Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Labirintite – Causas, Sintomas e Tratamentos

Labirintite – Causas, Sintomas e Tratamentos. Além disso, Labirintite é uma doença do ouvido que afeta o labirinto e suas estruturas responsáveis pela audição (cóclea) e pelo equilíbrio (vestíbulo). As pessoas costumam chamar qualquer distúrbio na região do ouvido interno de labirintite. O termo correto é labirintopatia, sendo labirintite uma delas, conviver com uma sensação constante de vertigem não é nada fácil. A labirintite, é o termo popular usado para definir distúrbios relacionados com equilíbrio e audição, afeta milhões de brasileiros e, embora seja uma doença de difícil controle, ainda pode ser tratada.

Para entender como a labirintite ocorre, é preciso entender como nosso ouvido está ligado ao equilíbrio. A cóclea (ou caracol) é uma estrutura do ouvido que é responsável pela nossa audição e o vestíbulo cuida do equilíbrio. Juntos, a cóclea e vestíbulo formam o labirinto. Se afetadas essas estruturas individual ou separadamente, aparecem sintomas da labirintite, como tontura , desequilíbrio, surdez ou zumbido.

Isso acontece porque, se a cóclea e o vestíbulo não funcionam corretamente, o cérebro recebe informações erradas a respeito da posição do corpo no espaço e pode dar uma sensação de rotação (vertigem), queda (desequilíbrio), empurrão (desvio de marcha), flutuação (falta de firmeza nos passos) ou chiados (zumbido). Então, confira  Labirintite- Causas, Sintomas e Tratamentos.

Causas da Labirintite: As doenças labirínticas podem ter diversas causas e podem inclusive ser um sinal de doenças importantes. Entre as inúmeras causas de problemas labirínticos podemos citar:

  • Doenças como diabetes, hipertensão e reumatismos também é uma causa de labirintite
  • Uso de remédios ototóxicos, como alguns antibióticos e anti-inflamatórios que afetam o ouvido
  • Alterações bruscas da pressão do ouvido, como na decolagem dos aviões
  • Infecções por vírus ou bactérias
  • Alterações do metabolismo orgânico
  • Doenças próprias do ouvido
  • Maus hábitos, como o consumo excessivo de cafeína ou álcool, o tabagismo e até o uso de drogas
  • Traumas sonoros
  • Problemas de coluna cervical e articulação da mandíbula
  • Estresse e outros problemas psicológicos
  • Traumatismos na cabeça

Sintomas de Labirintite: O principal sintoma da labirintite é a vertigem, em que a pessoa sente que tudo ao seu redor está girando. Muitas vezes ela pode vir acompanhada de outros sintomas da labirintite, como:

A fase aguda da doença surge de repente, sem avisos, e costuma durar de minutos ou horas a dias, dependendo da intensidade da crise. Quando desencadeada por gripe ou resfriado, os sintomas da labirintite geralmente demoram cerca de uma a duas semanas para aparecer. Labirintite não causa desmaios, mas a recomendação é que a pessoa evite deitar para não agravar a tontura.

Tratamento da Labirintite: Normalmente, o tratamento é dividido em três fases:

Tratamento dos Sintomas: É feita uma avaliação da tontura. Para isso, são utilizados medicamentos sedativos bem como repouso quando necessário. O tempo de tratamento vai depender da causa da doença e da sensibilidade individual do paciente.

Tratamento da Causa: É a investigação do que ocasionou os problemas da labirintite. São analisados fatores de risco: metabólicos, infecciosos, reumáticos e anatômicos. Depois de um exame clínico, onde o médico procura encontrar possíveis causas do problema, podem ser necessários exames de audição e equilíbrio, de sangue e radiológicos.

Reabilitação do Labirinto: A reabilitação é o tratamento fisioterápico da labirintite para tontura , que pode ser utilizado com ou sem uso de medicamentos. Quando a origem da tontura é de difícil controle, como no caso da aterosclerose no idoso, a reabilitação oferece bons resultados em 80% dos casos.Prevenção da Labirintite: Sim, com alguns cuidados básicos é possível se manter distante do problema da labirintite. Confira algumas dicas:

Vida Saudável : Evite maus hábitos como o cigarro, o álcool e o excesso de cafeína, que podem influenciar negativamente na tontura e no zumbido.

Faça Exercícios Físicos: Eles melhoram os níveis de colesterol e triglicérides no sangue, diminuem o risco de doenças cardíacas, previnem a obesidade e fortalece a musculatura. Entre as opções mais recomendadas para tratamento da labirintite é a caminhada.

Cuide da Alimentação: Procure se alimentar a cada três horas, evite o excesso de sal e açúcar não são recomendados. Abuse das frutas, legumes, leite e verduras. Tome dois litros de água por dia. E evite o estresse, que piora qualquer condição orgânica.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.