Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde

Corrimento Branco – O que é? Causas e Tratamento

Corrimento Branco – O que é? Causas e Tratamento dessa condição. Além disso, o Corrimento Branco e espesso, tipo leite coalhado geralmente é acompanhado de outros sintomas como coceira, vermelhidão e sensação de queimação na região da vulva e da vagina. É comum as mulheres em idade reprodutiva terem um pequeno corrimento vaginal, o que é chamado de corrimento vaginal fisiológico.

Corrimento Branco

Ele é formado pela combinação de células mortas da vagina, bactérias naturais da flora vaginal e secreção de muco. Sua função é umedecer, lubrificar e manter a vagina limpa, dificultando o surgimento de infecções.

A diferença entre um corrimento normal e um infeccioso está no volume, na cor e no cheiro. Por isso, quando o corrimento é branco, amarelo ou verde, em grande volume e com cheiro forte, pode indicar diferentes tipos de infecções.

O Corrimento Branco infeccioso pode ser causado por um fungo, bactéria ou protozoário. O mais comum é ele ser provocado pela candidíase, uma inflamação causada pelo fungo Candida albicans, ou por uma vaginose bacteriana, causada pelo excesso de bactérias, principalmente a Gardnerella vaginalis e a Gardnerella mobiluncos.

Ambas as infecções, além de apresentarem um Corrimento Branco, de aspecto leitoso ou pastoso, causam coceira e ardor ao urinar. No caso da candidíase, ela é mais comum no verão, quando as pessoas costumam ficar muito tempo usando roupas de banho úmidas, o que facilita a proliferação dos fungos.

Já a vaginose bacteriana é mais perceptível nos momentos em que o pH da vagina se torna mais alcalino, como após a menstruação e a relação sexual. Nenhuma das duas condições têm relação com as infecções sexualmente transmissíveis.

Entre os fatores mais comuns que provocam o desequilíbrio da vagina e podem aumentar o risco de infecção estão o uso de antibióticos, anticoncepcionais orais, duchas vaginais, estresse, roupa íntima sintética, roupas apertadas, gravidez, relação sexual sem proteção, entre outros. O diagnóstico é feito por meio de exame clínico ginecológico, de laboratório e pelo Papanicolau.

O que é Corrimento Branco:

Corrimento vaginal é uma parte normal do ciclo menstrual e mudança de cor e consistência ao longo do mês. No entanto, alguns tipos de corrimento indicam uma condição subjacente.
Muitas mulheres apresentam secreção espessa e branca antes de um período. Isso é considerado saudável, a menos que a descarga seja irregular ou acompanhada por um odor forte.

Causas do Corrimento Branco:

O Corrimento Branco tipo leite coalhado quando acompanhado de outros sintomas como coceira, vermelhidão e sensação de queimação na região da vulva e vagina pode ter diferentes causas, que incluem:

Candidíase Vaginal:

A candidíase vaginal é uma infecção muito comum na mulher que surge devido ao desenvolvimento do fungo candida albicans, que além do corrimento de cor branca causa também coceira na região genital, ardor ao urinar, dor durante o contato íntimo e vermelhidão na região íntima.

Como tratar: Geralmente, o tratamento é feito com o uso de remédios antifúngicos, em comprimidos, pomada ou comprimidos vaginais, como Gino-canesten, Gyno-Dartarin ou Fluconazol, por exemplo. O tratamento pode durar entre 3 a 7 dias e deve ser recomendado pelo ginecologista.

Vaginose Bacteriana:

A Vaginose bacteriana é uma alteração na flora vaginal normal, onde existe um maior desenvolvimento da bactéria Gardnerella vaginalis, que pode causar corrimento de cor branca, cinza ou amarela, cheiro desagradável semelhante a cheiro de peixe podre, coceira e ardência na região genital.

Como tratar: Geralmente, o tratamento é feito recorrendo ao uso de antibióticos como o metronidazol, que devem ser prescritos pelo ginecologista. Além disso, durante o período de recuperação, é recomendado o uso de preservativo.

Tratamento do Corrimento Branco:

O tratamento do Corrimento Branco geralmente é feito com remédios antifúngicos como o Fluconazol, que podem ser tomados na forma de comprimidos ou aplicados sobre a região a tratar na forma de pomada. Para evitar o surgimento de infecções vaginais como candidíase ou de alterações na flora vaginal, existem alguns hábitos de higiene muito importantes, que incluem:

  • Evitar ficar com a roupa íntima úmida ou molhada;
  • Não usar calcinhas de material sintético, optando pelas peças de algodão;
  • Usar roupas leves e evitar as calças jeans e shorts muito apertados;
  • Evitar os alimentos doces e os ricos em carboidratos, pois diminuem a imunidade potenciando o surgimento de infecções;
  • Não usar as duchas vaginais diretamente sobre a região genital e lavar a região externa da vagina usando um sabonete íntimo;
  • Dormir sem calcinha;
  • Depois de evacuar, limpar sempre no sentido da frente para trás, para evitar que as bactérias fecais entrem na vagina e provoquem infecções.

Além disso, os lenços umedecidos perfumados ou o papel higiênico com perfume também podem prejudicar a saúde íntima da mulher, potenciando o surgimento de infecções.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.