Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Dermatofibroma – Causas, Sintomas e Tratamento

Dermatofibroma – Causas, Sintomas e Tratamento
Gostou do post? Avalie!

Dermatofibroma – Causas, Sintomas e Tratamento que não devemos ignora. Alem disso, dermatofibroma também conhecido como histiocitoma fibroso benigno, é um tumor benigno, muito frequente, pequeno, de consistência dura, fibrosa, ligeiramente saliente, em regra de cor acastanhada que pode variar com o tempo, mas não é maligno. É um tipo de lesão benigna de pele que geralmente surge após a puberdade.Apesar de poder aparecer em qualquer lugar do corpo, as lesões possuem preferência por regiões como os glúteos, as pernas e os ombros. Também conhecido por histiocitoma fibroso, o dermatofibroma é principalmente formada por fibroblastos.

A causa é desconhecida, sendo mais frequente que apareça de maneira espontânea. No entanto, em 20% dos casos aproximadamente, existem antecedentes de uma picada de insecto ou de um traumatismo.

A coloração do dermatofibroma é normalmente um pouco mais escura do que a da pele. As lesões crescem lentamente até atingir em média 1 cm de diâmetro. Elas são durinhas e podem estar tanto um pouco elevadas quanto levemente deprimidas. Na grande maioria das vezes a lesão é única, no entanto, existem casos de lesões múltiplas.

Quando o dermatofibroma incomoda o paciente é que se indica algum tipo de tratamento. Apesar de serem esteticamente desagradáveis, são poucos os casos em que as lesões provoquem dor ou coceira.

Os ombros, glúteos e as pernas são os locais mais comumente acometidos. Quando estão nas pernas é preciso ter atenção à depilação, pois pode provocar pequenos sangramentos.

Sintomas da dermatofibroma: Estas colisões raramente causam ter sintomas associados . No entanto, é sempre importante consultar o seu médico.

  • Geralmente são de cor castanho avermelhado;
  • São mais escuros em pessoas com a pele mais escura;
  • A cor pode mudar ao longo do tempo;
  • São encontrados frequentemente nas pernas, mas também pode ocorrer nos braços ou tronco;
  • Eles são pequenos (3-10 mm);
  • Prurido (coceira);
  • Sensíveis ao toque (por exemplo se tocar sobre um dermatofibroma este, pode sangrar);

Diagnóstico: Dermatofibroma pode ser diagnosticado facilmente a olho nu. O galo forma uma covinha em espremer. O médico pode analisar o histórico do paciente e realizar exame físico. Se o diagnóstico ainda não confirmado, uma biópsia é recomendada. Na biópsia, uma amostra do nó é examinada.

Tratamento Para Tratar: Dermatofibroma não precisa de tratamento, até que não causa desconforto. Paciente pode ser desconfortável com a colisão, uma vez que intervém ao raspar ou usar roupas.

Os nós não cicatrizam por si mesmos, e que não podem ser permanentemente curados. No entanto, os solavancos são inofensivos e ao contrário da crença geral, não levam ao câncer.

Eles não causam nenhum risco para a saúde do paciente e podem ser removidos cirurgicamente. O médico administra anestesia local antes de remover o nó. No entanto, a cirurgia pode levar à formação de uma cicatriz permanente (a cicatriz é formada como ocorre dermatofibroma profundamente dentro da pele) da zona afetada. Isto pode parecer mais atraente do que a presença de um nó, porque a cicatriz é maior em forma. Pessoas com dermatofibroma devem evitar a exposição ao sol.

Como Prevenir o Dermatofibroma: Não há uma forma de prevenir o surgimento das lesões, visto que não se sabe exatamente a causa do problema. Entretanto, é possível excluir dores e outros incômodos, quando da procura por um médico.

Na grande maioria das vezes as lesões não provocam sintomas, mas, quando isto ocorre, as mesmas podem ser retiradas via excisão cirúrgica ou criocirurgia. Apesar da remoção, o dermatofibroma pode voltar no mesmo local.

Para evitar complicações futuras e para um correto diagnóstico é imprescindível que se busque por ajuda. É importante consultar frequentemente um médico e realizar exames de rotina, para que estas e outras lesões e transtornos possam ser detectados.

A grande maioria das condições pode ser devidamente tratada quando de um diagnóstico precoce. Portanto, não hesite em procurar por ajuda. Fique atento a mudanças em seu corpo e consulte um médico diante de qualquer sintoma ou alteração.

Este artigo foi útil?
1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie este post)
Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.