Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Urticária – O que é, Sintomas e Tratamentos

Antes de ler o Artigo, Curta-nos Abaixo!

Urticária – O que é, Sintomas e Tratamentos e os medicamentos para tratar a Urticária. Além disso, a Urticária é uma reação não contagiosa da pele que se caracteriza pelo aparecimento de manchas vermelhas, que podem inchar e coçar bastante. Algumas pessoas podem apresentar ardência e ferroadas nas lesões. A Urticária é uma doença de pele frequente: 15% a 20% das pessoas já apresentaram um episódio de Urticária na vida.Quem possui histórico de alergia respiratória e de pele tem maior tendência a apresentar Urticária. Nos casos em que há inchaço das vias respiratórias, a Urticária pode ser tornar grave, pois esse inchaço leva a um edema de glote, fazendo com que a pessoa tenha dificuldade para respirar. Quando isso ocorre, é necessário que se procure um médico o quanto antes.

As lesões provocadas pela Urticária podem ou não ser localizadas, e são classificadas, de acordo com o tempo de sua evolução, em Urticária aguda (inferior a seis semanas) ou Urticária crônica (superior a seis semanas). A Urticária aguda pode ser provocada por intolerâncias alimentares ou medicamentos, enquanto que as causas da Urticária crônica são bem mais difíceis de serem definidas e podem causar algumas consequências para o paciente, como fadiga, insônia, isolamento social, dificuldades emocionais e sexuais. Então, confira agora Urticária – Sintomas e Tratamentos.

Causas: Quando uma pessoa apresenta uma reação alérgica, o corpo libera histamina e outras substâncias químicas na corrente sanguínea, o que provoca coceira, inchaço e outros sintomas. A Urticária é uma reação alérgica que pode ser desencadeada por diversos fatores:

  • Picadas de insetos.
  • Verminoses.
  • Infecções causadas por bactérias, vírus ou fungos.
  • Pólen, poeira, inseticidas, etc.
  • Agentes físicos, como frio, calor, pressão e luz.
  • Alimentos, como ovo, frutos do mar.
  • Corantes, conservantes, aromatizantes.
  • Medicamentos.
  • Doenças sistêmicas como disfunção da tireoide.
  • Fatores emocionais.

Fatores de risco: Você tem mais chances de adquirir Urticária se:

  • Você já teve Urticária antes.
  • Você já teve ou tem outras reações alérgicas.
  • Você tem algum outro problema que pode estar relacionado à Urticária, como lúpus, linfoma ou alguma condição na tireoide.
  • Você tenha algum parente com histórico de Urticária ou outra reação alérgica comum.

Sintomas de Urticária: O principal sintoma de Urticária é o surgimento de vergões na superfície na pele. Geralmente os vergões:

  • São vermelhos e salientes
  • Coçam intensamente
  • Tem formato oval
  • São pequenos, porém do tamanho suficiente para serem notados a uma distância considerável.

Buscando Ajuda Médica: É possível tratar alguns casos de Urticária em casa, mas se os sintomas persistirem por mais do que alguns dias, a recomendação é que se procure ajuda médica para receber a devida orientação. Busque ajuda médica, também, se você tiver dificuldade para respirar e para engolir.

Na Consulta Médica: Entre as especialidades que podem diagnosticar Urticária estão:

  • Clínica médica
  • Dermatologia
  • Alergologia.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando seus sintomas começaram?
  • Os sintomas mudaram com o passar do tempo?
  • Os vergões em seu corpo coçam, queimam ou doem
  • Você costuma ter outras reações alérgicas?
  • Você já teve Urticária alguma vez?
  • Você tem algum parente com histórico de Urticária ou de outra reação alérgica comum ou similar?
  • Você toma medicamentos para algum outro problema de saúde? Quais? Em que dosagens?
  • Como é sua alimentação? Você come frutos do mar?
  • Você tem algum outro problema de saúde? Qual?

Diagnóstico de Urticária: Um exame físico geralmente basta para que o médico possa realizar o diagnóstico. Ele examinará o corpo do paciente em busca de vergões avermelhados e lhe fará perguntas a respeito do seu histórico médico e o de sua família. Pode acontecer de o médico solicitar a realização de um exame de pele e de sangue para certificar-se de que se trata de Urticária. Por último, uma biópsia da pele pode confirmar o diagnóstico.Tratamento de Urticária: O tratamento pode não ser necessário se a Urticária for leve, pois, nesses casos, ela pode desaparecer sozinha. No entanto, caso seja necessário, o médico prescreverá alguns medicamentos específicos para tratar Urticária. Entre eles estão anti-histamínicos, corticosteroides e outras drogas.

Se a sua reação for grave, principalmente se o inchaço estiver na garganta, talvez seja preciso tomar uma injeção de emergência de epinefrina (adrenalina) ou corticoesteroides injetáveis. Um angioedema na orofaringe (garganta) pode bloquear a via respiratória, dificultando a respiração.

Medicamentos Para Tratar a Urticária: Os medicamentos mais usados para o tratamento de Urticária são:

  • Allegra.
  • Asmofen.
  • Betametasona.
  • Betatrinta.
  • Celestone.
  • Cetirizina.
  • Claritin.
  • Claritin D.
  • Desalex.
  • Desloratadina.
  • Dexclorfeniramina.
  • Diprospan.
  • Duoflam.
  • Ebastel.
  • Fumarato de Cetotifeno.
  • Fumarato de Cetotifeno (xarope).
  • Hixizine.
  • Loratadina.
  • Loratamed.
  • Maleato De Dexclorfeniramina (Gotas).
  • Maleato De Dexclorfeniramina (Xarope).
  • Polaramine.
  • Prednisona.

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Aliviar os Sintomas e Acelerar a Recuperação: Para aliviar os sintomas e acelerar a recuperação, tome as seguintes medidas:

  • Evite agentes que possam desencadear uma reação alérgica, o que pode incluir alimentos, medicamentos, pólen, pelos de animais, látex e picadas de inseto
  • Anti-histamínicos podem ajudar no alívio da coceira (devem ser utilizados com indicação médica, pois podem interagir com outros medicamentos e ser contra-indicados em algumas situações)
  • Faça compressas com água fria para desinchar os vergões
  • Para aliviar a coceira, experimente um banho morno/frio de banheira
  • Evite fazer pressão sobre a pele com roupas muito apertadas, prefira roupas mais confortáveis e de algodão.

Complicações Possíveis: Urticária não tratada pode evoluir para problemas de saúde mais sérios, como:

  • Anafilaxia: uma reação alérgica que envolve todo o corpo, causa dificuldade na respiração e pode colocar a vida em risco
  • Inchaço na garganta: pode causar um bloqueio das vias respiratórias e, consequentemente, risco de morte.

A Urticária pode ser desconfortável, mas é geralmente inofensiva e desaparece sozinha. Na maioria das vezes, a causa exata da Urticária não é identificada, mas o tratamento, quando necessário, se mostra eficiente.

Prevenção: Para prevenir a Urticária, é preciso seguir algumas medidas:

  • A principal delas é evitar desencadeadores de reações alérgicas conhecidas
  • Se você suspeitar que algum alimento esteja lhe causando sintomas similares aos de uma reação alérgica, fique atento e, se necessário, corte-o de sua dieta.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.