Início » Doenças Respiratórias » Variante ômicron: prevenção e como surgem as mutações do vírus?

Variante ômicron: prevenção e como surgem as mutações do vírus?

variante omicron

A variante ômicron foi relatada pela primeira vez na África do Sul em 24 de novembro de 2021, e ela está se espalhando rapidamente pelo mundo.

variante omicron
variante ômicron

Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o Ômicron como uma variante de preocupação do COVID-19 com base em evidências preliminares de que ele se espalha rapidamente.

Gravidade e transmissibilidade da variante Ômicron:

A gravidade associada a variante Ômicron ainda é desconhecida, mas relatos iniciais indicam doença leve, pelo menos na população mais jovem.

gravidade e transmissibilidade da variante omicron
gravidade e transmissibilidade da variante ômicron

Além disso, os especialistas em todo o mundo estão monitorando de perto para ver se é mais provável que leve a doenças graves em comparação com as variantes anteriores. ((https://www.health.gov.au/health-alerts/covid-19/symptoms-and-variants/omicron))

No entanto, é preciso frisar que as medidas de segurança sanitária devem ser reforçadas e o uso de máscaras não pode ser, de maneira alguma, negligenciado, disse a gestora executiva do SAMS, Queila Pavani.

Como surgem as mutações do vírus:

como surgem as mutacoes do virus
como surgem as mutações do vírus

Todos os vírus, incluindo o SARS-CoV-2, mudam com o tempo, portanto, quanto mais oportunidades um vírus tiver de se espalhar, mais chances ele terá de se replicar e mudar.

Além disso, a mutação é um processo natural e evolutivo, ainda mais se o organismo em questão tiver em sua constituição ácido ribonucleico (RNA, o material genético do vírus), como é o caso do SARS-CoV-2.

Portanto, as mutações acontecem quando o vírus se adapta ao ambiente para sobreviver.

No entanto, ao invadir uma célula o vírus entrega seu material genético aos ribossomos, estruturas nas quais são produzidas as proteínas das células.

Além disso, os ribossomos montam as cópias do vírus e sempre que isso acontece, existe a chance de acontecer um erro na réplica.

Dessa forma, uma ou outra mutação pode dar vantagem ao vírus e, ao ser passado adiante, ele vai produzir cópias já com essa vantagem, se tornando uma variante.

Quanto menos o vírus for transmitido, menos as chances de ele sofrer mutações. Por esta razão, as medidas de proteção como usar máscaras e higienizar as mãos, evitar aglomerações e a vacina contra a covid-19, são iniciativas que funcionam contra todas variantes.

Além disso, existem milhares de variações genéticas do vírus original causador da covid-19, mas nem todas são letais ou contagiosas. ((https://butantan.gov.br/noticias/por-que-acontecem-mutacoes-do-sars-cov-2-e-quais-as-diferencas-entre-cada-uma-das-variantes))

Sintomas mais comuns desse vírus são cansaço extremo, dores pelo corpo, dor de cabeça e dor de garganta.

Formas de prevenção da variante ômicron:

formas de prevencao da variante omicron
formas de prevenção da variante ômicron

A prevenção da variante ômicron deve ser feita como a lavagem das mãos com água e sabão, no entanto, caso não houver água e sabão, use um desinfetante para as mãos à base de álcool.

Além disso, também é importante evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos sem serem lavadas, evite contato próximo de pessoas doentes, evite o compartilhamento de copos, pratos ou outros objetos de uso pessoal. ((https://bvsms.saude.gov.br/novo-coronavirus-covid-19-informacoes-basicas/))

Formado em Comunicação Social, especialista em jornalismo digital e SEO, responsável por criar diversos projetos na internet, afim de levar conhecimento à todos sobre saúde, beleza, bem estar, natureza e entretenimento.