Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Dicas de Saúde Sintomas

Os 7 Principais Sintomas de Pedras nos Rins

Os Principais Sintomas de Pedras nos Rins as pedrinhas formadas pelo cálcio correspondem a cerca de 80% dos casos de pedra nos rins. Alem disso, isso acontece quando o intestino promove uma absorção exagerada do mineral, que não consegue ser excretado a contento a partir dos rins. Aí se formam os cristais de cálcio. Da mesma forma, quando há uma concentração excessiva de ácido úrico ou oxalato (causada por um mau aproveitamento do organismo, por exemplo), podem ser formar pedrinhas de potencial doloroso.

Os sintomas de pedra nos rins surgem de forma repentina quando a pedra é muito grande e fica presa no rim, quando ela começa a descer pelo ureter, que é um canal muito apertado até a bexiga, ou quando ela causa uma infecção.A crise renal pode variar ao longo do tempo, principalmente na localização e intensidade da dor, mas pedra pequenas costumam não causar problemas e muitas vezes só são descobertas durante a realização de exames de urina, ultrassom ou raio-X, por exemplo. Então, confira agora Os 7 Principais Sintomas de Pedras nos Rins.

Os Principais Sintomas Causados por Este Problema são:

  • Ondas de dor intensa na parte inferior das costas, que pode atingir também a virilha e os testículos.
  • dor ao urinar.
  • Urina rosa, vermelha ou marrom devido à presença de sangue.
  • Aumento da vontade de urinar.
  • Náuseas e vômitos.
  • Dificuldade para deitar e descansar devido à inquietação da dor.
  • Febre acima de 38º C, calafrios e diarreia, em caso de infecção.

O local e intensidade da dor pode variar de acordo com a movimentação da pedra dentro do organismo, sendo de maior intensidade quando ela percorre o ureter até a bexiga, para ser eliminada juntamente com a urina. Em casos de dor intensa que não passa, febre, vômitos, sangue na urina ou dificuldade para urinar, deve-se procurar o médico Sintomas de Pedras nos Rins simples e fácil de se identificar.

Mudanças de Micção: quando os rins falham, pode ser o primeiro Sintomas de Pedras nos Rins. As idas ao banheiro para urinar, principalmente durante a noite, aumentam. A urina sai espumosa e com bolhas, a tendência é urinarmos com mais frequência ou em maiores quantidade e a urina costuma ser ou pálida ou muito amarelada. Ainda, a urina pode conter sangue, podem ocorrer episódios de incontinência urinária e muita pressão na parte inferior da pelve.

Falta de Ar: a dificuldade de respirar pode estar relacionada a um dos Sintomas de Pedras nos Rins, causada de duas formas diferentes. Primeiro, porque o fluído extra que o corpo não consegue eliminar é acumulado, também, nos pulmões. E segundo porque a anemia (falta de glóbulos vermelhos que transportam o oxigênio para o sangue) deixa o organismo debilitado, causando a falta de ar.

Enjoos e dificuldade para se concentrar: a anemia causada pela insuficiência renal quer dizer que a mente não está recebendo a quantidade de oxigênio necessária. A consequência disso pode trazer inconvenientes para nos lembrarmos de algo, enjoos, pouca concentração em qualquer tarefa, dispersão, pouca atenção ao falar, etc.

Como Prevenir Problemas nos Rins:

  • Beba água. Hidratar o corpo é essencial para o bom funcionamento dos rins e para evitar evita a formação de pedra.
  • Mantenha uma dieta equilibrada e evite excessos de sal, gorduras, carnes vermelhas e doces.
  • Fique sempre de olho na pressão arterial e no nível de açúcar no sangue.
  • Pratique exercícios físicos regularmente, seja uma caminhada ou aulas de ginástica e natação sempre na companhia de uma garrafinha de água.
  • Não use medicamentos sem orientação médica. Alguns medicamentos pode sobrecarregar os rins.
  • Não fume e evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.
  • Faça periodicamente exames de urina e sangue que checam o funcionamento renal.

Pedra nos Rins Como Eliminar: A pedra nos rins pode ser eliminada, mas para isso o paciente precisa ir a um especialista para que ele descubra o tipo de cálculo renal, qual foi a causa do surgimento dele e qual o tamanho da pedra (os cristais).

A partir desses três fatores é que o tratamento inicia, podendo ser realizado de diversas maneiras. Assim como o paciente com pedra nos rins pode ser tratado com medicamentos, há outros casos em que são necessários outros tipos de procedimento, como uretroscopia e traqueostomia percutânea.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.