Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Sintomas

Lipoma – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Lipoma – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que todos devemos saber. Além disso, o Lipoma é um tumor benigno constituído por células de gordura (células adiposas). Os lipomas costumam crescer no tecido subcutâneo, ou seja, logo abaixo da pele. Porém, apesar de menos comum, também é possível a ocorrência de Lipoma mais profundos, que surgem nos músculos, nervos, órgãos internos ou na cavidade abdominal. O Lipoma não é câncer nem tem risco de virar câncer. Na maioria dos casos, o lipoma é totalmente assintomático e não necessita de nenhum tratamento, a não ser que ele seja esteticamente incômodo ou provoque dor.

Como já referido na introdução deste artigo, os Lipomas são tumores benignos, sem risco de transformação maligna, compostos por gordura que se agrupa e forma uma protuberância arredondada por baixo da pele. O lipoma se destaca do restante do tecido gorduroso ao seu redor por ser revestido por uma cápsula fibrosa. Ele é, portanto, uma tumoração de gordura ao redor do tecido gorduroso. Então, confira agora Lipoma – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos:

Principais Causas da Lipoma: Não existem estudos suficientes que comprovem a causa do Lipoma, mas sabe-se que há uma tendência familiar forte para o aparecimento do tumor. Por causa disso é provável que um forte componente genético seja responsável pela sua formação. Em outras situações observa-se a formação do Lipoma após um grave trauma no local. Algumas doenças raras também pode favorecer o aparecimento do tumor, são elas:

  • Doença de Madelung:
  • Adipose dolorosa:
  • Síndrome de Cowden ou Síndrome de Gardner:

Sintomas do Lipoma: Na imensa maioria dos casos, o Lipoma é uma pequena protuberância arredondada que surge por baixo da pele. A maioria dos Lipomas mede entre 1 e 3 cm, mas alguns deles podem chegar até mais de 10 cm de diâmetro. À palpação, um lipoma costuma ser uma massa homogênea, com bordas regulares, indolor, mole, com consistência elástica e móvel. Apesar de ser habitualmente indolor, alguns lipomas podem doer.

As características descritas acima ajudam a distinguir um Lipoma de um tumor maligno, como o lipossarcoma. Tumores malignos costumam se apresentar como uma massa endurecida, pouco móvel, dolorosa à palpação e com bordas irregulares. O ritmo de crescimento do Lipoma costuma ser bem lento, ao longo de anos, ao contrário dos tumores malignos, que, geralmente, crescem de forma mais rápida.

Tratamentos do Lipoma: Como o Lipoma costuma ser uma massa pequena e indolor, ele não precisa de tratamento na grande maioria dos casos. Lipomas pequenos podem desaparecer espontaneamente, mas o que ocorre mais frequentemente é um lipoma permanecer “quieto” e inalterado durante anos.

Nos raros casos em que o Lipoma cresce demais, dói ou se localizada em pontos esteticamente indesejáveis, como na face, por exemplo, a cirurgia para remoção do mesmo é uma opção. O procedimento costuma ser simples e rápido, podendo ser feito apenas com anestesia local. A lipossução é outra alternativa de tratamento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.