Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Dor Crônica – O que é, Sintomas e Tratamentos

Dor Crônica – O que é, Sintomas e Tratamentos desta condição dolorosa. Além disso, a Dor Crônica é definida como a dor que dura pelo menos 12 semanas. A dor pode ser afiada ou aborrecida, causando uma sensação de queimação ou dor nas áreas afetadas. Pode ser constante ou intermitente, indo e vindo sem nenhum motivo aparente. Dor Crônica pode ocorrer em quase qualquer parte do seu corpo. A dor pode se sentir diferente nas várias áreas afetadas.

Todos já experimentam dores ocasionais. Na verdade, a dor súbita é uma reação importante do sistema nervoso que ajuda a alertá-lo para possíveis lesões. Quando ocorre uma lesão, os sinais de dor viajam da área lesada até a medula espinhal e para o seu cérebro.

A dor geralmente se torna menos grave à medida que a ferida cura. No entanto, a Dor Crônica é diferente da dor típica. Com Dor Crônica, seu corpo continua a enviar sinais de dor ao seu cérebro, mesmo depois de uma lesão se curar. Isso pode durar várias semanas até anos. A Dor Crônica pode limitar sua mobilidade e reduzir sua flexibilidade, força e resistência. Isso pode dificultar a realização de tarefas e atividades diárias.

Causas da Dor Crônica: A Dor Crônica geralmente é causada por uma lesão inicial, como um entorse traseiro ou músculo puxado. Acredita-se que a Dor Crônica se desenvolve depois que os nervos se danificam. O dano do nervo torna a dor mais intensa e duradoura. Nestes casos, o tratamento da lesão subjacente pode não resolver a Dor Crônica.

Em alguns casos, no entanto, as pessoas experimentam Dor Crônica sem qualquer lesão anterior. As causas exatas da Dor Crônica sem lesão não são bem compreendidas. A dor às vezes pode resultar de uma condição de saúde subjacente, como:

  • Síndrome de Fadiga Crônica: caracterizada por cansaço extremo e prolongado que muitas vezes é acompanhado por dor
  • Endometriose: um distúrbio doloroso que ocorre quando o revestimento uterino cresce fora do útero;
  • Fibromialgia: dor generalizada nos ossos e músculos;
  • Doença Inflamatória Intestinal: um grupo de condições que causa inflamação dolorosa e crônica no trato digestivo;
  • Cistite Intersticial: uma doença crônica marcada pela pressão e dor da bexiga;
  • Disfunção da Articulação Temporomandibular: uma condição que causa um clique doloroso, estalando ou bloqueando a mandíbula;
  • Vulvodinia: dor de vulva crônica que ocorre sem causa óbvia.

Sintomas da Dor Crônica: A Dor Crônica é geralmente descrita como uma dor persistente por pelo menos três meses. Outros critérios apontam um mínimo de 6 meses de dor para considerá-la como crônica. Há também um critério mais flexível, que a descreve como uma dor que se estende para além do período esperado para a cura. É muito difícil precisarmos exatamente em que ponto uma dor aguda se transforma em crônica. Isto costuma variar muito em cada caso.

Costuma-se dividir a Dor Crônica em dois tipos, de forma mais geral: a dor nociceptiva, ligada a uma lesão no tecido, e a dor neuropática, que se relaciona a alguma lesão nos nervos. Em muitos casos, não há uma explicação clara sobre os motivos da dor ainda persistir. As pessoas costumam associar a dor como um sinal de que há alguma doença no corpo. Muitas vezes, ainda fazem a comparação da intensidade da dor com a gravidade da doença. Na Dor Crônica, esta relação não acontece dessa forma. Dores muito intensas podem nem estar relacionadas a nenhuma doença específica.

Fatores de Risco da Dor Crônica: A Dor Crônica pode afetar pessoas de todas as idades, mas é mais comum em adultos mais velhos. Além da idade, outros fatores que podem aumentar seu

risco de desenvolver Dor Crônica incluem:

  • Ter uma lesão
  • Ter feito cirurgia
  • Ser mulher
  • Estar com excesso de peso ou obesidade

Tratamentos da Dor Crônica: O principal objetivo do tratamento é reduzir a dor e aumentar a mobilidade. Isso ajuda você a retornar às suas atividades diárias sem desconforto. A gravidade e a freqüência da Dor Crônica podem diferir entre os indivíduos. Então, os médicos criam planos de gerenciamento de dor específicos para cada pessoa.
Seu plano de gerenciamento de dor dependerá de seus sintomas e quaisquer condições de saúde subjacentes. Tratamentos médicos, remédios de estilo de vida, ou uma combinação desses métodos podem ser usados ​​para tratar sua Dor Crônica.

Medicamentos Para dor Crônica: Existem vários tipos de medicamentos disponíveis para ajudar a tratar a Dor Crônica. Aqui estão alguns exemplos:

  • Analgésicos sem receita, incluindo acetaminofeno (Tylenol) ou antiinflamatórios não esteróides (AINEs), como aspirina (Bufferin) ou ibuprofeno (Advil).
  • Analgésicos opióides, incluindo a morfina (MS Contin), codeína e hidrocodona (Tussigon)
  • Analgésicos adjuvantes, como antidepressivos e anticonvulsivantes

Procedimentos Médicos Para Dor Crônica: Certos procedimentos médicos também podem proporcionar alívio da Dor Crônica. Um exemplo de alguns são:

  • Estimulação elétrica, o que reduz a dor ao enviar choques elétricos suaves em seus músculos;
  • Bloqueio do nervo, que é uma injeção que impede os nervos de enviar sinais de dor ao seu cérebro;
  • Acupuntura, que envolve picar ligeiramente sua pele com agulhas para aliviar a dor;
  • cirurgia, que corrige lesões que podem ter cicatrizado indevidamente e que podem estar contribuindo para a dor;

Remédios Diários Para Dor Crônica: Além disso, vários remédios de estilo de vida estão disponíveis para ajudar a aliviar a Dor Crônica. Exemplos incluem:

  • Fisioterapia
  • Tai chi
  • Ioga
  • Arte e terapia musical
  • Terapia de animais de estimação
  • Psicoterapia
  • Massagem
  • Meditação

Como Lidar com a Dor Crônica: Não há uma cura para a Dor Crônica, mas a condição pode ser gerenciada com sucesso. É importante manter o seu plano de manejo da dor para ajudar a aliviar os sintomas.

A dor física está relacionada à dor emocional, então a Dor Crônica pode aumentar seus níveis de estresse. Construir habilidades emocionais pode ajudá-lo a lidar com qualquer estresse relacionado à sua condição. Aqui estão alguns passos que você pode tomar para reduzir o estresse:

  • Cuide Bem do seu Corpo: Comer bem, dormir o suficiente e exercitar regularmente pode manter seu corpo saudável e reduzir os sentimentos de estresse.
  • Continue Participando de suas Atividades Diárias: você pode aumentar seu humor e diminuir o estresse, participando de atividades que você gosta e socialize com amigos. A Dor Crônica pode dificultar o desempenho de certas tarefas. Mas isolar-se pode dar-lhe uma visão mais negativa sobre a sua condição e aumentar a sua sensibilidade à dor.
  • Procure Apoio: amigos, família e grupos de apoio podem ajudá-lo e oferecer conforto durante momentos difíceis. Se você está tendo problemas com as tarefas diárias ou simplesmente está precisando de um impulso emocional, um amigo próximo ou amado pode fornecer o suporte que você precisa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.