Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças Saúde Saúde dos Olhos Sintomas

Glaucoma – O que é, Causas e Tratamentos

Glaucoma – O que é, Causas e Tratamentos
Gostou do post? Avalie!

Glaucoma – O que é, Causas e Tratamentos que muitos desconhecem. Além disso, o Glaucoma é uma doença que acomete os olhos, ocorrendo principalmente quando há um aumento da pressão intraocular, chegando a lesionar o nervo ótico e provocar problemas de visão. O Glaucoma é a segunda principal causa de cegueira, por trás das quedas, uma consequência que poderiam ser evitados em 95 por cento dos casos com o diagnóstico precoce.

Na maior parte das vezes, o Glaucoma é causado pela hipertensão intraocular ocasionada por uma dificuldade de escoamento do humor aquoso, embora também possam existir outros fatores. O humor aquoso é produzido no corpo ciliar do olho, preenche a câmara anterior do olho e é drenado finalmente para o sistema venoso. Isso é feito mediante um gradiente de pressão intraocular, se essa pressão intraocular se tornar elevada, pode sobrevir o glaucoma.

Tipos de Glaucoma:

Glaucoma de Ângulo Aberto: também conhecido como glaucoma crônico, esse tipo é o mais comum, representando cerca de 80% dos casos e atingindo pessoas a partir dos 40 anos de idade.
Esse tipo de glaucoma se caracteriza por ter desenvolvimento lento, danificando o nervo ótico aos poucos. Por isso, é assintomático e não gera danos graves em curto prazo;

Glaucoma de Ângulo Fechado: O Glaucoma de Ângulo Fechado também é chamado de glaucoma agudo. Essa variação se diferencia por surgir de forma súbita e inesperada, causando danos graves imediatamente;

Glaucoma Secundário: O Glaucoma Secundário é desenvolvido por fatores externos, como uso de medicamentos corticoides, traumas, cirurgias oculares e diabetes;

Glaucoma Congênito: O Glaucoma Congênito como o próprio nome indica, esse é um tipo hereditário, ou seja, a criança nasce com a doença. Esses casos são mais raros e corrigidos com cirurgia, na maioria das vezes.

Causas do Glaucoma: As causas do Glaucoma, embora ele pode afetar vários membros de uma família são desconhecidos. Então se você tem uma história familiar, que é aconselhável para ir para o oftalmologista regularmente. Em qualquer caso, ele é recomendado revisar pelo menos a cada dois anos, porque a detecção do Glaucoma é muito simples.

Fatores de risco: Alguns fatores de risco que podem contribuir para o desenvolvimento de Glaucoma que pode levar a cegueira, se não tratados. Confira:

  • Pressão intraocular elevada;
  • Idade acima dos 60 anos ou acima dos 40 anos, para o caso de Glaucoma agudo;
  • Afro americanos são mais propensos a desenvolver Glaucoma do que pessoas caucasianas, principalmente os acima dos 40 anos de idade;
  • Histórico familiar de glaucoma pode elevar as chances de um indivíduo desenvolver o Glaucoma também;
  • Diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e hipertireoidismo também podem levar ao Glaucoma;
  • Doenças no olho, como alguns tumores, descolamento de retina e inflamações, aumentam o risco de Glaucoma;
  • Fazer uso por muito tempo de medicamentos à base de corticosteroides.

Sintomas de Glaucoma: Os sintomas de Glaucoma costumam variar de acordo com o tipo da doença. Confira:

Glaucoma de Ângulo Aberto: Muitas pessoas NÃO apresentam sintomas até o início da perda da visão.

  • A perda gradual da visão periférica lateral, também denominada visão tubular.

Glaucoma de Ângulo Fechado: Os sintomas do Glaucoma de Ângulo Fechado podem ser intermitentes no início ou piorarem prontamente

  • Dor grave e súbita em um olho
  • Visão diminuída ou embaçada
  • Náusea e vômito
  • Olhos vermelhos
  • Olhos de aparência inchada.
  • Glaucoma congênito

Os sintomas do Glaucoma costumam ser notados quando a criança tem alguns meses de vida:

  • Nebulosidade na parte frontal do olho
  • Aumento de um olho ou de ambos os olhos
  • Olho vermelho
  • Sensibilidade à luz
  • Lacrimação.

Tratamento de Glaucoma: Apesar da pressão intraocular elevada não ser a única causa do Glaucoma, até o momento diminuí-la é o principal tratamento. A pressão intraocular pode ser diminuída com medicamentos, em geral, colírios.

Caso essa pressão não diminua com o uso de medicamentos, um procedimento cirúrgico poderá ser indicado para o tratamento do Glaucoma, tanto a cirurgia a laser quanto a tradicional.

Prevenir o Glaucoma: Como o Glaucoma pode passar despercebida durante as suas fases iniciais, são submetidos a avaliações periódicas com a medição da pressão intraocular, é o meio mais eficaz para detectar e deter o avanço do Glaucoma.

A correção usual é especialmente recomendado a partir de 45 anos de idade a partir do qual a doença é mais prevalente.

Obs: Se houver suspeita de Glaucoma, não espere por sinais visíveis de problemas nos olhos.

Este artigo foi útil?
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.