Acromegalia – Causas, Sintomas e Tratamentos

Revisado por

Drª. Valeria Carneiro Graduada em Ginecologia e Obstetrícia!

Especialista do Dicas de Saúde

Acromegalia – Causas, Sintomas e Tratamentos. Além disso, Acromegalia é uma alteração hormonal que acontece quando a glândula hipófise libera excesso de hormônio de crescimento, durante a vida adulta de uma pessoa, fazendo com que mãos , pés e outras partes do corpo aumentem de tamanho. A acromegalia também pode ser suspeitada em pessoas com pólipos de intestino que não tenham histórico de pólipos na família, ou ainda em pacientes diabéticos com as características físicas da doença, como mãos e pés grandes.

AcromegaliaOutros sinais que levam o paciente a buscar ajuda médica são as alterações de tamanho dos pés , o que faz com que a pessoa compre sapatos maiores e perca anéis por não caberem mais nos dedos. Então, confira Acromegalia-  Causas, Sintomas e Tratamentos.

Causas da Acromegalia: A glândula hipófise tem a propriedade de produzir diversos hormônios, como os hormônios que controlam o eixo reprodutivo no homem e na mulher – LH e FSH, hormônio luteinizante e folículo estimulante, respectivamente. Produz também o hormônio que controla o funcionamento da tireoide – o TSH – hormônio tireoestimulante. Além desses e de outros hormônios, a hipófise produz o GH, que é o hormônio de crescimento. A causa mais comum de acromegalia é o desenvolvimento de um tumor benigno na hipófise chamado de Adenoma. O crescimento deste tumor é lento e portanto o diagnóstico de acromegalia pode demorar muitos anos para ser feito.

Menos comumente, a acromegalia pode surgir quando tumores em outras regiões do corpo produzem o hormônio  de crescimento, como tumores no pulmão, na suprarrenal ou no pâncreas. E ainda, tumores em outra região podem produzir um hormônio chamado GH-RH, que vai estimular a hipófise a produzir GH, este bem mais raro de acontecer.

Sintomas de Acromegalia: Os sintomas de acromegalia se devem ao excesso do hormônio de crescimento. Mas também se devem ao excesso de um hormônio chamado IGF-1, que é produzido pelo fígado ao ser estimulado pelo GH. O hormônio de crescimento em excesso leva ao:

  • Crescimento de mãos e pés
  • Crescimento de áreas de cartilagem, como orelhas e nariz
  • Crescimento do queixo e da língua, e maior espaçamento entre os dentes
  • Rouquidão
  • Dor de cabeça e alterações na visão
  • Dores nas articulações
  • Dormência em mãos , decorrente da síndrome do túnel do carpo

Sintomas Menos Comuns da Acromegalia:

  • Ganho de peso indesejado
  • Crescimento de pelos
  • Pólipos no intestino.

Diagnóstico de Acromegalia: O diagnóstico de acromegalia é feito pela dosagem do hormônio de crescimento aumentada no sangue (GH) ou pela dosagem de IGF-1 aumentada também. No entanto, para confirmar o diagnóstico são feitos testes com a dosagem do hormônio de crescimento após a pessoa ingerir uma quantidade pré-determinada de açúcar. Este teste é chamado de teste de supressão de GH, pois o normal é que ao se ingerir açúcar o nível do hormônio de crescimento fique muito baixo, se a pessoa estiver com acromegalia, os níveis de GH permanecerão altos.

Os exames de imagem são essenciais para investigar qual a causa da acromegalia, se é um tumor na hipófise, ou se há algum tumor em outra região do corpo. O primeiro exame de imagem na suspeita de acromegalia é a ressonância nuclear magnética de sela túrcica- que é o local do crânio que se localiza a hipófise. Em caso da hipófise ser normal, o médico pode solicitar exame de imagem em outras regiões do corpo. Os exames para acompanhamento de acromegalia são a ressonância nuclear magnética de sela túrcica e as dosagens hormonais de GH e IGF-1.

Tratamento para Acromegalia: O tratamento  para acromegalia pode ser feito utilizando a bromoergocriptina, o octreotida e mais recentemente antagonista de receptor de GH (pegvisomant). O tratamento cirúrgico também deve ser considerado, caso não haja melhora por meio do tratamento medicamentoso. Após a cirurgia, o tratamento radioterápico  para acromegalia deve ser avaliado.

0/5 (0 Reviews)
Revisão Geral pela Dra. Ana Karolynne Gonçalves - (no G+)

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

INFORMAÇÃO DO AUTOR: Valéria Carneiro

Drª. Valeria Carneiro Graduada na Universidade Federal de Minas Gerais em Medicina Especializada em Ginecologia e Obstetrícia, Pós Graduada no Departamento de Ginecologia na UNIFESP/ EPM a 2 anos, Experiencia clinica em patologias do trato genital feminino e foco em cirurgias ginecológicas como também especialista em partos normais e cirúrgicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Melhores Remédios Caseiros Para Indigestão

Os 5 Melhores Remédios Caseiros Para Indigestão

Toxoplasmose

Toxoplasmose – Causas, Sintomas e Tratamentos