
  • Monitorizar regularmente os sinais vitais, como pressão arterial e pulsação;
  • Amplo conhecimento medicamentos e de tratamentos médicos;
  • Obsessão por sintomas simples e aparentemente inofensivos;
  • Necessidade de consultar o médico várias vezes por ano;
  • Medo de ter uma doença após ouvir a descrição dos seus sintomas;
  • Dificuldade em aceitar a opinião dos médicos, especialmente se diagnóstico indicar que não existe nenhum problema ou doença;

Conforme mencionamos mais acima, o indivíduo hipocondríaco apresenta algumas características que são comuns. Não é simples diagnosticar uma hipocondria, já que a preocupação com a saúde é algo constante em muitas pessoas. No entanto, o hipocondríaco é exagerado e qualquer alteração fisiológica é muito alarmante para ele.

O hipocondríaco necessita de atenção. Conversar com e explicar o que vem acontecendo é de extrema importância. Não há atualmente um medicamento específico para esta condição, entretanto, antidepressivos podem ser prescritos para ajudar a pessoa a suportar o momento.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Rafael Cardoso

Com mais de 5 anos de experiência, Rafael Almeida é Graduado em Ciências da Nutrição pela Universidade Ceuma desde 2012. Atua em Atendimento Clínico-Nutricional, com foco no bem estar e qualidade de vida do paciente, através da reeducação alimentar e acompanhamento nutricional, com planos alimentares personalizados, de acordo com o objetivo e avaliação clínica individual, comprometido com o sucesso do tratamento de seus pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Tuberculose

Tuberculose – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos!

Flatulência – O que é, Sintomas e Tratamento