Nutriente

Inositol – benefícios, para que serve e como usar!

inositol

O Inositol pode ser resumido como uma espécie de pseudovitamina derivada do complexo B. Esse nome surge da ideia de que o composto é essencial para o corpo humano, porém, sua falta não é vital como acontece com as demais.

Embora hajam pessoas que sofram com sua deficiência, o inositol é produzido também no corpo humano. Quando ele não é suficiente, a suplementação pode ser necessária. E é aí que entram as cápsulas vendidas online ou em farmácias. Este artigo analisa detalhadamente os benefícios, as dosagens recomendadas e os possíveis efeitos colaterais.

inositol
inositol

Como funciona?

O inositol é um composto derivado do metabolismo da glicose que faz parte do grupo das vitaminas B, que pode ser encontrado em diversas alimentos como melão, gérmen de trigo ou passas, raízes ou levedo de cerveja. Além disso, a suplementação também tem vindo a ser utilizada para aumentar as chances de gravidez em mulheres com ovários policísticos.

Benefícios do inositol para saúde:

O inositol tem sido estudado como uma opção de tratamento potencial para muitas condições. Além dos já mencionados, a pesquisa sugere e pode ser útil nas seguintes condições:

  • Síndrome do desconforto respiratório: em prematuros, ele parece ser útil para tratar problemas respiratórios de pulmões subdesenvolvidos.
  • Diabetes tipo 2: Um estudo preliminar sugere que o ácido fólico tomados diariamente por 6 meses podem ajudar no controle do açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2.
  • Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC): Um pequeno estudo sugere que 18 gramas ingeridos diariamente por seis semanas podem reduzir os sintomas do TOC.

O inositol é uma opção de tratamento potencial para prematuros com síndrome do desconforto respiratório. Pode também ajudar no controle do açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2 e pode reduzir os sintomas do transtorno obsessivo-compulsivo.

Dosagens recomendadas:

Existem duas formas principais de inositol utilizadas em suplementos, nomeadamente o myo-inositol (MYO) e o D-chiro-inositol (DCI). Além disso, embora não haja consenso oficial sobre o tipo e a dosagem mais eficazes, os seguintes estudos parecem ser eficazes em estudos de pesquisa:

  • Condições de saúde mental: 12 a 18 gramas de MYO uma vez ao dia por 4 a 6 semanas.
  • Para síndrome do ovário policístico: 1,2 gramas de DCI uma vez ao dia, ou 2 gramas de MYO e 200 mcg de ácido fólico duas vezes ao dia por 6 meses.
  • Síndrome metabólica: 2 gramas de MYO duas vezes ao dia por um ano.
  • Controle de açúcar no sangue em diabetes gestacional: 2 gramas de MYO e 400 mcg de ácido fólico duas vezes ao dia durante a gravidez.
  • Controle de açúcar no sangue no diabetes tipo 2: 1 grama de DCI e 400 mcg de ácido fólico uma vez ao dia por 6 meses.

Embora essas doses de inositol pareçam ser úteis para determinadas condições a curto prazo, mais pesquisas são necessárias para determinar se elas são seguras e eficazes por períodos mais longos.

Efeitos colaterais:

Nas indicações para utilização do suplemento não são referidos efeitos colaterais, porém se tiver algum desconforto ou sintoma após tomar o suplemento deve falar com o seu médico.

Contraindicações:

Além disso, o inositol esta contraindicado para pacientes que possam ter alergia a algum dos componentes da fórmula.

Gostou do post? Avalie!
[Total: 0 votos: ]

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.

Deixe um comentário