Alimentos Saudáveis

Kombu: Benefícios, Para Que Serve e Efeitos Colaterais!

Kombu: Benefícios, Para Que Serve e Efeitos Colaterais!

Revisado por

Nutrição e Educação Física pela UFT

Especialista do Dicas de Saúde

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar... Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar...
Kombu: Benefícios, Para Que Serve e Efeitos Colaterais!
4.8 (96%) 225 votos

Kombu: Benefícios, Para Que Serve e Efeitos Colaterais que você talvez desconheça. Além disso, não é segredo que a maioria dos brasileiros ingere alimentos poucos saudáveis, o que talvez seja a principal razão pela qual ocorre muitos problemas de saúde. De fato, em comparação com o Japão, os brasileiros possuem maior probabilidade de desenvolver doenças cardíacas e câncer. Porém, se mudarmos o jeito como comemos, talvez tenhamos chances de reverter essa tendência e o Kombu é um bom item para começar.

O Kombu é uma alga marinha comestível presente nas florestas marinhas, também popular como florestas de kelp. Essas florestas são muito benéficas ao dar um ecossistema importante para os organismos que vivem entre a superfície do oceano e o fundo do mar.

KombuComo tal, as algas absorvem uma vasta gama de nutrientes, tornando-se um alimento promotor da saúde. Isso mesmo, a alga é o novo superalimento – então vamos saber quais são as capacidades incríveis que o Kombu possui.

História de Kombu e Fatos Interessantes:

Foi relatado que é até um pouco difícil encontrar informações históricas sobre algas marinhas, porque elas se decompõem rapidamente – porém, algumas evidências apontam para as algas wakame, encontradas nas ruínas do período Jomon. Esta informação e documentos que remonta a mais de 10.000 a.C., tem sido pesquisados devido a possibilidade de que o Kombu tenha sido comido por volta dessa época também.

A alga marinha foi oferecida como uma homenagem ao Tribunal de Yamato, entre outros, mas foi durante o Período Muromachi que uma nova técnica de secagem foi encontrada, permitindo que o Kombu fosse armazenado por alguns dias ou mais. Isso deu lugar à exportação desta alga como um produto. Ela também é um alimento básico de Okinawa, que difere da cozinha japonesa continental.

A palavra “Kombu” apareceu pela primeira vez em uma publicação em inglês no ano de 1867. Demorou algum tempo até que o Kombu seco fosse exportado do Japão, acontecendo na década de 1960. Lojas de comida asiática e restaurantes foram os primeiros a oferecê-lo – porém, agora pode ser encontrado em alguns supermercados, lojas de alimentos saudáveis ​​e lojas especializadas.

É bem sabido que os japoneses têm uma expectativa de vida longa, em parte devido à baixa taxa de alguns tipos de câncer. Isso é atribuído ao alto consumo de iodo das algas marinhas.

Valor Nutricional do Kombu:

Um meio pedaço de Kombu seco (três gramas) contém cerca de:

  • 1 grama de fibra;
  • 5 calorias;
  • 1 grama de carboidratos;
  • 20 miligramas de cálcio (2% do VD).

Além disso, cinco gramas da maioria das verduras contêm cerca de:

Benefícios do Kombu para Saúde

Pode Ajuda a Prevenir o Câncer:

As algas marinhas podem oferecer benefícios de prevenção ao câncer. Sabemos que a inflamação e o estresse oxidativo crônico são fatores que desencadeiam o desenvolvimento do câncer e, como o Kombu e outros vegetais do mar são populares por oferecer benefícios anti-inflamatórios, os estudiosos estão examinando verduras do mar como alimentos que combatem o câncer.

Além disso, o consumo de vegetais do mar pode afetar o ciclo menstrual normal de uma mulher, afetando a secreção cumulativa total de estrogênio que acontece durante um alto período de tempo. O acumulo de estrogênio pode fazer com que  as mulheres tenham um alto risco de câncer de mama, mas o Kombu pode oferecer alguns benefícios. São necessários níveis eficientes ​​de colesterol para produção de estrogênio, e o Kombu pode ser a escolha perfeita para manter os níveis de colesterol sob controle.

Melhora a Digestão e Reduz os Gáses:

O Kombu possui certos aminoácidos que podem ajudar na quebra dos amidos pesados ​​encontrados em alimentos como o feijão. Isso permite que sejam digeridos muito mais facilmente. O ácido glutâmico encontrado nesta alga fornece seu sabor agradavelmente saboroso, enquanto a fibra ajuda a digestão.

O Kombu também é capaz de minimizar os efeitos de produção de gás que os grãos podem ter. Para aqueles que lutam contra o gás intestinal, muitas vezes é devido a falta de enzimas necessárias para quebrar os açúcares rafinose que são encontrados nos grãos. As bactérias no intestino amam esses açúcares, liberando hidrogênio e dióxido de carbono e, portanto, gás e eliminando o estômago inchado também. Kombu contém as enzimas digestivas que podem oferecer uma experiência mais agradável ao consumir leguminosas.

Auxilia no Combate à Anemia:

O ferro tem um papel importante no desempenho do corpo devido ao seu papel na produção de hemoglobina, que é o que transporta oxigênio através do sangue, além de fornecer células saudáveis, pele, unhas e cabelos. Apesar disso, a alga marinha que estamos falando pode ser capaz de fornecer a quantidade de ferro necessária para manter uma boa saúde.

Para quem não sabe, a anemia é provocada por uma deficiência de ferro e é bastante comum ocorrendo devido à falta de glóbulos vermelhos saudáveis. O componente ausente faz com que o corpo não tenha produção de hemoglobina. Esses glóbulos vermelhos têm a capacidade de levar oxigênio para os tecidos de todo o corpo, removendo o dióxido de carbono.

Como Usar o Kombu:

O Kombu é geralmente encontrada em tiras, quadrados ou círculos. Essas peças também são populares como kiri. Esta alga pode ser encontrada como um pó fino chamado Saimatsu.

Você pode estar se perguntando se existe uma relação entre kombucha e Kombu, e de fato existe, mais ou menos. Este pó fino pode fazer um chá – entretanto, é provável que a associação esteja mais ligada ao SCOBY, ou bactéria semelhante a cogumelo, usada para fazer kombucha e sua semelhança com algas marinhas flutuantes. Doshi Kombu é uma forma de caldo usado para sopas, e existe até uma forma usada como fertilizante.

Para se cozinhar, você pode acrescentar uma tira de três a quatro polegadas em feijões enquanto cozinha ou adicione em suas receitas de sopa. É um vegetal marinho comestível, portanto, quando o processo de cozimento estiver feito, retire o Kombu, corte em pequenos pedaços e ponha de volta na panela.

Caso deseje acrescentar em feijões pré-cozidos ou latas de sopa, deixe de molho entre 18 a 23 minutos, depois, inclua as algas e a água na panela para conseguir todos os minerais. É melhor comprar a alga marinha orgânica para evitar resíduos químicos.

Receitas de Kombu:

Você pode fazer um delicioso caldo com Kombu que pode ser acrescentado em quase tudo, de sopas à feijões e muito mais. Esta receita é muito simples, confira:

INGREDIENTES:

  • 4 a 6 xícaras de água;
  • Pedaço de 6 polegadas de Kombu seco.

MODO DE PREPARO:

  • Em uma panela no fogo, faça um mix de 4 a 6 xícaras de água e um pedaço de Kombu seco de 6 polegadas;
  • Deixe o Kombu de molho por cerca de 14 a 19 minutos e coloque em fogo médio, destampado;
  • Tire o Kombu da panela e guarde para usar no outro prato;
  • Você pode utilziar o Kombu mais uma ou duas vezes antes de descartar. Para reutilizar, adicione sopa ou feijão ou repita esse processo.

Efeitos Colaterais Sobre o Kombu:

Como observado, se você sofre de problemas de tireoide ou está tomando medicação de potássio, por favor, tenha cautela extra consultando um médico. Todas as algas possui iodo, e com alto teor de iodo da Kombu, isso pode resultar em um consumo diário de cerca de 240 vezes mais do que o deveria.

Isso superaria em muito o “limite superior tolerável mais alto em 800%”. Esses altos níveis podem suprimir a função da tireoide e, com o tempo, causar bócio. Alguns podem até experimentar toxicidade, dependendo da quantidade consumida e caso tenha problemas subjacentes.

Pensamentos Finais em Kombu:

Kombu é uma alga marinha comestível presente em florestas marinhas que demonstrou melhorar a digestão, prevenir o câncer, reduzir o gás, prevenir a anemia, combater a artrite e melhorar a função da tireoide. Ele pode ser uma adição deliciosa em sopas, ensopados e muito mais, ao mesmo tempo em que oferece uma boa quantidade de nutrientes, já que é cheio de minerais úteis.

0/5 (0 Reviews)

Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.